Querendo voltar a ser corno

Tudo bem? Bom vou tentar me explicar. Sou um cara muito carinhoso adoro
estar apaixonado. Casei-me cedo, com 17 anos. Estávamos
apaixonados e vivíamos em lua de mel. Com o tempo, os filhos foram
chegando, e a rotina, não a boa rotina, mas a rotina do tédio, começou a
querer se instalar. Um dia, quando tínhamos perto dos 10 anos de casados,
descobri, quase por acaso, uma revista masculina chamada Forum. Achei muito
excitante os relatos e as fotos amadoras ali publicadas. Comecei a ser um


leitor voraz da revista e introduzi a leitura para minha mulher. Liamos na
cama, na hora de dormir. Isso melhorou muito nosso relacionamento. Com o
tempo, começamos a fantasiar. Depois resolvemos tentar o Swing.. Foi
difícil escolher o casal anunciante. Escolhemos, mandamos nossas fotos,
desinibidas é lógico, e logo recebemos o telefonema deles. Marcamos e fomos
no Senzala. De lá rumamos em carros com as esposas trocadas para um motel.
Na volta minha mulher disse que não gostou, que odiou me ver com outra
mulher. Nos dias seguintes ela me confessou que a fantasia que ela queria
realizar seria o menage masculino. Isso foi minha alegria, pois dos relatos que liamos , esses eram os mais excitantes para nós. Partimos para isso, e foi ótimo.

Depois passamos a ir a barzinhos dançantes, night clubes com ela entrando na
frente e eu chegando meia hora depois. Foi ótima época. Ela flertava, saia
com rapazes que a abordava. As vezes eu participava outras não. Ela no
decorrer do papo com os rapazes, sabia reconhecer se o cara iria topar ou
não. Se ela achava que ele não iria topar sair junto com o marido, ela me
dava um sinal previamente combinado e então eu sabia que deveria esperar
eles voltarem. Mesmo assim eu ficava excitado com a excitação dela. Ela

remoçou muito neste tempo. Ficou mais viçosa, mais sexy, aprendeu coisas
que nos ajudou muito na cama. Numa dessas paqueras ela conheceu um cara
muito simpático, e eles se apaixonaram, Ficaram juntos, saindo sempre, por
mais de 4 anos. Ele passou a freqüentar nossa casa, e eu dava a cobertura
necessária. Foi apresentado a nossos filhos como um ex amigo de infância
nosso. Mas ele acabou se casando, era noivo, e a noiva começou a desconfiar
da nossa amizade. Ela sofreu um pouco, mas após uns meses ela conheceu
outro e começou a sair sempre. Ele tinha um comercio perto de casa e se
tornaram amantes. Ele é casado e sabia desde o início que eu era um

corninho. Me chamava de sócio quando me via. Era uma brincadeira só nossa.
Foi ótimo, mas eles tinham gênios incompatíveis. Só se davam bem na cama, e
como. Rs* Eu vivia tentando por panos quentes, quando brigavam. Vivemos
assim dos 10 anos de casados, eu tinha na época 27 anos e ela 24, até os 20
anos de casamento. Daí mudamos para um bairro mais quieto aqui em São Paulo mesmo, depois
vieram os netos, e ela não quis mais saber disso. Se tornou religiosa
demais e com o tempo nosso relacionamento esfriou. Conheci alguém na NET,
primeira vez que fui infiel. Ela descobriu, o casamento acabou. Vivi um
relacionamento normal com essa outra pessoa, mas não deu certo. Quero viver
aquelas emoções novamente. Quero viver com alguém que tenha muito fogo. Que
me faça ter muito amor e respeito por ela. Vocês me entendem. Sou um cara simpático, 1,80m 75 kg, corpo legal 50 anos. Quero encontrar uma mulher que goste de viver realmente uma vida como essa que relatei. Prometo ser fiel e não exijo e não quero fidelidade alguma, apenas cumplicidade. Beijos

2 Replies to “Querendo voltar a ser corno”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *