Carona Se Paga Com Boquete

Nas muitas viagens a trabalho que fiz uma enorme quantidade foram de carro. Certa vez retornando da região de Mococa para Ribeirão Preto fiz uma parada em Serrana. Nesta cidade eu tinha três grandes clientes que valiam a pena serem visitados, mesmo que sem agendamento prévio.

LibidGel

Após a visita peguei o carro e me dirigi para a marginal, na saída da cidade. Lá tinham duas garotas pedindo carona para Ribeirão. Parei e perguntei:

– Só carona ou rola algo mais?

Aumento Peniano

– Se pagar rola tudo meu lindo! – Respondeu uma delas

– Nem pagando, não tô a fim, só quero carona. – Respondeu a outra.

Olhei para a que tinha falado em grana e perguntei quanto queria. Rapidamente chegamos a um acordo. A única coisa é que teria que levar sua amiga mau humorada até perto de um shopping para só depois ir com ela para um motel. Mesmo assim eu estava com tempo livre e topei.

No carro a mau humorada sentou ao meu lado e sua amiga no banco de trás. Ela ficou pertinho de mim, conversando, as vezes beijando meu pescoço e sua amiga fazendo cara de merda do meu lado. Então ela falou para a amiga:

– Deixa de ser trouxa, você está ganhando uma carona, daqui a pouco eu vou trepar e ganhar uma grana. Aproveita e me ajuda a pagar sua carona. Chupa ele, enquanto dirige. Chupa, não te custa nada e sei que você gosta.

Ela me olhou como se esperando e coloquei a pica pra fora com o carro em movimento na estrada. Mesmo fazendo cara de poucos amigos, caiu de boca. Bem que sua amiga falou que ela gostava. Chupou gostoso, enquanto sua amiga beijava meu pescoço e passava a mão sobre meu peito. O trajeto é curto então não gozei apesar de ter aproveitado bem a chupeta. Chegamos no destino ela saltou sem nem falar tchau e sua amiga pulou para o banco da frente.

Segui para um motel próximo, coloquei o carro na garagem e enquanto eu fechava a porta do quarto a putinha já estava sem roupa. Veio toda faceira para o meu lado, agarrou a rola e perguntou:

– Ela chupou direitinho? Te tratou bem? – falava conversando diretamente com o pinto.

Começou a mamar. O pau ainda estava melado de sua amiga, mas ela não se fez de rogada e mamou daquele jeito. Pegou uma camisinha e veio vestir ele. Não deixei, queria chupar ela primeiro. Chupei gostoso, fiz a putinha virar os olhos. Quando coloquei a língua no cu então ela gemeu alto.

Fui colocar a camisinha e ela veio ajudar. Ajudar, não, ela veio colocar com a boca. Deitou num frango assado e mandei o pau. Metia com estocadas fortes e vigorosas e ficamos bastante tempo assim. Tanto tempo que não sei o que houve com a camisinha, mas ela estava nos machucando, parecia que o lubrificante tinha secado. Ela pediu para eu deitar. Me deitei ela veio por cima e antes de sentar tirou a camisinha e sentou no pêlo. Começou a cavalgar virando os olhos e apenas ne disse:

– Não goza dentro…

Aí a trepada ficou uma delicia. Eu me segurava e as vezes segurava seus movimentos para retardar a gozada. Coloquei ela de 4 e tentei pincelar no cu ela não deixou. Disse que meu pau era muito grosso e que iria arrancar bosta do seu cu. Soquei na buceta mesmo e fiquei bombando, mas eu queria gozar dentro de algum lugar. Então quando estava quase vindo, tirei e forcei a cabeça no cuzinho de novo. Falei pra ela:

– Deixa eu gozar aqui… está vindo…. ahhhhhh ahhhhhhhhhhh – e a cabeça dentro do cuzinho começou a jorrar. Sentindo o leite em seu cu ela forçou o corpo para trás e o pau entrou gozando até quase a metade. Foi uma delicia de gozada.

Deixei ela no lugar combinado e seguimos nossos caminhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *