Meu padrasto me deu Leitinho

Meu nome é Rafael e tenho 19 anos, o que irei contar ACONTECEU de verdade, quando eu tinha acabado de fazer 18 anos ..
Sempre namorei garotas mas nunca cheguei a apresentar nenhuma para minha familia, nunca achei necessário porque nunca foi algo realmente serio. Minha mãe, uma mulher nova de 36 anos e muito bonita, começou a namorar um cara chamado Paulo (quando eu tinha mais ou menos uns 11 anos), um homem muito atraente, moreno, altura mediana, corpo extremamente definido e com poucos pelos. Sempre

Aumento Peniano

achei ele um cara muito legal e com boa conversa, uma pessoa agradavel de se conviver, sempre nos demos muito bem, sempre conversávamos sobre todo tipo de assunto. Com o tempo de convivencia, e por ele ser tão legal comigo, comecei a sentir uma certa curiosidade sobre homens e comecei a procurar fotos e videos pornos na internet, me sentia muito estranho vendo tudo aquilo, mas gostava.
Minha mãe trabalhava o dia inteiro, meu padrasto trabalhava de manha em uma corporativa e tinha a tarde livre (porque a empresa estava passado por reformas), e eu estagiava em um banco durante o dia e fazia faculdade a noite. Certo dia fui

Disk Sexo

trabalhar e no meio do expediente chegou em minha agencia o Sindicato dos bancarios dizendo que entrariamos em greve, assim fui dispensado do periodo da tarde. Fui para casa, e quando abro a porta vejo meu padrasto dormindo no sofá pelado, (quando eu estava em casa ele ficava de cueca, nunca ficava completamente nu) achei estranho mas não conseguia tirar os olhos dele. Comecei a reparar em cada detalhe dele, os pelos que ele tinha pelo corpo eram lisinhos, suas mãos e seus pés eram lindos, e seu pau, que durante esses 7 anos de convivio eu nunca tinha visto, estava mole com o perpucio cobrindo a cabeçona vermelha dele, mas mesmo mole tinha pelo menos uns 18 cm. Então ele se mexeu e eu percebi que estava ali o observando fazia um bom tempo, e fui para o meu quarto.

Passaram-se uns 20 min. ate que meu padrasto bateu na porta e entrou no meu quarto (ja de cueca) e disse “Eae Rafa, nem vi voce chegando” eu disse “É,fui dispensado mais cedo hoje”, conversamos um pouco e reparei que o pau dele estava meio duro, fazendo um grande volume na cueca, mas não disse nada. Ele reparou que eu estava olhando e disse “vish to assim o dia inteiro, com um tesão do cacete” eu dei uma risada sem graça pois não sabia o que dizer, ele me olhou e disse “você bem que podia me ajudar né?!” em um tom de brincadeira, senti um frio na barriga quando ouvi ele dizer isso mas eu disse “até parece, se vira ae” ele deu risada e disse “É serio pô” eu disse “Não sou viado não caralho, espera minha mãe chegar e dêem

um jeito vcs 2″ então ele disse “Não é bem isso que parece quando vejo você assistindo videos de viadinho na internet”, eu fiquei paralisado quando ouvi isso e neguei na hora, ele disse que ja havia me flagrado vendo videos gays mas nunca havia me falado nada, então disse que ele não tinha nada haver com a minha vida e para me deixar quieto então ele disse “Ok, deixo voce quieto com uma condição, você da uma mamada bem gostosa no meu pau igual aqueles viadinhos faziam nos videos que voce assiste e esqueço tudo o que vi” fiquei com muito tesão na hora, meu pau endureceu em 2 segundos, mas não ia deixar ele perceber que eu estava realmente afim então eu disse “Não mesmo, voce é louco? sai do meu quarto, ou eu vou ter que telefonar pra minha mãe e falar que voce ta mandado eu fazer?” e ele

com uma cara de safado disse ” isso liga, ai aproveito e falo que o filhinho amado dela anda vendo videos de gayzinho trepando na internet”, fiquei sem saber o que dizer, então ele falou “assim que eu gosto, agora vem ca e começa seu trabalho” ele sentou na minha cama e eu me aproximei dele, senti aquele cheiro de homem que me deu mais tesão e abaixei a cueca box dele. O pau dele ja tava a ponto de bala apontando pra minha cara, duro como rocha, estava medindo pelo menos 22 cm, então peguei aquele cacete grosso que ja estava com a cabeça toda babada e coloquei na boca, senti um gostinho salgado e gostei muito, comecei a chupar

aquele pau delicioso freneticamente enquanto ele gemia e dizia “isso seu viadinho do caralho, mama bem gostoso no papai mama” e eu ficava com mais tesão. Ele forçava minha cabeça naquele pau enorme, engasguei varias vezes e ele dava risada e forçava ainda mais, eu adorava. Comecei a chupar suas bolas e sentia um prazer enorme ouvindo ele gemer bem alto de tanto tesão. Depois de uns deliciosos 15 min. a cabeça enorme daquele pau maravilhoso começou a ficar roxa de tanto tesão e ele disse que ia gozar, eu então larguei o pau dele mas ele disse que era pra eu continuar

que ele queria gozar na minha boca, eu disse que não que ele que achasse outro lugar pra gozar e ele disse que agora que eu ja tinha começado eu ia terminar, eu me recusei e ele me ameaçou novamente e disse que diria a minha mãe que alem de tudo eu começei a mamar ele enquanto ele dormia mas ele me afastou, se minha mãe ouvisse isso com certeza acreditaria porque como disse no começo nunca apresentei nenhuma namorada minha a ela (o que ela achava muito estranho) então ela desconfiaria de qqr coisa que ele contasse para ela, então aceitei e voltei a

chupar aquela rola deliciosa ate que ele deu um urro e encheu minha boca com aquela porra branca e grossa, ele gozou MUITO quase não coube tudo na minha boca, ia vomitar mas ele disse “agr bebe o leitinho que o papai fez pra voce, bebe seu viadinho” e me fez engolir, gostei daquele gosto que ficou na minha boca, então ele disse “Iiii, agr vai ter que limpar a sujeira que fez no papai” então prontamente limpei cada milimetro daquele pau, deixei ele mais limpo do que ele estava e continuei chupando ate ele amolecer em minha boca, então ele disse “pronto, agora estou feliz, pode ir ver seus videozinhos em paz” vestiu a cueca, passou a mão na minha cabeça e saiu do quarto dando uma risada safada.

Bom, ainda tenho a historia de como ele me comeu, mas o conto ia ficar muito grande, se alguem gostar comenta ai que conto em outro conto 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *