O dia que gozei na faculdade

Meu nome é Anna, tenho 23 anos, sou morena, olhos castanhos escuros e cabelos na mesma cor cacheados com 1,68 de altura. Apesar de ser gorda eu amo o meu corpo, adoro que minha cintura é mais acentuada destacando meu quadril e minhas cochas grossas, é muito gostoso aperta-las na hora do tesão e meus biquinhos ficam tão durinhos. Meus seios são de um tamanho até que acima da média, um 48D, o que os deixam perfeitos pra apertar, as auréolas bem grandes. Admito que me acho uma gostosa hehe

Agora que sabem tem uma ideia de como aparento queria contar do dia em que gozei na faculdade. Uns dias antes eu já imaginava como seria me masturbar na aula, ficava toda excitada e acabava tocando siririca na cama. Me arrumei normalmente naquele dia pra pegar meu ônibus, o que eu pegava geralmente era quase vazio, então com a mochila no colo eu podia me esfregar por cima da calça jeans, sempre vigiando pra não passar do meu ponto. Era só algumas vezes que fazia, mas era muito gostoso, só dava vontade de me masturbar ali mesmo.

Quando cheguei na faculdade, fui pra sala e com o passar das aulas fui esquecendo do tesão que tinha mais cedo naquele banco do ônibus. Até que depois do intervalo enquanto meu professor explicava minha mente bem já bem dispersa começava a imaginar como seria poder me tocar bem ali, enquanto todos estavam concentrados ou não na matéria. A luz estava apagada, só a voz do professor e o frio gostosinho do ar condicionado, minha buceta já pulsava. Sempre acabava ficando tão molhada com as fantasias e cenas que eu imaginava quando sozinha, será que minha calcinha

ficaria molhada? O pensamento me fez cruzar as pernas, o tecido esfregando deliciosamente na minha bucetinha. Tinha que disfarçar minhas expressões e não mover muito, a mochila e a blusa de frio bloqueando parte das minhas pernas, por isso consegui abri-las um pouquinho. No tesão só peguei uma caneta no estojo e empurrei entre as pernas, meu coração acelerado com a possibilidade de ser descoberta mas ainda sim eu subi e desci a haste da caneta por cima da minha

bucetinha, a ponta arredondada eu começava a apertar meu clitóris, a sensação tão gostosa que me deixava cada vez com mais tesão mesmo não sendo suficiente.
Fiquei naquele sobe e desce por alguns minutos, eu nem prestava mais atenção na aula, os slides passavam despercebidos mas eu não me preocupei porque sempre revisava em casa. Minha buceta ficava pulsando e já queria abrir a calça pra brincar com tanto melzinho que eu sabia que melava minha calcinha.

Uns minutinhos depois eu já não aguentava mais, só queria gozar então logo me ajeitei para ir ao banheiro. Não fazia ideia se alguém tinha me visto ou percebido meu estado mas me levantei e fui ao banheiro, estava vazio e entrei em uma das cabines. Nem tirei a calça e sentei na tampa, abri os botões e logo enfiei a mão por dentro e meu Deus… eu estava toda molhada! Minha bucetinha tão quente pulsava enquanto eu esfregava, toda aquela fantasia de estar exposta na frente dos meus colegas simplesmente me deixando desesperada naquele banheiro.

Queria tanto gemer, mas ainda poderia vir gente ao banheiro e o receio tão gostoso me fez tapar a boca enquanto abria minha buceta e deixava ela toda babada, esfregando sem parar meu grelinho. Só imaginava se algum cara viesse me encontrar ali, como ele iria esfregar o pau na minha bucetinha e me foder tão gostoso, minhas pernas já estavam bem abertas e o barulho molhado tão excitante!
Logo minhas coxas tremiam e eu gozei com força, minha bucetinha pulsando sem parar enquanto meus dedos não paravam de esfregar e melar minha calcinha ali

naquele banheiro. Espalhei todo o meu melzinho ao mesmo tempo que continuava pulsando e já queria gozar de novo… Foi tão bom mas eu ainda tinha aulas!…
Quando o tesão diminuiu limpei minha mãos com papel higiênico, afinal seria beem suspeito sair com as mãos toda melada. Mas o que não fiz foi enxugar minha bucetinha… e a cada passo que eu dei sentia ela tão melada me lembrando do quanto eu tava com tesão, ainda mais enquanto eu lavava as mãos na pia, uma garota entrando no banheiro naquele mesmo momento mas eu havia dado sorte pelo visto.

Voltei então para a minha sala, podia finalmente me concentrar e sentir minha bucetinha toda melada do meu gozo até o final das aulas naquele dia.

Obrigado por lerem e espero que tenham gostado 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.