Troca muito prazerosa

Me chamo Cinthia tenho 35 anos dona de um corpo de 72 kilos distribuído em 1,70 de altura com uma bunda lindamente farta e um par de seios volumosos. E casada a 3 anos com um homem de 28 anos e mãe de uma linda menina de 5 anos.

LibidGel

– Meu amor hoje vou deixar a Elisa com sua mãe depois do trabalho.

– Sem problema mor, mas tu sabe que hoje é Sexta e vou jogar bola com os caras- Pedro toda Sexta joga futebol com os amigos.

Aumento Peniano

Nunca liguei já que ele também nunca ligou das minhas amigas irem em casa. Levo minha filha pra mãe dele na parte da tarde e vou pra casa cuidar das coisas e da perseguida.

Tenho uma pepeka média com os labios delicados e apetitosa, mas que infelizmente não está sendo bem tratada pelo meu macho mas nunca foi motivo para procurar fora o que tinha em casa.

Faço todo meu trabalho em casa e na pepeka rsrsrs, sem minha filha em casa fico bem avontade somente de calcinha.- Putz não acredito que a cerveja acabou- como disse sou uma boa esposa.

As 19hs saiu para comprar iria aproveitar para comprar algumas coisas pra casa. Minutos depois estou no mercado, que pra variar lotado.

– Boa noite Cinthia, tudo bem?- acabo encontrando a Márcia mulher de uns dos amigos do Pedro.

– Oi está sim, estou aqui comprando algumas coisas até o Pedro voltar da pelada- ela me olha com um olhar um surpreso.

– Ue estranho hoje eles não iam jogar bola- agora eu estou surpresa.

– Amor vocês não desmarcaram o futebol?- ela pergunta ao marido dela.

– Oi Cinthia então hoje não íamos jogar bola… a não ser que mudaram e não me avisaram- é tinha algo errado ali.

Pego o que tinha que pegar e pra minha surpresa encontro mais um amigo de Pedro no caminho de casa.- Noite Cinthia avisa o Pedro que o futebol ficou pro Domingo a tarde eu liguei pra ele mas nem atendeu- meu marido mentiu pra mim.

– O celular dele está carregando, eu aviso ele.

Chego em casa fodida e não era por uma pica mais sim de raiva, faço o jantar e fico esperando ele chegar. As 21h39 o descarado chega.- Como foi jogo mor?- ele estava com a bermuda suja e todo suado.

– Tô quebrado mas marquei uns gols, sofri uma falta ralei todo o joelho rsrsrs- posso estar pensando coisas.

– Pode deixar vou cuidar de você- era o mínimo que poderia fazer.

Pedro deita na cama enquanto massageio seu joelho levando a mão até seu pau, me surpreendo pois mesmo batendo uma teu pau não dá sinal de vida.- Nossa hoje ele não está afim é?

– Sempre minha gostosa, mas tô todo fedido vou banhar antes topa ir comigo?- não recuso o pedido.

Não entendi muito o porque dele logo de cara lavar o pinto mas ele disfarça bem batendo uma.- Uia ela está lisinha e pronta pra ser fudida- o beijo um pouco descendo até seu pau.

Pedro é um homem de pele clara com um pênis na proporção como posso dizer normal, uma chupada mais que gostosa porém não demorada.- Coloca a perna na privada vai gostosa- ai imagina 120 centímetros de bunda pra um pau de 15 centímetros e meio eu tinha que abri bem a bunda.

Pedro coloca o pau na minha buceta e começa a foder gostoso a pepeka lisinha dele.- Deita e abre as pernas mor, vou te foder gostoso agora- nessa posição ele sempre me surpreende.

Dos 3 anos de casados aquela foi nossa melhor transa, Pedro havia durado bem mais que o normal me fazendo gozar gostoso sem eu precisar fingir.

Aquele final de semana teria sido o melhor de minha vida mas no meio da semana seguinte um vacilo dele colocou nosso casamento em xeque. Durante a noite de Quarta-feira uma mulher manda mensagem pra ele o bom do Whatsapp é que você consegui ver um pouco das mensagens sem abrir. Minha xota lhe espera cachorro, essa noite sou toda sua meu mundo simplesmente caiu naquele momento o Pedro realmente estava jogando fora 3 anos de nosso casamento no lixo.

