Sendo fudido pelo taxista

Olá, tudo bem com vocês? Bem, meu nome é Ton, sou casado com mulher, bisexual, hj moro em Natal/RN, mas morei em SP durante 28 anos.
Comecei a curtir brincadeiras com homens na adolescência no começo acha q era apenas curiosidade, mas não… a coisa foi ficando séria e até hj, 15 anos depois ainda estou nessa deliciosa vida.


Bem, vamos ao conto..
Sempre viajo a trabalho pela maioria das capitais do Brasil, esse lance aconteceu em Goiania, primeira vez q tinha ido para lá, qnd faço essas viagens costumo curtir um dia uma balda GLS, vou numa boa, já q sou desconhecido no local…
Fui numa tal de The Pub, local legal, no dia q fui (quarta feira) a lotação da casa estava pela metade… Bebi, dei uma paquerada, bati uma punheta para um carinha e pronto… já tinha dado 2 da manhã e resolvi ir embora…
Fiquei no lado de fora e chamei um taxi, o taxista era um Sr grisalho, mais ou menos 40 anos de idade, sentei no banco do passageiro por costume…
Ele começou a puxar conversa, como falei q iria para o Hotel então ele logo imaginou q eu era de fora, perguntou se eu estava passeando ou a trabalho, eu disse q a trabalho, daí ele comentou:
– Trabalho bom hein, dá tempo até de curtir uma farrinha
– Pois é!
Ele reparou q eu estava com uma aliança e perguntou se eu era casado
Eu disse q sim.
– E a esposa? Onde está essa hora?
– Espero que em casa! – Respondi e rimos
Ai que ele deu uma pegado em seu pau, como se fosse um sinal… eu entendi a mensagem, ele era um cara muito boa pinta, corpo legal e a calça Jeans realçava o tamanho do pacote dele…
Sem mais delongas dei uma pegada por cima da calço no pai dele… ele deu um sorrisinho e já foi se acomodando melhor no banco para poder abrir o zíper e colocar o pau pra fora, era um pau normal, mas muito grosso… comecei a punhetar e o pau começou a ficar duro na minha mão…
Ele pegou minha cabeça e forçou pra eu chupar, fui na hora… fique chupando o pau dele e sentindo q o dedo dele procurava minha bunda…
Ele disse:
– Vamos para um lugar mais calmo
Imaginei um motel, mas percebi q não, entramos num local meio escuro e deserto com alguns poucos carros estacionados, era uma espécie de área militar…
Ele estacionou, desligou o as luzes e o carro e fomos para o banco de tras, eramos grandes, e ficou bem apertado o espaço…
Lá atrás continuei a chupar… ele forçava minha cabeça contra o seu pau e eu estava adorando… até q ele disse q iria gozar, pedi para ele gozar na minha boca… jorrou jatos de leite… não consegui conter e escapou um pouco pelo lado da boca… engoli o q restou na minha boca e qnd dei por mim eu já estava sem as calças e ele atrás de linguando meu cú, fui ao delírio, gozei muito, por sorte o banco era de couro… ele ficou uns 5 minutos alternando a língua e o dedo em meu cú…. qnd ele se esticou e pegou uma camisinha no porta luvas…
Colocou no pau, deu uma cuspida no meu cú e começou a meter, bem devagar… por ser grosso, foi difícil de entrar, mas depois q entrou ele não parou mais de dar estocadas muito forte…dava para sentir o carro se mexendo heheheheeh
Ele ficou uns 10 minutos me fudendo de 4 até q ele gozou… e novamente muito… tirou a camisinha e deu seu pau para eu mamar até ficar limpinho…
Depois disso voltamos para o banco da frente e seguimos até meu destino… no caminha eu fui batendo uma punheta pra ele até chegar no hotel q pra minha surpresa já estava duro novamente… peguei um cartão dele e me despedi…
Até hj converso com ele e ele disse q sempre rola esses esquemas, ele fica na porta de uma boate GLS esperando os solteiros saírem sozinho e pronto, vai a caça….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *