Meu Amigo Comeu o Cuzinho da Minha Esposa

Leo, sou casado com uma gatinha de 28 aninhos deliciosa seios fartos, bunda redondinha, durinha, simplesmente maravilhosa de deixar qualquer um doido! Só tem um problema – ela nunca gostou de dar o cuzinho. Eu tentei comer no começo de nosso namoro, mas sentia que ela não curtia, reclamava, dizia que doía. Com o passar do tempo, acabei deixando de pedir e desisti de meter naquela bundinha maravilhosa.

Por isso, não consegui esconder minha cara de espanto quando ela me contou o que andava fazendo com seu novo amiguinho:
– Ontem seu amigo comeu meu cuzinho…
Não consegui falar nada. Fiquei apenas olhando para ela com cara de espanto.
– O que?? Foi a única coisa que consegui perguntar.
– Sim isso mesmo, dei o cu para ele.

– Por quê?
– Ah, porque me deu vontade, ué! Ele me pediu tanto, tanto, parecia que tava tão a fim, e eu não consegui resistir… fiquei com tesão e liberei tudinho. Além do mais, ele tava mesmo merecendo um presentinho, algum agrado especial, naquele dia… tava gostoso demais, aquele pau duro roçando na minha bunda, as mãos apertando as minhas coxas, os meus seios, aquela voz doce no meu ouvindo, pedindo, pedindo…

Silêncio. Eu não conseguia dizer nada. Ela continuou:
– Você sabe, quando o tesão está a mil, a gente às vezes acaba fazendo coisas que não faria normalmente, em outras situações. Aquele dia, tudo estava tão delicioso que eu nem sei. Uhmm…. o jeito como ele me puxava pelos cabelos enquanto metia em mim… me arrepio toda, só de lembrar disso agora!
Escorreguei minha mão para o meio da bunda dela e fiquei tocando o buraquinho ali, ao mesmo tempo em que lhe dava um beijo de língua.Ela se afastou e disse:
-Tira a mão daí, seu bobo!

– Ah, dá ele pra mim também, dá!
– Não, não, pra você não!
– Mas, por que não?
– Porque você já sabe que eu não gosto disso! e caiu na gargalhada.
Assim, eu tive que me contentar em comer a bucetinha dela.

Primeiro nos masturbamos um pouquinho enquanto ela terminava o relato do dia em que deu o rabinho para o amigo, e depois eu me enrosquei no meio de suas pernas e fodemos até gozar. Ela primeiro, eu logo depois.
Mais tarde ela pegou no sono, de lado, e eu fiquei admirando sua bunda e pensando no quanto a vida de amante pode ser bem mais divertida do que a de marido.
Ou seria o contrário?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.