Primeira vez com meu aluno novinho

Sempre me deliciava lendo contos sobre professora com alunos mais novos, mas nunca tinha rolado nada comigo até ontem!
Semestre passado trabalhei em um ensino médio num projeto de 3 meses, foi quando eu conheci o Daniel. Ele tem 17 anos e é suuuper alto, 1,85, ele sempre me zuava de “baixinha”, mesmo eu não sendo baixinha hahaha (tenho 1,74). Viramos amigos, porque apesar de ser professora, eu sou quase da idade do pessoal do ensino

médio (tenho 22 anos). Desde o primeiro dia na escola eu ficava de olho nele, sempre forçava uma “esbarrada” no corredor ou no pátio como pretexto pra gente conversar por uns minutinhos. Mas foi só no último dia do projeto que finalmente trocamos facebook e telefone, e a partir daí nossas conversas migraram pro whatsapp, já que eu não estava mais trabalhando na escola dele.
Sempre posto coisas mais “picantes” no snapchat e ele me adicionou há umas semanas. Eu, sem nem lembrar que tinha ele nos meus contatos, postei uma foto de decote falando “manda nudes”, de brincadeira. E ele achou graça e me chamou no chat para falar que me mandaria nudes se eu mandasse antes. rs
Começamos um papo mais quente e, como era sábado, eu já estava bem bebinha desde as três da tarde. comecei a provocar mandando foto de decote, de sutiã… resolvi chamar ele pra minha casa, mas ele disse que não podia porque iria sair com a família.
Vendo que o role não ia dar certo, resolvi sair com uma amiga, que tinha me chamado pra uma festa. Estava curtindo a festa já muiiiito bêbada, quando recebo uma mensagem no whatsapp dele dizendo que foi comer numa lanchonete com a família perto da minha casa e me perguntando onde eu estava.
Eu, bêbada: -Poxa, espera eu voltar pra casa então pra gente dar uns beijos kkkkk brincadeira
Dani: -Não vou ficar até muito tarde aqui, volta agora pra cá, por favooor!

Resolvi voltar pra casa porque queria muito dar uns beijinhos nele, mesmo não tendo certeza se ia rolar alguma coisa ou não. Combinamos de nos encontrar na rodoviária, mas logo que nos encontramos ele pediu pra ir até meu apartamento.
Entramos em casa, ele sentou na minha cama e falou de levinho: “Vem cá, vem”
Eu não aguentei, ajoelhei no chão e comecei a beijar ele e já senti aquele pau duro encostando no meu corpo. Ele sem perder tempo (afinal, a família dele tava esperando por ele na lanchonete) foi tirando minha camisa e me deixou só de sutiã e saia e foi massageando meus peitos. Eu sentindo o pau dele explodir de tão duro não aguentei e comecei a abrir a bermuda dele, tirei a cueca e comecei a chupar muito gostoso aquele pau. Que tesãoooooo, aquele menino de 17 anos que já foi tema de várias siriricas minhas da época que eu trabalhava no colégio dele agora tava com o pau na minha boca!
Eu tinha decidido que não ia dar pra ele aquela noite, ainda mais quando descobrimos que estávamos sem camisinha. Mas deitei por cima dele (eu ainda de saia) e ele começou a me dedar tãooo forte e tãoooo gostoso que eu só conseguia pensar em “me come, por favor”.
Estava lá quase gozando com aquelas dedadas quando ele falou “pensa que só você que pode me chupar é? Eu também quero brincar disso” e me jogou pra baixo, arrancou minha saia e começou a me chupar, nosssssa, que delícia. Aquele novinho me chupando enquanto me dedava com uma mão e segurava forte meu peito com a outra. Não aguentei e gozei ali mesmo, e já logo comecei a implorar pra ele me comer, sem camisinha, sem nada.
Ele (mais consciente que eu rs) disse que era melhor então ele gozar uma vez antes, e falou “você vai me chupar até eu gozar na sua boca todinha” e ele, comigo ainda deitada, sentou em cima de mim com o pau dentro da minha boca forçando que eu o chupasse até ele gozar tudinho. Ele gozou em poucos minutos e eu engoli tudo de tanto tesão que tava, lambi todo o pau e as bolas pra limpar tudo. A essa altura eu estava completamente molhada e querendo gozar outra vez.
Ele foi ao banheiro se lavar rapidinho e eu fiquei “brincando” comigo mesma na cama rs, ele voltou do banheiro e me viu naquela cena, o pau dele ficou duro na hora e ele veio pra cima de mim me beijar e a gente ficou se beijando e falando o quanto era errado isso que a gente tava fazendo. “Muito errado, muito” enquanto ele metia na minha bucetinha encharcada.
Pedi pra ele tomar cuidado pra não gozar dentro de mim, já que a gente tava metendo sem camisinha, mas ele falou pra ficar tranquila que ele gozar nos meus peitos gostosos e assim o fez. Fiz uma espanhola dele com minha boca só na cabecinha do pau dele até ele gozar pela segunda vez em cima de mim todinhaaa. Que deliciaaaa!
Ele teve que se vestir correndo e voltar pra lanchonete, porque a família dele não parava de mandar mensagem no celular.
E eu tô até agora pensando nesse novinho gostoso, rs. Falei pra ele colar aqui fim de semana que vem de novo, dessa vez sem pressa pra ir embora…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *