Ménage delicioso com a prima da namorada

Apesar de serem histórias que aconteceram comigo, todos os nomes foram trocados para proteger a identidade dos envolvidos.

Eu sou Maicon, na época desse conto tinha 20 anos, 1,79m de altura, moreno, magro, pau de 17cm e bem grosso. Rebeca era minha namorada na época, 18 anos, loira com cabelo cacheado, não tinha muita bunda, mas era bem peituda, bem gostosa e gostava de manter a buceta peluda, mas com pelos aparados. No entanto as vezes acabava depilando a buceta toda, mas sempre deixava os pelos crescerem

de novo. Rebeca tinha uma prima da mesma idade chamada Lívia. Elas eram muito próximas, confidentes uma da outra, quase irmãs mesmo, mas Lívia continuava morando no interior, enquanto Rebeca veio pra capital fazer faculdade. Lívia era morena, tinha o peito gostoso como o da prima, mas com uma bunda fora de série também. A conheci quando viajei com Rebeca numas férias para conhecer a família dela. Nos gostamos logo de cara e o entrosamento rolou fácil, com muitas brincadeiras entre a gente e parecíamos nos conhecer há anos já.

Num dia Lívia estava na casa de Rebeca e o resto da família saiu, deixando só nós 3 lá o dia inteiro. Rebeca mostrou uma foto do meu pau no computador pra Lívia, que disse que era muito bonito e grosso. Depois quando nós 3 estavam deitados juntos conversando eu e Rebeca começamos a nos beijar na cama, esquentando o clima. Nós dois fomos pro banheiro para transar no banho, mas deixamos a porta aberta. Lívia pegou a máquina nova que eu tinha comprado pra viagem e entrou no banheiro para fotografar a transa dos dois. Começou com a câmera por cima do box, que estava fechado, mas eu, vendo o que Lívia tava fazendo, acabei abrindo a porta do box e exibi meu pau.

“Quer fotografar? Pode tirar aqui direto assim. Quiser pegar também, fique a vontade.”

E puxei a prima de minha namorada para dentro do box de roupa e tudo. Rebeca abriu o chuveiro para molhar Lívia, o que acabou deixando sua roupa transparente, mostrando todo o peito dela, que não usava sutiã naquela tarde. Rebeca puxou a prima para um beijo e começou a tirar sua roupa e aproveitei para acariciar a bunda gostosa da prima de minha namorada. Coloquei a mão de Lívia no meu pau, que começou a punhetar enquanto beijava a prima. Em pouco tempo Rebeca deixa Lívia pelada, exibindo uma buceta com poucos pelos num moicano. As duas então abaixam e começam a dividir o meu pau num delicioso boquete. Rebeca lambia as bolas enquanto Lívia engolia o membro. As bocas às vezes se encontravam

lambendo o pau e as duas engatavam um beijo com o pau entre as bocas. Então puxei Lívia pelo cabelo, a levantando e a virei de costas para mim, encostando de frente para a parede. Rebeca aproveitou para chupar um pouco a buceta de Lívia. Encostei a cabeça do pau na entrada da buceta por trás e comecei a meter naquela delícia. Ela gemia dizendo que meu pau era gostoso, que queria que a prima dividisse meu pau com ela sempre. Comi ela assim até encher a buceta de porra. Rebeca se apressou em abrir as pernas da prima e chupar a buceta até engolir toda a porra que escorria dela e dividiu minha porra da buceta de Lívia com a própria, que disse que a porra estava muito gostosa, a próxima ia querer direto na boquinha.

“Aproveitando que a gente tá aqui fodendo e com sua namorada bebendo sua porra de minha buceta eu quero pedir outra coisa ainda: come meu cu também?”

Aquilo fez meu pau que tinha acabado de gozar ficar pronto pra outra foda na mesma hora. A bunda de Lívia era muito mais gostosa que a de Rebeca. Era uma bunda grande, empinada, redondinha, que tinha me deixado babando já. Rebeca correu pra pegar o lubrificante enquanto Lívia ficou me chupando no banheiro.

Rebeca voltou e tomou o lugar da prima chupando minha pica enquanto eu passava o lubrificante no cuzinho de Lívia, colocando 1, depois 2 dedos dentro dela que não reclamava de nada, só gemia com meus dedos dentro do cuzinho. Quando ela estava pronta passei lubrificante no meu pau também e posicionei ele na porta daquele rabão gostoso. Comecei a forçar um pouco e ela gritou. Esperei e voltei a tentar meter e agora ela gemia.

“Aiiiiin, iiiiisso. Que delícia, come meu cu, gostoso.” Dizia Lívia.

“Vai, amor, fode o cuzinho de minha prima, deixa essa puta sem conseguir sentar com esse rabo arrombado pra ela aprender a não dar pra meu macho.” Dizia Rebeca fingindo ciúmes, me deixando com ainda mais tesão pra comer a prima dela.

Quando a cabeça inchada entrou o resto foi mais fácil. Comecei o vai e vem dentro do cu dela colocando cada vez mais do pau dentro dela até entrar todo. Nesse momento ela começou a rebolar dizendo que amava pica no cu. Minha namorada começou alternar entre beijar os dois e com a mão começou a tocar uma siririca na prima. Comecei a socar o pau dentro daquele cu gostoso que engolia meu pau todo. Tirava até a cabeça e depois metia até o fundo de novo, arrancando gemidos e pedidos por mais de Lívia, que gemia com a siririca também.

Continuamos fodendo assim por um bom tempo até que ela anunciou que ia gozar e gozou forte, gemendo muito e ficando com a perna bamba depois. Como pedido antes ela pediu para que gozasse em sua boca. Ela ajoelhou pra me chupar e assim o fiz, enchi a boquinha da prima de minha namorada de porra. Lívia então beijou Rebeca e as duas dividiram minha gala assim. Tomamos um banho os 3 e fomos deitar. Na cama ainda comi Rebeca com Lívia nos fotografando e filmando enquanto Rebeca cavalgada no meu pau e eu a comia de 4. No fim gozei na buceta de minha namorada e Lívia devolveu o favor fazendo a faxina na buceta dela, recolhendo toda a porra e dividindo a porra misturada com o sabor da buceta molhada de Rebeca com ela.

Esse foi um conto sobre uma história com uma outra ex minha, mais antiga, que resolvi contar também. Ainda contarei das histórias com minha noiva que prometi no último conto, mas fiquei com vontade de relatar algumas com essa ex que também teve muita coisa. Tem história com a irmã dessa mesma prima, com o melhor amigo de minha ex e outras mais. Irei contar um pouco de todas as histórias com essas 2 mulheres que marcaram muito minha vida sexual.

Também tentei deixar esse conto mais curto para testar. Obrigado a quem leu e, se gostaram, deixa as estrelas e um comentário sobre o que acharam e com o que pode melhorar nos contos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.