A partir daquele dia passo a observar tudo o que ele faz com a esperança de ser apenas um trote dos amigos, mas mesmo demorando um pouco consigo descobrir tudo, fotos, vídeos e mensagens trocadas pelos dois filhos da puta acabo me admirando pela calma e frieza que tive ainda mais em momentos que fazíamos sexo.

Eu queria me vingar mas não como muitas mulheres fazem batendo na idiota da amante o castigo deveria ser pros dois e não só um.

Durantes alguns dias após ouvir minha cunhada passo a analisar o facebook da vagabunda e descubro que ela era casada com um tal de David, após ouvir mais uns conselhos de minha cunhada resolvo me aproximar do marido dela.

– É simples ela parece depender dele, apenas tomar uma surra não será o bastante e você ainda pode se complicar- minha cunhada era sinistra nesses assuntos.

– O que me sugere Bárbara?

– Mostra tudo pra ele e depois fodi gostoso com ele, apesar dele não ser muito gato né?

Passo o dia todo pensando no que ela disse, durante a noite mando mensagem a ele que pra minha surpresa responde. Conversamos um pouco e logo dou a notícia ruim a ele seguida por prints de conversas dos dois.

Estávamos ainda na Quarta-feira os dois dias seguintes o pobre homem ficou sem falar comigo em minha mente achei que ele não teria acreditado no que disse.

Podemos conversar no Sábado?- ele me responde eu claro aceito o convite, informo como vou está e espero ansiosa o dia marcado.

– Então o que eu faço agora?- teria que ir de qualquer jeito.

– Mostra o que têm que mostrar e deixa rolar gata.

No dia combinado parto para o encontro.- Onde você está cara?- minha ansiedade já está nas alturas.

– Cinthia certo?- um homem me aborda e que homem.

– Sim sou eu conheço você?- meus Deus que homem é esse.

– Sou o David, nós conversamos pelo Messenger- não mesmo.

Ele não parecia nada com o marido daquela puta.- Tem certeza?- pois eu não tinha.

– Teu marido tem um caso com minha mulher- minha nossa é ele mesmo.

Conversamos um pouco ele me confessa que o face dele é de uns cinco anos atrás e o tempo fez muito bem a ele. Entrego algumas fotos mandada por ela, havia imprimido elas.- As mensagens posso lhe mandar depois, pois minha bateria acabou- sorte ou azar.

Ele concorda em pegar elas depois, saiu do nosso encontro rumo a minha casa. Converso com minha cunhada minutos depois que me conselha a trepar com ele, fico pensando sobre tudo aquilo o Sábado todo.

Podemos nos ver novamente amanhã aqui em casa?- Pedro iria me trair com a mulher de David novamente e teria que dar o troco.

No Domingo ele acorda cedo.- Meu amor hoje vou no futebol com alguns amigos- sei bem teu futebol.

– Será que quando você chegar pode foder sua mulher?

– Mas é claro minha gostosa- o canalha dá um tapa na minha bunda.

Tomo um banho e fico esperando David chegar, no horário combinado ele chega.- Me desculpa fazer você vim aqui em pleno Domingo- ele está uma delícia.

– Fui dispensado por minha mulher, que certeza está com seu marido agora- ele entra.

Estou com um vestido até a altura dos joelhos, deixando minhas curvas mais valorizadas.- Fique a vontade, já que os dois estão curtindo nós também podemos- dou um beijo em seu rosto.

O deixo um pouco na sala e vou até cozinha.- Aceita- ofereço uma latinha de cerveja.

– Se tivesse falado teria trazido algum petisco- meu celular toca bem na hora que ia responder.

Esquece do meu irmãozinho e fode com esse gostoso, pois se não foder eu fodo… seja ousada gata- após ler essa mensagem de Bárbara tomo coragem e brinco com ele.

– Ah não se preocupe hoje você é o petisco- ele ri.- Você me oferece uma linguiça e eu uma esfirra- caramba o que eu acabei de dizer.

– Como um cara pode trair uma mulher como você- um elogio ele quer quebrar o gelo.

– Do mesmo jeito que uma mulher idiota trai um homem como você- ele ainda está tímido.

Ficamos alguns minutos conversando e ouvindo música quando me levanto.- Bom David eu gosto de uma boa batida de vinho com leite moça me acompanha no preparo- gosto pois ficou soltinha quando bebo rsrsrs.

– Será um prazer lhe acompanhar- ele se levanta.

– O prazer fica pra depois gato- pego na mão dele enquanto noto seu olhar malicioso para minha bunda.

Chegamos na cozinha e logo pego as coisas pra preparar a batida.- Gosta de leite moça?- pego um pouco no dedo e passo nos lábios.

Fico esperando ele vim pegar mas ele não tomou iniciativa, depois de fazer a bebida ficamos na sala assistindo. Por mais que me corpo desejava o dele eu não podia simplesmente partir pra cima dele.

Entre risos e pequenas olhadas ele me surpreende.- Não consigo acreditar nisso tudo, nossos companheiros juntos e nós dois aqui assistindo filme- me levanto e vou fechar a porta da sala.

Me dirijo até a frente dele.- Você pode ter certeza que penso o mesmo, mas ao meu ver nada mais justo- tomo um gole da batida deixando cair um pouco sobre meu busto.

Eu tinha dado o primeiro passo ou jogado à isca e pesquei um grande peixe.- Não gosto muito de vinho… porém seria um idiota se deixar passar isso- ele se levanta, sinto meu corpo todo arrepiar ao toque da língua dele sobre meu busto.

Ele além de alto tem um corpo definido, minhas mãos o puxa para mim. Sua língua continua a deslizar por todo o decote.- Se você quiser eu paro!- seria louca se quisesse.

– Só pare depois que acabar comigo, não sou puta mas hoje seria toda sua- tiro a camisa dele é me excito ainda mais ao ver teu tórax.

Não tinha mais volta chegamos ao ponto que não daria mais pra voltar. Poderíamos ficar ali mas nada mais justo do que foder com aquele homem na minha cama, pego na mão dele e seguimos até o quarto.- Gostando da vista?- ele balança a cabeça positivamente enquanto aperta o saco.- Você não viu nada ainda gato.

Minha filha está com minha cunhada e Pedro chegaria tarde.- Hoje sou toda sua, mostre o que a idiota perdeu que mostro o que ele perdeu- David se mostra o oposto de Pedro, se fosse ele iria deitar e dar o pau pra mim chupar.

Mas não o David, um beijo mais que caliente ganho suas mãos pareciam carros percorrendo meu corpo todo.

Estava me sentido desejada, dominada por um homem de verdade, ele aperta com firmeza minha bunda tirando em seguida meu vestido.- Ual que corpo- ele me vira.

Me coloca de quatro acariciando minhas costas, me deita começando a me beijar toda em seguida, suas mãos deslizavam por todo meu corpo seguindo o rastro de arrepios deixado por seus lábios, forço minha bunda em direção ao tórax dele.- Tá doidinha né?- ele não tinha idéia de como minha buceta estava.

Ele chega na minha bunda, levo um belo tapa nela que deve ter ficado marca. David arranca minha calcinha com a boca olha pra ele.- Já demos o doce néctar sendo produzido então- ele passa a língua sobre a calcinha.

Daquele momento em diante sou completamente possuída por aquele homem maravilhoso, que abre minha bunda mas não inicia uma investida na minha buceta mas pelo ao contrário passa a morder minhas coxas.

Me viro me sentando na beira da cama.- Não é justo eu estar toda nua e você assim- começo a tirar sua bermuda em seguida sua cueca e minha boca enche d’água ao ver o tamanho daquele pica.

– Ual será que vou dar conta?- ele me deita novamente e vêm subindo dos meus pés até chegar em meu busto.

Ele passa sem dar atenção novamente a minha buceta, ele chupa meus seios descendo até finalmente nela. Ele sabia o que fazia nunca havia sido chupada daquele jeito.- Hummm como isso bom, ohhhhh porra- sua língua tinha vida própria.

Movimentos circulares entre meus lábios vaginais ele fazia, meu clitóris nunca tinha sido tão bem estimulado como estava sendo.

No momento que David introduziu um dedo dentro simplesmente não aguentei.- Ohhhhh isso eu vou gozaaaaarrrrr- era uma sensação gostosa, ele fazia movimentos suaves com o dedo enquanto passa a língua sobre meu clitóris.

Em agradecimento lhe dou todo meu néctar, dobro minhas pernas ele pega com as duas mãos minha bunda me chupando mais intensamente. Com gemidos acabo tendo orgasmos múltiplos.

Segundos depois era minha vez de mostrar a ele o que sabia. Uma pica grande e grossa completamente depilada devia ter seus 19 centímetros, começo a chupar lentamente suas bolas.- Não vejo a hora de chupar essa delícia- olho com um olhar de safada.

Como se estivesse chupando um picolé saiu das bolas passando a língua por toda aquela pica. Aquela cabeça era enorme, suavemente vou engolindo ele até onde dou conta.

Um vai e vêm intenso e babado início com um baita medo de ter a boca cheia de porra mas ele era o David e não meu marido.

– Achei que daria conta- acabo me engasgando.

– Não se preocupe sei um lugar onde ele vai caber- David me pede pra deitar.

Suas mãos abrem minhas pernas, naquele momento não estava querendo mais nada a não ser a pica gostosa dele. Recebo tapas com o pau na minha buceta.- Isso gato, bate na cara da sua xota bate.

David começa a esfregar a cabeça de seu pau entre meus lábios vaginais me dando uma sensação gostosa.- Quer pica quer?- ele ainda pergunta.

Sinto sua cabeça abrindo caminho lentamente, minha xota é média mais por um lado bem apertada.-Adoro uma apertadinha, mas ele está indo bem gostoso- é pra ir mesmo estou tão molhada que ele entra fácil.

David inicia um vai e vêm controlado.- Fode sua xotinha gostoso fode- ele coloca minhas pernas sobre teu ombro.

Apartir dali aquela pica arromba minha buceta toda, segundos depois ele me pega no colo e se deita.- Mostra o que sabe vai cachorra.

Sem dó início um sobe e desce violento.- Ohhh porra de pica gostosa, tá gostando cachorro?- ele aperta meus seios enquanto passo a rebolar.

Naquela posição eu mandava e já estava louca pra gozar novamente, apoio as mãos no peito dele e apoio nos pés passando a sentar com mais força.- Puta que pariu eu vou gozarrr ohhhhhhh.

– Isso dá néctar pra ele dá!- acabo me deitando sobre suas pernas soltando um grande esguicho de mixo sobre ele.

Passo a língua sobre teu corpo, com as pernas bambas fico de quatro.- Com carinho tá!- abro bem a bunda oferecendo meu cuzinho a ele.

David passa a chupar ele todo o deixando bem lubrificado. Em seguida abre o caminho com o dedo.- Apenas relaxa se doer muito paramos- faço o que ele pede.

Posso sentir a cabeça tentando entrar, sabia que depois que ela passasse o resto iria. Relaxo um pouco mais e sinto aquela pica preencher meu buraco, ele inicia o movimento lentamente até chegar num ritmo mais intenso e forte.

– Aiiiii puta merda que dor, que tesão- era um misto prazeroso e doloroso.

– Não quero gemidos de dor mais de prazer- ele tira e logo coloca em minha pepeka que naquele momento já estava mais que acostumada com sua pica.

– Isso mete gostoso cachorro- ele metia com vontade e força.

Podia sentir tua pica indo fundo em minha buceta, ele pega em meu cabelo e começa uma forte e intensa penetração, uma sequência maravilhosa de tapas meu traseiro recebia.

– Ohhhhhh porraaaaa eu vou gozar gostoso nessa porra ohhhhhhh- podia sentir teu pau vibrar gostoso dentro de mim.

– Hummmmm eu tô sentindo tua porra cachorro- ele continua por alguns segundos a meter forte até cair comigo sentada nele.

– Porra você é foda na cama, estou realmente toda fodida- não queria mais nada.

– Não sou nada, só gosto de deixar minha parceira satisfeita, não sei você mas quem está perdendo são eles pois vou querer repeteco- subo em cima dele.

– Pode ter certeza que no repeteco meu cuzinho será o primeiro a ser fodido- sentir aquela pica próximo a minha pepeka era uma loucura.

Ficamos ali alguns minutos até que ele sai, acabo pegando no sono.- Cinthia o que ouve aqui?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *