Minha amiga é minha putinha particular

Como contei no conto anterior onde tirei a virgindade da minha amiga e da sua prima.
Qnd ela começou a namorar, achei q minha amiga não me procuraria mais, mas fiquei surpreso qnd uma msg sua chegou me chamando pra sua casa.
Corri pra lá já de pau duro e ela me recebeu sorrindo. Perguntei pq tinha me chamado e ela me bjou.
Eu perguntei do seu namorado e ela disse q amava ela mas q só eu trepo gostoso como ela gosta.

LibidGel

Ela sentou e eu me levantei ficando na sua frente. Abri meu zíper e tirei meu pau pra fora, peguei sua cabeça e sem piedade(como ela gosta) e ia fodendo sua boca. Metia sem parar, ela engasgava, eu tirava e voltava a meter o pau na sua boca novamente.
Forcei bem sua cabeça contra meu pau e qnd ela conseguiu finalmente engoli lo todo eu gozei, os jatos iam na garganta dela e ela engolia tudinho.
Ela limpou meu pau, lambeu os beiços e agradeceu o leitinho na boca. Bjei sua boca e dei um tapa na sua cara. Via o olhar de safada estampada na cara dela.

A joguei na mesa e ela sentou abrindo as pernas pra mim meter. Meu pau ia entrando e a sensação apertada da sua buceta apertando meu pau era deliciosa.
Inicie o vai e vem e ela gemia bem gostoso e alto, gemia no seu ouvido pra excitar ainda mais ela.
Sua buceta tava molhada, quente e me apertando e isso me fazia meter ainda mais nela. Ela gozou e sua buceta apertou ainda mais e ficou ainda mais quente. Meu pau parecia q iria derreter.

Aumento Peniano

Ela veio por cima de mim, sentava freneticamente e ainda mais rápido.
Eu anunciei meu gozo e ela pediu para q gozassemos juntos.
Ela fechou as pernas na minha cintura e acelerou as sentadas, eu apertava sua bunda e lambia seu pescoço. Sua mãos me arrancavam todo e eu ia a loucura de tanto tesão.
– Vou gozaaaaaaaaar- eu urrei
– Vai goza dentro de mim, vaaaaaaaaaaaai
Eu metia loucamente e sua buceta apertou meu pau ainda mais, meu pau derretia de tão quente q estava por dentro e ela gemia alto, então eu gozei fartamente dentro dela.
Meu pau pulsou dentro dela e 4 longos jatos de porra quente foram lançados em direção ao seu útero.
Bjei sua boca e mordi seu lábio.
– Q gozada gostosa- ela disse
– Sua buceta me sugou todo meu leite
Não deu 5 min e meu pau já tava duro novamente.
– Nossa mas já tá duro de novo? – perguntou ela
– Claro, prontinho pra meter em ti de novo
Ela ficou de quatro no chão e eu me posicionei atrás dela. Sua buceta pingava, abri um pouco suas nádegas e vi seu cuzinho piscando. Cuspi nele e apostei meu pau.
Fui metendo devagar, msm eu tendo arrebentado as preguinhas daquele cu um tempo atrás, ele ainda tava apertadinho pra entrar.
– Como é bom sentir esse pau entrando em mim de novo – disse ela entre gemidos
– Vou meter sempre q vc quiser.
– Então mete e me faz gozar como só vc consegue
Eu meti o pau todinho dentro do cuzinho dela. Com uma mão eu segurava a nuca dela e com a outra eu batia e apertava a bunda dela.
Eu metia nela e ela gemia alto.
– Arregaça meu cuzinho, vaaaaaaai
– Promete pra mim q vc vai dar o cu só pra mim?
– Claaaaaro, mas mete mais q eu gozaaaaaaaaaaaaar
E ela gozou molhando o chão. Tirei do seu cu e meti na sua buceta de novo numa estocada só q fez ela gozar mais uma em seguida. Eu meti forte, tava dando a vida pra meter nela e ela delirava de prazer.
Eu anunciei meu gozo e ela saiu rápido e se ajoelhou, pediu q eu gozasse na sua boca. De língua de fora, ela pedia pra chupar o meu pau. Fiz um charme, passava a cabeça do pau na língua, batia com a pau na sua cara e ela pedia pra bater mais. Bjei sua boca e meti na sua boca.
Ela começou a fazer um delicioso boquete, lambia a cabeça e babava o resto do pau. Ia tentando engolir oq conseguia. Peguei sua cabeça e forçava meu pau a entrar na sua garganta e gemia de prazer com aquela boquinha quentinha me chupando.
Avisei q iria gozar e enfiei meu pau todo na sua boca. Gozei tudo q podia na sua boca.
Tirei meu pau e lambuzei seus lábios de porra e vi ela lambendo os lábios tentando engolir toda minha porra.
Ela engoliu, abriu a boca me mostrando q não restava nenhuma porra na sua boca ainda e eu a bjei.
Tava todo suado então fui pro banheiro. Tava tomando um ducha rápida pra voltar pra casa qnd ela entrou. Tomou seu banho rápido cmg. Estávamos saindo qnd ela me abraçou por trás.
Pegou no meu pau e ele logo deu sinal de vida. Começou uma leve punheta.
Ela sentou na pia do banheiro e eu fui enfiando nela. Era uma rapidinha e eu metia loucamente. Metia rápido e forte. Ela gemia mt e pedia pra meter mais e eu aumentava o ritmo.
Eu segurei seu corpo contra o meu e ela fechou as pernas na minha cintura, ela queria porra na buceta.
Eu lambia seu pescoço e ela me arranhava as costas. Ela gozou e eu gozei tbm. Tinha esgotado todas as minhas forças e porra com ela.
Deu um bjo de despedida e prometi voltar. Vesti minha roupas e ela voltou pro banho pra limpar a sujeira.
Cheguei em casa e dormi. Mandei uma msg perguntando se ela havia tomado a pílula e ela disse q sim. Chamei ela de depósito de porra e ela gostou do apelido.
No próximo eu conto mais das nossas aventuras sexuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *