Atras do balcão dei o cu para meu cunhado

Ola pessoal…estou aqui novamente pra contar mais uma experiencia sexual que tive.

tenho muito fogo na buceta. Meu marido, tem um comercio de auto peças, e devido a crise teve que dispensar o funcionário da tarde, como não estamos em condições de contratar outro me propus a ajudar, ficaria no comercio na parte da tarde, ate podermos contratar alguém, e assim foi…

No inicio era meio chato pq não sabia direito onde estavam as mercadorias e me atrapalhava um pouco, mas depois com a chegada do meu cunhado fui aprendendo direitinho. Meu cunhado veio só pra nos ajudar nesse período, ele é um homem bem divertido e simpático, bem praiano tbm… Sempre nos demos muito bem, e ele sempre me respeitou.

Como passávamos a tarde toda juntos os assuntos foram ficando cada vez mais íntimos… Perguntei se ele não sentia falta de uma mulher, pois ele era solteiro, nunca quis casar.

Ele disse que no momento só sentia falta de uma boa buceta pra se acabar de chupar.

Fiquei sem graça com a resposta e ri pra não ficar chato. Mas acreditem, na hora senti minha buceta pulsar e ficar molhada com aquela resposta tao direta.

Passou os dias e eu sempre imaginando as possibilidades de acontecer, mas nunca me atreveria. Joaquim* percebeu que andava meio triste e questionou o que estava acontecendo e eu me abri com ele, falei do meu casamento que era morno, que seu irmão não me procurava e eu vivia na seca…me sentia abandonada.

Ele me abracou e disse que pra eu ficar sossegada que ele daria um jeito na situação, ja que o José* não tava cumprindo o seu papel.

Dei o cu ao meu cunhado atrás do balcão

No sábado era dia de maior movimento, na parte da manha e já estávamos exaustos quando falei pra ele que já estava com as pernas doendo de ficar em pé, ele disse que também e logo sentou no chão atras do balcão bem pertinho das minhas pernas, eu estava de vestido bem soltinho e uma calcinha minuscula, percebi seu olhar cobiçador…facilitei pra que a visão dele fosse melhor…

Como sou baixinha o balcão ficava acima dos meus seios, mas eu subia no tablado pra poder atender melhor os clientes. Nisso chegou um rapaz querendo uma peça e fui atende-lo, enquanto eu conversava com o cliente senti uma respiração bem perto da minha bunda, estremeci…rapidamente dispensei o rapaz e me virei perguntando o que havia sido aquilo.

Joaquim respondeu: acho um desperdício uma mulher como vc ficar na seca!

Antes mesmo que eu respondesse ele passou a mão por entre minhas pernas chegando na minha buceta, na hora senti um tesão enorme e minha buceta molhadinha…

Mas o movimento não parava e outro cliente chegou, e enquanto eu o atendia, Joaquim me bulinava, um toque suave e as vezes firme, ate que senti ele baixando minha calcinha numa ousadia total….confesso que estava amando aquela situação de perigo!

Meu marido como sempre estava fora fazendo as entregas e dentro do balcão só Joaquim e eu.

Depois de tirar minha calcinha, ele começou a me chupar, afastou minhas pernas e ali sentado no chão de pau bem duro me chupava com vontade, e eu fazendo o maior esforço atendendo os clientes que chegavam, e eu disfarçando o meu tesão…

Foi uma loucura, que deliciaaaaa…eu parecia uma jovem, fazendo putaria com o namorado rsrsrs…

Um dado momento não havia mais clientes então falei: agora eh só nós dois aproveita!

Ele de uma vez enfiou aquela língua com tudo e me chupou tao gostoso, em movimento de sobe e desce, parava no meu grelo que ja tava enorme, mordiscava e voltava a chupar minha buceta ate eu não aguentar mais e gozar naquela boca deliciosa…senti minhas pernas tremerem, e o corpo suar, a respiração estava ofegante, que eu estava sentindo uma sensação que ha muito não sentia….

Chamei ele de louco e ele disse: vc não viu nada!

Enfiou a mão na minha buceta e mandou eu rebolar, um dedo…dois dedos…três dedos….socava com força, e eu amando, senti ele massagear meu cu, deu um calafrio, ao mesmo tempo que achava loucura aquilo estava amando a situação, o tesão tava forte, enfiou um dedo no meu cu, gozeiiii….ahhhh como foi bom…

Ja não sentia nem mais minhas pernas e escorada no balcão fiquei, ele se levantou com o pau pra fora me encochou por traz, e disse bem no meu ouvido:

Vou comer seu cu aqui!

Falei: naoooo aqui não! Pode entrar alguém.

E nisso o pau dele já estava me arregaçando, sem do, com muita vontade, senti aquele pau entrar de maneira brusca mas ao mesmo tempo suave, cheio de desejo, me ajeitei pra ficar melhor e ele bombando forte… não demorou muito gozou litros dentro de mim.

Nos recompomos e chegou cliente, deixei ele atendendo e fui pro banheiro me limpar, sentei no vaso e a porra desceu, senti vontade de bater uma siririca e o fiz…

O José chegou e ficamos como se nada tivesse acontecido…

A noite falei pro meu marido me comer, eu precisa de um pau na buceta, ele fez o de sempre, eu transei pensando no irmão dele e nas possibilidades que sugeriam de agora em diante!

Agora vou trabalhar sempre de vestidinho e sem calcinha pra facilitar as brincadeiras com meu cunhado! Alem dele comer meu cu atras do balcão, trepamos no banheiro, uma rapidinha e também no deposito e quase fomos pegos, mas isso eh outra historia….espero que tenham gostado…bjss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.