Me entregando ao tesão de ser corno

Como falei anteriormente flagrei minha namorada e minha mãe saindo juntas com um grupo de negros e quando eu estava saindo pra ir ver a Vânia no dia seguinte minha mãe me falou pra não maltratar ela porque eu sabia que ela era vagabunda e quis ficar com ela então tinha que aceitar sem reclamar.
Indo pra casa dela já imaginei as desculpas que ela daria, mas pra minha surpresa chegando lá ela Véio me beijando e só disse.


– Oi amor.
Com cara de puta sínica, aquele sorrisinho de canto.
Eu perguntei.
Não tem nada pra me falar não? O que foi aquilo ontem?
Ela diz na maior cara de pau. – Aquilo o quê amor? Não entendi. Do quê você tá falando?
Na hora a vontade era de dar um tapa na cara dela, mas eu engoli a seco e falei.
– Na praia, você e a minha mãe saindo com aqueles caras falando que iam se divertir que porra foi aquela?

Ela fez aquela carinha de vadia que só quem já viu uma mulher fazer sabe como é e me falou.
– A boizinho, você ficou bravo? Foi uma festinha particular amor e você não tinha convite só isso.
Me deu um selinho encostou o rosto no meu e falou no meu ouvido dando mordidinhas na ponta da orelha.

– Uma festinha onde aqueles caras fuderam a tua namorada a tarde toda, trataram ela como vagabunda, arrombaram ela toda por isso ela não foi te ver de noite seu corno, gozaram na boca dela, no cuzinho dela, na bucetinha dela, encheram ela de porra, deram tapas na cara dela, na bunda, chamaram ela de puta, de vagabunda, de piranha, de vadia, e como eles te viram falaram. – Aquele corno hoje vai receber a puta toda arrombada e cheia de porra.

Ela falando assim, no meu ouvido, com uma voz de puta, meu deu uma sensação muito louca de raiva e tesão, meu pau ficou tão duro que parecia que ia explodir, só não comi ela naquele momento porque tinha gente ali na rua e iam ver, mas ela sentiu meu pau duro e continuou falando.
– Tá gostando né safado, gostou de saber que a tua namorada virou puta na mão dos machos né, eu fiquei com 3 a tua mãe com 2, eles fizeram tudo que quiseram comigo e eu deixei.

Nessa hora eu não aguentei, puxei o shortinho dela de lado, tirei meu pau da bermuda e meti nela ali mesmo, ela falou pra mim ficar parado e se mechia lentamente falando no meu ouvido como ela gozou gostoso, que dos 3 que comeram ela 2 tinham o pau grande, que adorou sentir eles revezando no cuzinho dela, nesse momento eu não aguentei e gozei, gozei gostoso pra caralho dentro dela, enquanto eu ainda estava gozando ela falou.

– Eu te falei que tu vai levar muito chifre, vou repetir isso sempre que tiver chance tu vai ser muito corno e agora que a sogrinha me ajuda vai levar mais ainda é na sexta nós vamos dar ora eles de novo, é minha última semana de férias tenho que aproveitar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.