As Coroas são as melhores

Gil é uma coroa deliciosa, de corpo pequeno e bem definido pela musculação diária, ela atraí olhares por onde passa, linda, loira e sensual a verdadeira Loba que inspirou Balzac, eu moleque de tudo na época flertei com ela na balada só depois de criar coragem bebendo algumas pois tinha certeza de que ela iria me ignorar.

Para minha surpresa ela não só me deu bola, como no outro dia ligou e fomos nos encontrar, depois de alguns encontros marcamos a tão esperada noite, ela me pega em seu carro e vamos para o motel, lá ela vai ao banheiro e quando sai está maravilhosa, sua lingerie perfeitamente encaixada em seu corpo parecia ter sido desenhada, meu desejo era mantê-la assim, intocada, de tão bela que ela estava e meu pau que já veio duro no caminho, a essa hora parecia que ia estourar, começamos a nos beijar e ela então passa a descer sua boca, sinto seus beijos no meu pescoço, peito e barriga, ela tira minha calça e começa a me chupar, sua língua experiente começa abaixo das minhas bolas e então sobe lambendo e chupando meu

saco, lambendo todo o corpo do meu pau até chegar na cabeça, brinca com a ponta da língua em volta, abre o buraco do meu pau e passa a ponta da língua enquanto acaricia minhas bolas e me arranha com a mão livre, me viro para ir para baixo dela buscando fazer o primeiro 69 da minha vida, e que grata surpresa, que buceta doce e

cheirosa, sem medo de errar digo que a melhor da minha vida, começo a lhe chupar e lamber e como quem diz sim com a cabeça, eu ponho a língua pra fora e percorro sua buceta até o cuzinho, lambendo vigorosamente o pedacinho que os separa, a ouço gemer e se contorcer e percebo que estou sendo um bom menino quando ela para de chupar e apenas geme apertando meu pau com força e então morde minha coxa como quem quer abafar o grito de tesão que minha língua provoca.

Sinto seu mel e não quero parar, mas seu tesão faz ela se virar e encaixar em mim enquanto me beija, meu pau e sua buceta devidamente babados e de nossos fluídos naturais se encaixam quase que sem atrito, então vou fundo nela logo na primeira estocada, ela começa a cavalgar com força, eu entro no ritmo e compasso a estocada da minha subida com cada descida dela, o encontro dos nossos corpos e nosso sexo molhado gera o som mais excitante que já ouvi na minha vida…

Passo meus braços pelo seu corpo e a puxo para cima de mim, com ela grudada em meu pescoço e toda arreganhada inicio uma sequência rápida de estocadas e sinto seu gozo escorrer na minha virilha, pelo espelho vejo meu pau coberto de seu mel branquinho de fêmea e com essa cena linda não me seguro e a encho com meu gozo enquanto soco sem parar (ah que saudade do vigor do início da fase adulta).

Ela pede de quatro e quando a coloco percebo suas covinhas nas costas, encaixo meus dedos e tomado de um tesão que nunca senti antes na vida, soco forte nela, seu corpo suado me excita cada vez mais e nesse tesão incontrolável percebo que meu pau escapa de sua buceta várias vezes, numa dessas, com um movimento errado dela ou meu, meu pau aponta no cuzinho lindo e rosado, já lubrificado pela minha saliva, empurro devagar e como ela não recusa vou encaixando meu pau em

sua bundinha pequena, com ele todo dentro volto a bombar, em pouco tempo estou bombando com força no cuzinho daquela loba maravilhosa, gozo gostoso em cima de suas costas e caímos exaustos e suados, admiro a imagem de seu corpo nú no espelho e chego a dúvidar da sorte que tenho imaginando que aquilo não pode ser real e que vou acordar a qualquer hora.

Namoramos algum tempo e tive o melhor sexo de minha vida, mas eu moleque cabeçudo ainda não queria me amarrar, ah se o arrependimento matasse…

Aos que nunca comeram uma coroa, fica a dica, são as melhores, fazem de tudo na cama, sem frescura.

Espero que tenham gostado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.