Putaria entre o Muleque e Casal

Oi pessoal,vou começar me apresentando porque esse é o meu primeiro conto. Meu nome é Jorge, nasci em 96. Sou alto,1,85 metros, moreno, branco, peso 80 kg, faço musculação já a um tempo, um bom tempo pra falar a verdade.

Essa história se passa quando eu tinha 18.

Certa noite quando eu estava no bate-papo uol de sexo, eu entrei em contato com uma mulher com o apelido de

“KAZADAKER”, papo vai papo vem, ela me disse que tinha 37 anos e que era morena, não demorei para chamar ela pro

reservado, mas para minha surpresa ela recusou e me passou o msn dela e eu logo add ela.

E stavamos batendo um papo e eu já botando pilha para abrir a cam, aí ela abriu o jogo, dizendo que ela morava em

“não vou falar a cidade” e que o marido dela viajava muito, e quase nunca estava em casa, mas que eles sempre

estavam se falando por web e tinham decidido apimentar as coisas.

Acontece que eles tinham uma fantasia bizarra, que eles procuravam um “filho” para os dois, um filho muito gostoso e

depravado, e eu tinha sido o escolhido dela, eu, ás 3 da manhã, com o meu pau duro a mais de hora, tava aceitando

tudo pra ela ligar a cam, então quando ela me mandou o msn dele pedindo para eu adicionar ele, eu fiz na hora, e

depois fizemos uma chamada em grupo, eu, Fernanda e Marcos, ela aparentava 30, morena, gostosa, peitos

maravilhosos, grandes mas não exageradamente, tinha uma bunda gostosinha, ela estava super sexy e produzida, usava

uma langerie preta com uma cinta-liga, um rosto de deixava muita novinha no chinelo, e o Marcos, tinha em torno de

50 anos, cabelos a barba grisalha e usava um rabo de cavalo, de resto estava nu.

O sexo por cam foi maravilhoso, Fernanda perguntava para o Marcos se o filhinho podia tomar leite, ele ele dizia que

não, ai ela e eu implorávamos, ai o “papai” como ele pediu para eu chama-lo falava que o filhinho dele tava forte e que

a “mamãe” tinha sorte, ai ele mandava o “filho” enfiar na buceta da mamãe, foi uma loucura.

Quando terminamos, e estavamos nos limpando, eles disseram que a família devia se reuniar no dia seguinte a tarde, e

lá fui eu, no dia seguinte foi eu e o Marcos nos masturbando e Fernanda olhava, lambia os lábios , se acariciava no meio

do escritório dela, e esses encontros foram ocorrendo cada vez mais frequentes, até que chegou dezembro e eu estava

sem nada pra fazer quando eu entrei numa dessas conversas e mamãe me falou que ela e o marcos estavam juntos na

cidade X, e me convidaram para passar o mês lá, de fato a cidade X não ficava tão longe da minha, só umas horas de viagem, o problema era eu inventar uma desculpa para os meus pais sobre o motivo de ir para lá, por sorte era a época de um festival lá e eu falei que ia lá curtir o festival e ficar um tempo com os meus amigos, e depois de muito insistir e u consegui ir.

F ui pra rodoviária onde meus pais tinham me deixado e esperei Fernanda e Marcos aparecerem para me pegar, e lá eu

vi chegando um megane sedan com os dois dentro, entrei no banco traseiro.Papai estava dirigindo e mamãe no carona

quando eu entrei

-Como vai filhinho?- perguntou mamãe

-Tudo melhor agora mamãe

-Vais se divertir muito esse mês filho- Marcos

-Vou p ara o hopi hari papai?- perguntei eu, já me sobresaindo no meu papel

-Você vai para um lugar menor e bem mais apertado filho, mas vai se divertir muito- Marcos

Ness e momento mamãe se virou e me acariciou no joelho, subindo

-Agora não mãe- Falou Marcos

Ma s já era tarde, eu tava com o cacete duro, Marcos viu isso claramente com o vidro retrovisor e disse

– Pode se masturbar filho, ninguém vai ver

– Mas eu vou sujar o carro inteiro

– Não tem problema depois a mamãe limpa

Mamãe se virou e lambeu o dedo indicador, nisso eu tirei o pau pra fora e comecei a me masturbar loucamente, e não d emorou muito pra eu dar aquela gozada, o papai encostou o carro, a mamãe saltou e foi para o banco de trás

– Vem pra frente filhão e deixa a mamãe limpar – Marcos

Eu obedeci e logo voltamos a estrada, durante toda o trajeto eu não pudi tirar os olhos do espelho retrovisor, Mamãe t ava lambendo a porra toda e olhava pra mim enquanto lambia o meu leitinho.

Já era tarde quando paramos num motel, eu logo pensei na sacanagem q eu ia faze com a buceta da mamãe. Marcos s aiu do carro e mandou q fizessemos o mesmo, nós descemos e mamãe tava com aquele cheiro de porra na boca e me

deu um beijo na bochecha, nós pegamos as malas e fomos entrando pela porta, eu na direita a mamãe no meio e o pa pai na esquerda, nós chegamos no balcão

-E u e nosso filho precisamos de um lugar para dormir- Falou Marcos

– Quantos quartos senhor?

– Dois

Quando ele falou dois eu não consegui prestar atenção em mais nada, nós fomos logo em seguida para cada quarto e eu

com aquela ereção enorme, quando eu tava quase entrando no quarto mamãe chegou na porta, me encostou contra e la, se ajoelhou e deu um beijo na minha virilha, se levantou e disse

– Segura isso ai filhote

E depois disso eu entrei no quarto, eu apesar da ereção cai na cama e dormi sem muita dificuldade. No dia seguinte a cordo com o papai me cutucando

– Vamo, temo que i agora filhão, sem muita demora

Eu tirei a coberta e ele viu a minha ereção

– Já filhão?

– Sabe né, a mamãe é uma coisa

-Batesse durante a noite?

-Não, ontem eu só deitei e dormi

-Posso chupar filhão?

-Agora?

-É…

-Agora não né, você falou que a gente ja tinha que ir

-Só uma chupadinha, vai, só uma lambidinha

-Ok ok, só uma e vamo

Ele se ajoelhou e eu abaixei a calça do pijama e ele deu uma chupada forte, e logo depois deu outra chupada, eu dei

um tapa na cara dele

-Eu tinha dito que só uma porra

Ele se levantou

– Desculpa filhão, eu não vou mais fazer isso

-Agora vamos embor a

Fomos para o carro e la do lado e stava mamãe, esperando a gente chegar, quando eu passei por ela para ir para o banco de trás ela agarrou a minha bunda

-Não sei se me seguro por muito mais temp o

O fluxo estava bom, até que a gente chegou em uma fila, e nós começamos a conversar para descontrair, e é claro que eu fiquei com o kcete duro denovo e eles perceberam

-Você é fogo filhote-falou Marcos

-Não é culpa minha e vocês sabem disso

– Ele tem razão querido

– Vai lá querida

E la desceu do carro e entrou na parte de trás do carro, a fila estava parada, ela entrou e tirou o meu cinto, eu apalpei

os peitos dela e ela tirou as minhas mãos gentilmente

– Sem tocar filhote

Aí ela abriu o ziper da minha calça jeans e abaixou a minha cueca, ela estava com uma calça jeans coladissima, e uma camisa de botões, que quase estouravam com os seios dela, ela estva com os cabelos soltos, ela fez um rabo de cavalo

com as mãos

-Segura aqui para a mamãe queridinho

Ela estava sentada a minha direita e se abaixou para fazer o melhor boquete que eu ja recebi, ela lambia, mordiscava,engolia, eu não pude evitar de levantar a cabeça para olhar a cara de safado que o Marcos fazia no espelho

retrovisor, a fila ja tinha começado a andar e ela continuava no boquete, mamãe ja tava a uns 15 minutos me chupando

quando ela pediu

-Dá leitinho quente pra mamãe da, mamãe ké leite quente

Ela fez aquela carinha de cachorro carente e esticou e esticou a língua, eu jorrei litros nessa hora, me sujei todo, e ela

logo se prontificou a me limpar inteiro com a boca, e no final ela me deu aquele beijo de língua bem demorado. Ela

terminou botou o cinto e o Marcos falou

-Isso foi só um testdrive, espere até chegar na nossa casa filhão

FIM da parte 1

Na parte 2 vou escrever o q aconteceu quando chegamos na casa deles

Eu queria deixar aqui o meu whats e meu skype, para se alguém gostar do conto a gente possa bater um papo e fazer besteira, cód +33 nº 7 nº 6 nº 3 nº 9 nº 2 nº 1 nº 6 nº 7 nº 4 , eu tenho webcam. skype: [email protected] e o meu face Jorge Garole.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *