Fazendo o maridão de corno

Tenho 35 anos, sou casada e tenho dois filhos lindos. Nunca tinha traído o meu marido e tínhamos um casamento conservador.

Aumento Peniano

O meu marido à uns anos que me dizia que tinha o fetiche de me ver com outro homem. Nunca me passou pela cabeça aceitar, até à uns meses ter reencontrado na rua um ex.

Bebemos um café, conversamos muito e o cara me elogiou demais. Toda a mulher gosta de ser elogiada e além disso o cara continuava lindo. Ele me convidou para um final de tarde beber um copo na casa dele, para conhecer a sua casa, que era um loft decorado por um arquiteto famoso. É claro que percebi logo o que ele queria. O pior é que eu também queria. Nessa tarde ele me levou a casa e me beijou na boca. O cara tinha uma pegada forte. Quando tentou tocar nos meus seios, tirei a mão dele e disse-lhe que era casada e que teríamos de ficar por ali.

Nessa noite acordei alargada em suor, sonhando com o cara e com a buceta molhada. Olhei para o lado. O meu marido dormia. Levei a mão até dentro da calcinhas e toquei com os dedos nos meus lábios vaginais. Me toquei, bolinei o grelo e imaginei o meu ex me beijando, me lambendo todinha e de repente atingi um orgasmo forte.

Na manhã seguinte perguntei ao meu marido se ele deixava eu ir me encontrar com o meu ex. Ele ficou em êxtase. Ele mesmo escolheu a roupa para eu levar, me besuntou o corpo todo de creme, para ficar com a pele mais macia. No final de tarde, foi o meu marido que me levou de carro até à casa do Marcelo.

Quando regressei a casa já era bem tarde. O meu marido ainda estava acordado. Queria saber tudo, com todos os detalhes. Queria saber se a rola do Marcelo era maior do que a dele. Queria saber se ele tinha metido em mim sem camisinha, queria saber se tinha metido com força. Respondi a tudo que sim, o que o deixou excitadissimo. Mas ele queria saber detalhes.

Contei-lhe como ele me tinha beijado na boca, como se fossemos namorados. Como eu gostei que depois de me beijar me tivesse cuspido na boca. Como gostei, das tapas que ele me deu na cara, enquanto lhe fazia um boquete. Como ele me segurava na cabeça com as mãos enquanto metia a rola bem fundo na minha boca. Como me excitou, ele me chamar de puta, que coloca chifre no marido, enquanto metia em mim na posição papai mamãe. Como gostei de ver ele meter em mim com força, enquanto me olhava, observando a minha cara de puta enquanto gozava. Como gostei que ele tivesse derramado aquela porra toda nos meus peitos. Como os lambi na frente dele, mesmo sabendo que me estava a portar como uma puta safada.

Na vez seguinte que visitei o Marcelo, dei para ele sem tirar a calcinhas, só afastando o elástico. No final, depois do Marcelo me encher a buceta de porra, corri para casa para mostrar ao maridão. Ele gostou de ficar lambendo e chupando a minha buceta enquanto eu lhe contava todos os detalhes.

Nas vezes seguintes, o Marcelo me recebeu com amigos. O meu marido amou saber que eu tinha dado para vários caras. Eu mesmo ligava o celular para ele ouvir tudinho. Para ouvir os caras chingarem de mim, para ouvir eu a gemer, enquanto à vez eles metiam em mim. Amei demais quando me sentei em cima do Marcelo, cavalgando na rola dele, roçando os meus seios na sua boca, enquanto um amigo negão dele me penetrou por trás. O Maridão ouviu os meus gritos de dor, os meus gemidos de prazer. Foi bom demais.

Talvez no próximo Natal ofereça ao meu marido o presente que ele tanto anseia: dar para outros cara, com ele vendo. Ele me pede muito.

1 Reply to “Fazendo o maridão de corno”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *