Como meu marido virou um corno assumido

Alguns anos atrás eu e meu marido passamos por uma situação financeira muito difícil, nessa época eu trabalhava como recepcionista em uma empresa, um dia surgiu uma vaga no depto de vendas como vendedora interna, alem do fixo receberia também uma comissão sobre as vendas realizadas, seria um valor de salário cinco vezes maior ao que recebia como recepcionista.


Fui rapidamente falar com uma amiga que já trabalhava no depto, ela comentou que eles davam preferência para as pessoas que já trabalham na empresa, mas no entanto para conseguir a vaga tinha que passar pelo teste do sofá, não entendi direito e perguntei que sofá, ela respondeu que eu tinha que sair com o chefe do setor, fiquei chateada e quando cheguei em casa comentei com meu marido, ele ficou em silencio por alguns minutos e falou, será que é verdade e se de repente é um boato, faz a entrevista e você vê até onde vai, concordei com ele e marquei a entrevista.

No dia da entrevista entro na sala dele, vejo um homem alto, moreno, forte e bem atraente, entro e ele pede para eu sentar, ele fecha a porta e começamos a conversar, falamos sobre trabalho e minha experiência em vendas, depois de algum tempo ele fala que foi a primeira parte da etapa da contratação e marcou em um restaurante a segunda e última fase da contratação, quando chego em casa falo para meu marido como foi a entrevista e que o salário junto com a comissão era realmente cinco vezes maior que eu tinha e a chance de crescimento profissional e salário eram grandes, porem tinha que passar pela segunda fase da contratação que seria na próxima semana em um restaurante, mas sabíamos o que significava essa etapa, o famoso teste de sofá, para minha surpresa meu marido falou para eu decidir o que fazer, que me apoiaria em tudo, em qualquer decisão, queria muito aquela vaga e também precisávamos pela nossa situação financeira atual.

Chegado o dia fui no restaurante na hora determinada, ele me esperava, estava bem elegante, sentamos e ficamos conversando sobre trabalho, mas não deu outra, em um momento ele me cantou e fomos para um motel, chegando no motel ele se transformou, era um homem bem agressivo, amarrou meus punhos e ficou me comendo como uma fera, enfiava sua rola na minha buceta com força, ele tinha uma rola enorme e bem grossa, ficou socando até gozar, deu uma bela gozada que chegou a escorrer porra por um bom tempo, quando ele terminou e nos vestimos ele olhou para mim e falou, está contratada, mas isso vai ser uma parte do trabalho, realmente foi mesmo, me fodeu varias vezes por anos, eu concordei e fomos embora.

Quando chego em casa meu marido logo me pergunta e ai como foi, expliquei tudo, todos os detalhes, logo percebi que ele ficou excitado e quis me comer, percebi que ele gostou de saber que me foderam e gostou de ser um corno, a partir desse dia comecei a foder com varias pessoas e ele sempre apoiando e esperando eu chegar em casa toda gozada para aproveitar também, até já ficou observando eu ser fodida por vários homens, já me filmou e fotografou varias vezes. Virou um corno assumido e eu gostei muito, hoje sou uma mulher liberal e independente, faço o que quiser e com quem quiser e meu corninho fica em casa esperando eu chegar.
Espero que gostem desse meu relato que por sinal é verídico, logo estarei publicando novos contos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *