Esposa safada, saindo da balada pro Motel

Sábado a noite, crianças viajando, noite quente, verão, eu e Larissa sozinhos em casa… a tempos esperávamos uma chance de ficar um pouco a sós e sair pra curtir. Larissa me disse que estava afim de pegar uma balada comigo, já que desde antes de começarmos a namorar ela não ia a uma. Fiquei animado com a idéia e topei, escolhemos o lugar, ligamos pra reservar uma mesa (sintoma de idade…kkkkkkk) e fomos tomar banho. Tomamos um longo banho juntos, com direito a muita pegação, eu enfiava o dedo na buceta dela e chupava os seus seios enquanto ela punhetava meu pau…ela ainda ajoelhou e chupou um pouco mas disse que queria guardar pra depois da balada, rimos e saímos do chuveiro. Me arrumei e fiquei esperando uma eternidade até ela se arrumar, mas valeu a pena…ela vestiu um vestidinho preto, bem curto, deixando boa parte da perna a mostra e salientando o delicioso rabo da minha mulher. Estava deslumbrante, maquiada e cheirosa. Antes de sair falei pra ela:

– Toda arrumada assim…adorei, o que tem por baixo ?

– Lingerie branca que comprei ontem, vc ainda não viu…

Disse isso e levantou o vestido pra mostrar, e eu fiquei absolutamente louco, ela usava uma lingerie minuscula, fio dental, super sexy, praticamente enterrada na buceta. Eu disse:

– Acho que alguém ta querendo curtir…

– Muito…quem sabe não mostro isso pra mais alguém além de vc…

Aquilo me deixou louco, dei um beijo gostoso com direito a puxadinha de cabelo, ela sorriu, botou a mão no meu pau já duro e disse:

– Sabia que vc ia curtir a ideia…

Virou e foi em direção ao carro. Antes de chegar fomos conversando no carro, ela disse que queria curtir bastante a noite e como eu pedia sempre pra ela, ela disse que tb queria pegar alguém pra ver se eu realmente queria aquilo. Perguntou até onde poderia ir, eu disse que até onde ela quisesse…ela sorriu e disse:

– Safado…eu sei como vc quer me ver terminar a noite… prometo que a ultima da noite é sua…kkkkkkkkk

Rimos e continuamos, até que chegamos. Combinamos de entrar juntos mas sem mãos dadas ou beijos, dando a entender que eramos amigos, ou irmãos, parentes, algo do tipo. Entramos e logo fomos pra mesa, pedimos bebidas e conversamos um pouco, Larissa disse então que queria dançar e me chamou pra ir junto, mas ela sabe que não sou exatamente um dançarino e fiquei de boa na mesa enquanto ela foi.

Minha mulher estava uma delicia, dançava gostoso, rebolava, realmente curtia mesmo, chamava a atenção dos homens em volta. Alguns chegavam nela e falavam ao pé do ouvido, mas via ela fazendo não com a cabeça e dançando bastante. De repente um cara começou a dançar atrás dela, moreno, alto, musculoso, ela gostou da brincadeira e dançava sensualmente colada ao seu corpo, ele cheirava seu pescoço e alisava seu corpo. Ela estava visivelmente curtindo a dança. Eles conversaram um pouco, ela ria muito, de repente ela deu uma saidinha e veio até a mesa, bem animada, bebeu mais um pouco e perguntei:

– Quem é seu amigo ?

– Chama-se Paulo…

– Gostou dele ?

– Sim, bonito, divertido, cheiroso…

– Vc entendeu a pergunta…

– kkkkkkk…gostei sim, mas vim ver se vc aprova…

Sorri e mandei ela se jogar. Ela riu e voltou pra pista pra dançar com ele. Ele apontou pra mim e falaram alguma coisa, mas depois continuaram dançando, e eu adorando ver aquela paquera. De repente, ele puxou Larissa pela cintura, encarou ela e deu um beijo bem demorado, ficaram se beijando uns 5 minutos, as mãos dele passeavam pelo corpo dela, e as dela, passeavam pelo corpo dele, de repente eles pararam e vieram até mim, gelei, mas encarei de boa:

– Lucas, esse é o Paulo…Paulo esse é o meu primo Lucas…

Nos cumprimentamos e eles voltaram pra pista, ao sair ela fez um sinal para que eu levantasse e fosse observar. Eles então foram para um cantinho no qual os casais costumam se pegar e eu fiquei de longe apreciando a cena, logo eles sentaram num sofazinho e começaram a se pegar. Disfarçadamente Paulo afastou o vestido e começou a chupar os seios de Larissa, que delirava e enchia a mão no pau dele por cima da calça, e eu me deliciando com a cena. De repente eles voltaram a se beijar e

disfarçadamente ele tirou o pau pra fora, nisso, percebi que ele realmente tinha um pau enorme e Larissa salivou olhando pra ele. Estava bem escuro mesmo e Larissa aproveitou, abaixou e começou a chupar o pau dele ali mesmo, algumas pessoas olhavam mas eles não estavam se importando muito, nisso meu pau estava muito duro, ela levantou e eles novamente se beijaram, enquanto beijavam, percebi que ela se contorcia bastante e como não vi a mão dele imaginei onde estaria…kkkkkk. Ficaram nessa pegação por um tempão, de repente, conversaram bastante alguma coisa, ela então veio até mim e disse:

– Posso ir pro carro dele brincar um pouco ?

– Com uma condição…

– Qual ?

– Cuzinho é só meu…

Ela riu e disse pra eu ficar tranquilo, que ela não levaria uma rola daquele tamanho no cu, de jeito nenhum. Rimos e mandei ela se divertir, eles sairam de mãos dados e foram para o estacionamento. Sentei, pedi bebida e esperei, bastante, mesmo…já no fim da balada Larissa me manda uma mensagem no whats, dizendo que me esperava ao lado do nosso carro, fui até ela, quando cheguei ela me recebeu com um largo

sorriso, estava descabelada e com o vestido amassado e cheiro de lencinho umedecido no rosto, na hora pensei “limpou o rosto com lencinho, gozado isso..kkkkk”… ela então disse pra irmos embora, pois estava cansada e toda melecada, enfiei a mão por dentro do vestido e senti que ainda havia porra na buceta dela, então perguntei:

– Cade a calcinha ? Fez sem camisinha ?

– Deixei de presente pra ele…usei camisinha sim, mas te explico quando chegarmos em casa…

Ao chegar em casa, fomos direto pro quarto, ela quis tomar banho antes mas não deixei, disse que depois tomava comigo, ela então começou a contar…

“…quando a gente estava se pegando, ele sugeriu sairmos dali pois ele queria mesmo me comer, ele então falou para irmos pro carro dele, falei com vc e fui. Ao chegar no carro dele, decidimos ir a um motel que havia ali do lado, já que ele disse que queria me comer gostoso, mais de uma vez…demos um longo beijo, entramos no carro, antes de sair, abaixei no seu colo, tirei o pau pra fora e chupei deliciosamente. O pau dele é enorme, grande, grosso e lindo, cabeça grande e avermelhada, do jeito que eu gosto, chupei bastante enquanto ele dirigia, deixei bem duro e bem babado, não parei de chupar nem quando estavamos no guiche do motel escolhendo a

 

suite…kkkkkk… entramos no quarto, ele com a calça quase tirada, apenas abaixou o que faltava e tirou a camiseta, ficando apenas de cueca, ele então veio pra cima de mim e me beijou bem gostoso, chupou minha orelha, mordeu o meu pescoço e tirou meu vestido com tudo, me deixando apenas de calcinha…coloquei ele deitado na cama, beijei seu corpo todinho, peitoral, barriga, pernas, que delicia de pernas, beijei bastante e então tirei a cueca dele com a boca, logico que depois disso caí de boca naquele caralho delicioso, mas dessa vez, com calma, chupei a cabeça vermelha, chupei gostoso, passava a lingua, colocava na boca, então engolia o pau que nem cabia inteiro na boca…kkkkk, voltava a chupar a cabeça, descia, chupava o saco, até o cu dele eu dei umas chupadinhas, que ele adorou…depois de deixar aquele monumento bem duro, fui até ele, dei um beijo e ele me deitou na cama, calmamente me beijou, chupando meu pescoço, beijando minha orelha e minha boca, disse que eu era muito gostosa…desceu um pouco e chupou meus seios,

 

bastante, com calma…fui a loucura… ele então chegou até minha buceta, beijou por cima da calcinha, então tirou calmamente, cheirou e disse que não ia devolver, que era dele…ele então abriu minha perna e calmamente enfiou a lingua no meu grelinho…parecia que eu ia voar, que delicia, chupou minha buceta deliciosamente, lambeu o grelinho, enfiava a lingua la dentro, tirava e voltava a chupar o grelo, dava lambidinhas suaves de baixo pra cima…enfiou um dedinho na buceta e continuou chupando…eu já estava gemendo descontrolada, então, ele aumentou o ritmo da

chupada e gozei forte na boca dele… ele riu bastante, continuou chupando e disse que agora ia começar o show… nem esperou eu terminar de gozar, me virou de quatro com tudo, encaixou a rola na minha buceta e fodeu com força…fodia num ritmo bem forte, até me desequilibrava as vezes, de tanta força… o saco batia forte na minha bunda e eu gemia que nem uma cadela e ele mandando rola… então resolvi pedir:

– Bate na minha bunda…

– Gosta de tapinhas ?

– Não, gosto de ficar com a bunda toda vermelha de tanto tapa…

– Pro seu marido ver o que aconteceu ?

Estranhei a pergunta e virei pra ele sem saber o que dizer, então ele disse:

– Primo é o caralho, do jeito que ele tava babando em vc me chupando lá na balada, só pode ser marido…pode deixar que vou comer a mulher dele bem gostoso…

Disse isso e começou a bater na minha bunda….gemi bastante, aquilo estava insano, que rola…me fodia forte, puxava o meu cabelo com uma mão e batia com a outra…fomos ficando bastante excitados mesmo e explodimos em gozo, juntinhos, ele encheu a camisinha de porra e eu gritei alto de tanto tesão…

Ficamos um tempo deitados lado a lado, de repente ele me abraçou e ficamos um tempo abraçados, sem falar nada, então, depois de um tempinho, começou a me fazer carinho, olhei pro pau dele e vi ele duro de novo, sem trocar uma palavra, ajoelhei na cama e novamente chupei bastante aquele caralho com gostinho de porra, deixei durinho, deitei e mandei ele vir por cima…antes disso ele chupou minha bucetinha de novo, deixando bem encharcada…ajoelhou na minha frente, encaixou a rola na minha buceta e começou a meter…dessa vez mais devagar…enquanto metia, chupava meus seios e beijava minha boca…ficamos um tempão fodendo assim, eu já tava doidinha então pedi…

– deixa eu sentar…

– Quer sentar sua puta ? Gosta ?

– Adoro sentar, quero sentir esse caralho enorme lá no fundo da buceta, quero cavalgar nessa rola que nem uma puta, quero esfolar a buceta na cabeça avermelhada desse puta pau gostoso, quero quicar e sentir ele bater lá no fundo…

Ele então deitou e mandou eu sentar, me ajeitei e dei uma chupada bem molhada no caralho dele, ajeitei a buceta e sentei gostoso….puta sensação, aquele caralho me preencheu inteira e foi a minha vez de dar show, cavalguei, quiquei, esfolei a buceta e gemi que nem uma puta…ele chupava meus seios e os segurava, apertando os mamilos com o dedo…não demorou e gozei gostoso na rola dele, que ainda estava totalmente dura… saí de cima dele, ele então me deitou, veio por trás, me colocou de lado, ergueu minha perna e enfiou com força…aquilo era incrivel, de ladinho levando rola… nessa posição ele puxava meu cabelo e beijava meu pescoço…eu estava alucinada, que delicia… ele ficou um tempão fodendo desse jeito, de repente, perguntou:

– Não posso gozar dentro né ?

– Sem camisinha não

– Posso gozar na porta, no grelinho ?

– a vontade…

Ele então me colocou deitada, arreganhou minhas pernas, tirou a camisinha, encaixou o pau no meu grelinho e gozou…bastante, mesmo, muita porra quentinha em cima da minha buceta…escorreu pela virilha, pela perna, até no cu tinha porra…kkkkk

Disse que queria tomar um banho pra ir embora, ele então disse:

– Não vai tomar banho não…vai pra casa, foder com o marido, melecada de porra minha… e sem a calcinha que agora é minha…

Rimos bastante, concordei, nos vestimos e saimos do motel. Quando chegamos, ele disse:

– Fodemos gostoso mas não gozei nesse rostinho…

– Não seja por isso…

Disse isso, me abaixei, tirei o pau pra fora e comecei a chupar o caralho dele de novo, chupei rapido, com força, bem gostoso, fiquei uns 5 minutos chupando, de repente ele me puxou pelo cabelo, ajeitou a rola na minha frente e encheu minha cara de porra…me deu um lencinho pra limpar, deu um longo beijo, anotou meu numero no whats dele e foi embora…”

Eu estava simplesmente alucinado com o relato da minha mulher e o pau muito duro, ela então veio até mim, chupou meu pau deliciosamente como sempre faz, mamou gostoso e mandou eu chupar sua buceta ainda gozada pela porra do Paulo…chupei a sua bucetinha cheia de porra, deixei ela molhadinha, coloquei de 4 e fodi com muita força, batendo naquela bunda ainda vermelha…ela disse que cuzinho era só pra mim e eu teria usar…tirei a rola da buceta e enfiei com força no cuzinho dela, sem dó…fodi o cu da minha puta e gozamos juntinhos…

Depois disso, finalmente ela tomou um banho, comigo…nos beijamos lentamente, apaixonados, saímos do chuveiro e fizemos amor bem devagarzinho, nos beijando bastante, sentindo um ao outro, jurando amor, ela sentou no meu pau, e lentamente rebolou até gozar juntinho comigo…exaustos, deitamos de conchinha, dia já amanhecendo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.