Pegando a novinha safada

Cá estou eu, de volta pra mais um conto. Esse bem recente, aconteceu ontem, sábado, pós rolê com os amigos. Tenho 18 anos, me considero em forma, faço academia, corro, etc kk. Igual na maioria dos sábados, sai pra meter o louco com os amigos, beber pra caralho, com sorte beijar umas bocas. Até aí tudo certo. A gente tava de boa, numa rodinha de amigos todo mundo sentado na grama, eu fumando meu cigarro e bebendo e aí a gente olha pro lado tem um grupo de três pessoas

conversando e apontando pra gente tipo (?), eu não tava entendendo nada. Ai deus uns 10 minutos que eu tava me perguntando o que diabos tava acontecendo ali, eis que uma menina do grupo chega e pergunta se eu posso dar um

cigarro pra amiga dela que tava bem louca chorando e só queria um cigarro. Eu dei né, coitada da menina. Entreguei o cigarro, entreguei o isqueiro, eu já tava louca transtornada mas pelo jeito elas tavam mais pq nem conseguindo acender o cigarro elas tavam, aí eu acendi, puxei mó papo, chamei elas pra sentarem com a gente. Fechou. Eu já tava de olho na menina que tinha pegado meu cigarro mesmo. Ela parecia ser mais nova, tipo uns 18 anos mas eu não tava nem aí adoro menina mais nova. Meus amigxs são escrotos e eu também, então pra não perder o costume eu apostei com uma amiga minha pra ver quem pegava ela até o final da noite. De boa.

Essa menina que fumou meu cigarro disse que tava afim de ir no banheiro, e eu pensei rápido, tem um museu do lado pra praça onde a gente tava, e eu me ofereci gentilmente pra levar ela lá. Beleza, pensei já é minha. Levei ela lá, eu que não sou besta nem nada,já empurrei logo pro banheiro dos deficientes (tem mais espaço e não fica junto das cabines do banheiro normal, fica separado). Ela já me olhou com

aquela cara tipo (?) e eu nem dei tempo pra ela perguntar nada, já beijei logo a boca dela. Mano, a mina era bonitinha demais. Corpo no grau, tudo bonitinho. Já apertei na parede e dei um dos melhores beijos que eu já dei na minha vida. Não gosto de beijar de qualquer jeito, gosto de apertar mesmo, segurar na nuca e puxar cabelo. Dei o meu melhor, não queria que ela saísse de lá falando que um tarada agarrou ela dentro do banheiro. Com sorte ela retribuiu, continuou o beijo e aparentemente

tava gostando. Aproveitei pra fazer a clássica mão boba e acessar uns lugares mais proibidos. Coloquei a mão em baixo da blusa dela, pra sentir os peitinhos, enquanto eu beijava o pescoço dela e sentia a mão dela no meu e gemendo bem baixinho perto do meu ouvido. Só com os dedos sentindo os mamilos dela já fiquei morrendo de vontade de botar eles na boca. Pedi pra ela deitar no chão e comecei a tirar as roupas dela e as minhas, não demorou e a gente já tava sem roupa. Que menina gostosa. Deitei e pedi pra ela sentar na minha cara tava doida pra chupar aquela buceta. Ela

veio em cima de mim e sentou gostoso na minha boca e eu fiz questão de caprichar naquela buceta, chupar pra ela nunca esquecer. Passar a língua em cada centímetro, colocar dentro dela enquanto ela rebola na minha boca. Eu me tocava enquanto eu chupava ela e eu já tava totalmente molhada, não muito diferente dela que tava melando minha carinha toda, segurando o gemido pra não fazer muito barulho e eu tava adorando aquilo. Que delícia de buceta. Ela pedia pra eu não parar, pra eu continuar até ela gozar e eu não ia parar mesmo, não ia sossegar até fazer ela gozar. O que não demorou muito, logo ela anunciou que ia gozar, puxou meu cabelo é gozou tudinho na minha boca, senti o melzinho dela escorrendo e bebi tudinho. Ela saiu de cima de mim e me pediu um 69. A novinha era piranha. Adorava aquilo.

Dessa vez eu queria ficar por cima, dito e feito. Eu por cima e ela por baixo começamos a nos chupar e não é que ela tinha uma boquinha deliciosa. Tava difícil me concentrar em chupar ela enquanto ela me dava aquela chupada deliciosa. Rebolava na boca dela e pedia mais, esfregando minha bucetinha na cara dela enquanto abria minha bundinha e pedia a língua dela dentro de mim. Ela começou a usar um dos dedos pra brincar com meu cuzinho enquanto me chupava e eu não aguentei muito mais, gozei tudo na boca daquela putinha que me chupou gostoso, puta que pariu. Pedi pra ela ficar de 4 pra mim, agora eu que ia brincar com o cuzinho dela. Perguntei se tava tudo bem eu fazer isso, ela disse que sim. Safada.

Comecei a chupar o cuzinho dela bem gostoso pra deixar molhadinho enquanto apertava aquela bunda gostosa. Quando tava bem molhadinho peguei um dedo e passei pela bucetinha dela até chegar na entrada do cuzinho, e fui forçando bem devagar, sentindo ele piscando no meu dedo, me deixando louca. Ela pedia pra eu colocar o dedo todo e eu obedeci, coloquei tudo e a safada adorou. Ela pediu outro

dedo e eu fiz o que ela mandou, que menina gostosa. Enquanto eu comia o cuzinho dela, ela esfregava a bucetinha bem gostoso e gemia pedindo pra eu falar que ela era minha putinha e pra eu fazer ela gozar gostoso mais uma vez. Não deu muito tempo e ela já tava gozando tudo nos dedos dela, tirando da buceta e colocando na boca pra chupar. Ela veio me beijar e eu senti o gosto da bucetinha dela mais uma vez antes da gente se arrumar pra poder voltar pra galera, afinal de contas a gente já tinha demorado demais.

Meninas que quiserem contato, SÓ MENINAS, tem meu e-mail : [email protected]
Me manda e-mail e quem sabe a gente se comunica por outra rede social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *