Chupando o Carteiro Roludo

Eu me chamo Cláudio, tinha 18 anos, sou magro, 1,73, cabelos estilo militar, moreno claro, etc.
Minha mãe fazia faculdade no centro de SP e o carteiro, vou chama-lo de Paulo, 1,80, uns 80 kg, cabelos raspados, negro, pernas e coxas grossas e barba por fazer, ele entregava carta aqui na nossa rua também fazia, e minha mãe acabou pegando amizade com ele, e todos os dias se encontravam no trem quando voltava da

faculdade, e como na época eu estava na fase do quartel, não conseguia emprego e sempre que ele entregava as cartas eu tentava puxar assunto e tal, ai ele as vezes pedia um copo de água e eu sempre pegava com o maior prazer, e sempre puxava assunto e ele comentou que minha mãe e ele vinham embora da faculdade juntos, eu procurei ele no Orkut na época e add ele ai começamos uma amizade e sempre que ele passava eu perguntava como ele estava e tal, um dia ele passou e entregou uma carta aqui em casa, e me perguntou se eu estava com o PC ligado eu disse que sim, ai ele me perguntou se não podia acessar o email dele um pouquinho, eu prontamente falei, claro que sim, entra ai, ele pediu licença e entrou em meu quarto, na hora fiquei pensando mil coisas, mas ele me disse: eu moro sozinho, e faço faculdade de direito, e tenho uma ação que ganho algum dinheiro aqui e tenho que verificar durante o dia, mas as vezes eu não consigo por causa do tempo, ai eu disse olha eu fico o dia todo sozinho, sempre que você quiser passar aqui fica a vontade para mexer no computador, ele agradeceu e foi embora, nesse dia fiquei cheio de tesão e a espera da próxima oportunidade dele voltar aqui em casa!
Os dias se passaram e ele uma vez por semana as vezes até duas vezes passava aqui e mexia no computador por uns 20 á 30 minutos e eu ficava do lado dele conversando e cheio de tesão, um dia pedi o MSN dele, ele me passou add e sempre conversamos nos finais de semana, uma certa vez meu computador ficou ruim e tivemos que mandar para a assistência técnica, ele passou em minha casa para mexer e eu disse para ele que estava sem o computador e que estava ruim e tal, ai ele me disse tudo bem, passou uma semana e havia um feriado e quando menos espero ele passa em minha casa e me diz hoje é minha folga quer ir lá em casa mexer no seu Orkut eu disse claro vamos, ai passamos no supermercado compramos algumas coisas e fomos, ele mora perto de casa ai mexi no computador um pouco e comemos, ai ele começou a fazer um trabalho da faculdade, ai conversamos de tudo um pouco até chegarmos em conversa de sexo, ai ele disse que adorava uma putaria e que fazia algum tempo que não fazia nada por causa do tempo, ai eu brinquei com ele e disse se ele quisesse fazer isso era fácil porque tem um monte de mulherada no pé dele, ai ele respondeu que não era tão fácil assim, ai falou tenho vários DVD pornô esta ai perto da TV ai me levantei e dei uma olhada, ai ele disse se você quiser pode colocar um para assistir, ai coloquei e fiquei com muito tesão eu ficava olhando para ele mais ele não deu mais nenhum passo ai fiquei com medo, assisti e falei vou pra casa, ai ele disse tudo bem até mais, cheguei em casa fiquei doido de tesão e gozei pensando nele, dai em diante eu resolvi fazer algo para chupar aquela rola preta.
Os dias passaram e arrumaram o computador e ele voltou a passar aqui em casa novamente, um dia disse para ele que minha amiga do curso tinha achado ele bonito, ele me disse mostra uma foto dele para eu ver, ai eu mostrei o Orkut dela ai ele falou bonita, um domingo essa minha amiga estava aqui em casa e eu comecei a conversar com ele no MSN e disse que ela estava aqui e tal, ai ele pediu para conversar com ela, eu deixei, mais como já estava meio tarde, ele foi embora e eu continuei conversando com ele, porém decide arriscar e finge que era ela, ai falamos muitas coisas e ele ficou muito interessado, ai derrepente falei para ele que ia contar um coisa para ele, nessa hora estava me passando por minha amiga Dai.
Eu (me passando por minha amiga): acho que o Lala é gay, rsrs..
Carteiro: É mesmo, eu também acho, as vezes ele me olha diferente, mais ele é um bom garoto.
Eu (me passando por minha amiga): E se ele quisesse ficar com você?
Carteiro: Se você estivesse junto Dai, eu toparia..
Nessa hora foi a deixa, e sempre conversava com ele…
Em um dia muito quente no verão, estava em casa sem camisa, só de bermuda, ele chamou entregou uma carta e pediu para entrar, ele pediu um copo de água, e falei pode subir no quarto, ele entrou e percebi que a camisa dele estava toda suada, ai eu disse a ele: Você esta todo suado, ele falou é foda andar o dia todo, e o sol esta me matando hoje, ele levantou a camisa e passou a mão na barriga e saiu toda suada, naquela hora eu queria lamber a mão toda dele…
Ele mexeu no PC e eu sentado na cadeira atrás… nesse dia meu tesão estava a mil e decidi arriscar tudo…
Ai disse para ele assim:
Eu: Quando vou chupar esse pauzão preto? ai passei a mão por cima do pau dele.
Carteiro: Esta doido, para com isso.
Eu: Passei a mão de novo e disse morro de vontade de experimentar uma rola preta, e nessa hora senti um volume.
Carteiro: Olhou para mim, e disse quer chupar mesmo viadinho?
Eu: Você vai deixar?
Carteiro: Eu to perguntando vc quer chupar?
Eu: Claro eu quero chupar e tomar seu leitinho.
Carteiro: Então vem cá, se levantou da cadeira, e mandou eu abaixar, abriu o zíper da calça e tirou o pauzão negro para fora, na hora fiquei com medo e olhei para ele tinha uns 20 ctm e estava com um cheiro de suor com mijo, ai ele disse: Mama ele todinho seu viadinho realiza sua vontade, ai sem cerimonia comecei a chupar gostoso, e olhava para ele e ele gemia, e dizia que delicia de boca seu safado, é essa pica que vc queria? Eu disse sim meu macho, ai ele tirou o pau da minha boca e bateu com ele na minha cara, e disse chupa as bolas, enquanto eu chupava as bolas, ele me xingava e batia o pau na minha cara, ai ele me puxou pelos cabelos e colocou o pau com tudo na minha garganta e segurou minha cabeça, comecei a me engasgar ai ele me puxou, e disse: é assim que gosto de tratar minha putinhas, fiquei doido de tesão e disse: me trata como você quiser meu macho.
Ele me deixou chupando bem gostoso, teve um momento que ficou com muito tesão e pensei que iria gozar, ai me puxou pelos cabelos, me deu um tapa no rosto e cuspiu na minha cara e disse: caralho seu viado que boca gostosa, estou quase gozando, eu disse me dá leitinho que eu bebo tudinho, ele disse, quer beber leitinho, então toma… Começou a fazer eu chupar com força e vontade e gemendo, e disse abre bem a boca viadinho, e toma todo o leitinho, ai ele gemeu e gozou na minha boca e disse engole para eu ver, ai eu engoli o pau leitinho doidinho, ele disse que delicia de chupada, levantou as calças e disse agora tenho que ir.. Fiquei com muito tesão e pedi para ele comer meu cuzinho, ele disse que não dava quem sabe em outro dia, gozei gostoso depois que ele foi embora.
Depois disso, ou ele ficou com vergonha ou arrependido, só veio aqui em casa mais uma vez, mas não rolou nada, depois ele sumiu, e quando encontrei ele na avenida perto de casa, perguntei o que havia acontecido ele disse que pediu para mudar de localidade nos correios por causa da faculdade, depois disso até hoje nunca mais o encontrei.
Galera esse conto é verídico espero que tenham gostado e desculpa ai se ficou muito grande gosto de contos com detalhes.
Abraço a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *