Evangélica Carente

Sempre sentir tesão por mulheres mais velhas e as evangélicas isso atiçava ainda mais a minha imaginação ,e pude constatar que essas padrão de mulher são as mais fogosas .
Quando tinha 21 anos fui morar em cidade de Minas Gerais e aluguei um apartamento em que a minha vizinha a época de nome Aline que a descreverei agora, uma morena de 42 anos, seios pequenos e firmes uma cintura fina e uma bunda deliciosa, casada e evangélica e que não possuía filhos. Com o passar do tempo fui conhecendo o casal e descobrir que eles não tinham filhos por Aline ser estéril, e o marido acabou me confidenciado que não transava a muito com a esposa, para ele o sexo não era importante.

Aline por ser uma mulher muito dedicada ofereceu os seus serviços para passar e lavar as minhas roupas e com esse dinheiro que ganharia ajudaria o marido nas despesas de imediato aceitei, a mesma cobrou um preço pequeno pelos serviços. O tempo foi passando e nos tornamos íntimos e a minha tara por ela só crescia um dia pela manha ela chegou e viu as louças sujas e resolveu lavar, como a cozinha era pequena fui passar atrás dela e acabei roçando naquela bunda maravilhosa , ela apenas me olhou e sorriu, passei novamente e dessa vez bem devagar e Aline fez questão de empinar a sua deliciosa bunda e dar uma reboladinha. Ai foi inevitável a abracei por trás e comecei a beijar a sua nuca e a lamber a sua orelha o que fazia com que ela rebolasse cada vez mais, fui roçando meu pau na sua bunda e massageando seus seios, tirei a sua blusa e a sua saia e comecei a abolinar a sua bucetinha que já havia molhado toda a sua calcinha.

A levei ao meu quarto e a deitei comecei a beijá-la novamente pelo pescoço e fui descendo até que alcancei os seus deliciosos seios e chupei os bastante continue descendo beijando e lambendo todo o seu corpo em busca da gruta do prazer, chupei sua bucetinha e seu grelinho ate que ela não resistindo mais teve um delicioso orgasmo. A coloquei de quatro e continue chupando a sua buceta e seu cuzinho delicioso o que a fazia ter deliciosos espasmos, então fui enfiando meu pau bem devagar em sua buceta a safadinha começou a rebolar e eu fui aumentado à velocidade das metidas e nós dois transbordávamos desejo e suor, não demorou muito e a sentir gozando novamente, sentindo que meu gozo estava próximo a mandei chupar meu pau meu desejo era encher a sua boquinha de leite, ela começou meio que desajeitada mais vou pegando jeito até que preenchi a sua boca com meu leite e a fiz engoli tudo.

Estávamos cansados e caímos ofegantes na cama mais eu ainda queria proporcionar prazer aquela deliciosa mulher e fiquei bolinando o seu grelinho e beijando o seu pescoço a fazendo delirar pois ainda estava muito sensível e com seu grelo inchado, a masturbei e a cada toque sentiu uma onda de eletricidade percorrendo o seu corpo até explodir em mais uma deliciosa gozada que molhou os meus dedos com o seu delicioso néctar, a virei de ladinho e peguei um KY no criado lambuzei bem meu dedo e fui enfiando bem devagar no seu cu retirei e fui colocando o meu pau ,quando a cabeça passou parei e deixei ela se acostumar e depois fui entrando cada vez mais como era muito apertadinho não demorou muito para eu gozar bem gostoso, logo após nos recuperamos tomarmos um banho e nos despedimos com a promessa de transarmos mais vezes.

1 Reply to “Evangélica Carente”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *