Fodendo a gordinha safada

Meu nome é Marcos(fictício) tenho 21 anos 1,75 sou moreno,tenho um corpo normal,pau de tamanho normal tbm porem grosso e cabeçudo moro em são paulo e este e o primeiro conto que escrevo, o que vou contar aconteceu comigo a mais ou menos um ano e meio atrás conheci Monica através de um site na internet começamos a bater papo pelo skype e descobri que Monica trabalhava em um escritório de contabilidade e cursava ciências contábeis ela me contou que estava com dificuldades em matemática, eu disse que era ótimo com matemática e pedi para ver alguns exercícios que ela estava estudando, ela me mandou alguns exercícios eu dei uma olhada e disse que aquilo era fácil pra mim e que poderia ajuda-la pelo skype mesmo tentamos resolver alguns exercícios, mas ela disse que assim era muito ruim e perguntou seu eu não poderia ir ate sua casa pra ensinar ela, eu disse que sim que era só marcar o dia que eu iria ate sua casa,ela me passou seu endereço e marcou pra semana seguinte.
No dia marcado fui até sua residencia, Monica morava em um prédio cheguei lá e pedi pro porteiro avisar que eu avia chegado,subi até seu apartamento e bati em sua porta com um beijo no rosto, Monica tinha 36 anos 1,50 de altura pele branca, cabelos pretos e sedosos, e seios fartos no dia ela estava bem à vontade usando shorts e camisa regata onde eu tinha uma bela visão do seu decote e da tatuagem em seu ombro, pegamos algo para beber e fomos estudar enquanto explicava a matéria para ela ficava admirando seu corpo e pensando besteiras, nesse dia não houve nada apenas a ajudei com a matéria e voltei para casa, continuamos a bater papo pela net normalmente ela me agradeceu pela ajuda e perguntou que dia eu poderia voltar pois ainda tinha algumas duvidas, eu disse que poderia ir no dia seguinte mesmo. Cheguei a sua casa bati a sua porta e aguardei, quando atendeu a porta estava vestindo uma saia vermelha e uma regata verde, pegamos algo para beber e fomos para mesa estudar novamente, os estudos seguiam normalmente até que eu fui a cozinha pegar suco e quando estava voltando pra sala olhei para suas pernas e vi que estava sem calcinha o que me deixou de pau duro na hora, me sentei e continuamos enquanto eu ficava lembrando daquela imagem, agora toda vez que ela me fazia alguma pergunta eu me aproximava dela pra responder, até que numa dessas perguntas nossos olhares se cruzaram e eu a agarrei e a dei um beijo que começou tímido fui passando mão por suas coxas macias e com a outra mão segurava os cabelos, minha outra mão passeava livre por seu corpo e logo, estava por baixo daquela saia e pude sentir o quanto estava molhada e quente, abaixei as calças e tirei meu pau pra fora e pedi pra ela me chupar, ela começou dando uns beijinhos depois passando a língua por todo meu pau e finalmente abocanhando ele, era ótimo sentir aquela boca quente macia indo e vindo no meu pau, enquanto ela me chupava usava as mão pra segurar sua cabeça pelos cabelos perto do pescoço e forçar sua boca contra o meu pau, de vez em quando ela engasgava, mas depois de recuperar o folego continuava ate que a peguei e levei para cama comecei beijando sua boca em seguida passei para o seu pescoço onde chupava e a mordia, podia ouvir Monica gemendo baixinho toda vez que mordia seu pescoço, minhas mãos brincavam com a sua bucetinha encharcada de tesão uma hora esfregava outra enfiava os dedos lá no fundo, desci para seus seios que estavam com os bicos duros onde comecei a passa a língua e depois abocanha-los desci beijando suas barriga depois fui pra suas pernas, subi beijando a até chegar na sua bucetinha que estava toda babada, comecei beijando devagar aquela bucetinha pequena e carnuda depois passei a língua pelos seus grandes lábios ate que usei a mão pra abrir sua buceta e pude ver o seu grelo pequenino onde comecei a passar a língua, enquanto lambia seu grelo usava a outra para enfiar alguns dedos em sua bucetinha, Monica gemia e enquanto puxava os meus cabelos falava: Vai chupa essa buceta safado, isso vai. Até que uma hora ela puxou minha cabeça pelos cabelos e pediu para que eu sentasse no sofá, terminei de tirar minhas roupas e fui para o sofá, Monica sentou de frente pra mim posicionou a cabeçona inchada do meu pau na entrada de sua buceta e desceu de uma vez, senti sua bunda batendo nas minhas bolas e a ouvi soltar um gemido, ela começou rebolando lentamente pra traz e pra frente enquanto estapeava sua bunda, mordia seu pescoço e apertava o bico do seu peito, logo o ritmo foi aumentando e do rebolado passou a cavalgar no meu pau, podia ouvir o barulho dos nossos corpos se batendo, era ótimo sentir aquela buceta quente e apertada engolindo o meu pau subindo e descendo, enquanto ela pulava no meu pau eu a chamava de puta, safada, vadia, piranha até que Monica começou a gemer mais alto quase que gritando, ela estava gozando deliciosamente e pude sentir sua buceta pulsando e apertando o meu pau, pedi que ela ficasse de quatro na beirada da cama me posicionei atrás dela e fiquei brincando hora esfregando meu pau em sua buceta e hora colocando só a cabeça até que a segurei pelos cabelos e a penetrei de uma vez só, bombei segurando seus cabelos e sua cintura, Monica começo a forçar sua bunda contra mim de forma que a penetração ficasse ainda mais forte, podia ouvir o barulho de nossas coxas se batendo e meu pau entrando e saindo daquela buceta que aquela hora já estava escorrendo de tesão, não aguentei muito tempo e gozei puxando seus cabelos e pressionando sua cintura contra o meu corpo.
Depois desse ainda tivemos mais algumas aulas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *