Namorada assiste videos na internet

Minha namorada é linda, tem 26 anos, cabelos pretos longos e ondulados, 1,60m de altura e magrinha, mas gostosa. Com coxas grossas, bumbum empinadinho, seios pequenos, pontudos e durinhos.

Aumento Peniano

Ela é bem reservada, usa roupas justas, mas raramente usa um decote ou uma saia curta.

Recentemente ela me perguntou se eu queria assistir videos porno com ela, pois queria dar uma apimentada no nosso sexo. Achei estranho, mas topei.

Disk Sexo

A noite, estavamos no sofa namorando, abri o site e tinham muitos videos, começamos a assistir um que era sobre um jardineiro que olhava a patroa tomando sol na piscina e depois ele comia ela, parecia um trecho de um filme e era ate bem produzido. Minha namorada não parecia muito excitada depois de assistir este filme.

Na sequencia, começou um mais caseiro, era uma mulher de 4 com um cara comendo ela no que parecia ser um quarto de hotel, o cara tinha um pau enorme, nem entrava tudo nela, a mulher gemia gostoso com as estocadas, em determinado momento a camera mexe e se aproxima do pau do cara, que coloca na portinha do cu dela e vai lentamente penetrando, o camera então aproxima do rosto da mulher dando um close, ela então pega o pau do camera e começa a chupar enquanto geme. Enquanto assistiamos, minha namorada batia uma punheta gostosa para mim e nesse momento do filme ela estava tão excitada que apertava meu pau com vontade, mordendo os labios de tesão.

Perguntei a ela se ela tinha gostado de ver os dois caras comendo a mulher e ela disse que sim, pediu para eu colocar outro filme assim. Eu peguei minha namorada no colo e fiz ela cavalgar gostoso enquanto assistiamos, ate que ela gozou forte, como a tempos não via ela gozar.

Nas semanas seguintes, continuamos assistindo os filmes e transando, ela começou a se interessar muito pelos videos de marido corno e esposa putinha. Eu chegava a noite em casa, as vezes ela ja estava assistindo os videos de corno e tocando uma siririca.

Não demorou muito para me confessar que estava com vontade de realizar essa fantasia, ela queria dar para dois, mas tinha vergonha e não sabia se eu aceitaria.

Conversamos muito sobre esse assunto nos dias seguintes, acabei confessando que tambem queria ver ela dando para outro cara. Ela era muito linda e gostosa. É como dizem, não da para comer sozinho.

Perguntei se ela tinha alguem em mente, ela disse que não, que era para eu procurar e organizar tudo, só devia avisar quando seria.

Foi dificil escolher alguem, lembrei de um amigo nosso, que namorava uma amiga dela, mas ja tinham terminado a alguns anos. Ele tinha fama de ser pauzudo. Combinei com ele e avisei minha namorada.

No dia, minha namorada estava toda produzida, usava uma saia preta de cetim bem apertada e curta, uma blusinha prateada de alças, mas sem decote, salto alto e meias pretas, toda maquiada e com o cabelo solto.

Quando nosso amigo Igor chegou em casa, fui abrir a porta e pedi para ele aguardar que a Alê ja estava descendo, ele estava meio sem jeito então tentei puxar assunto, conversamos um pouco e ele nem quis sentar.

A Alê desce as escadas, nesse momento Igor ate parou de falar e ficou olhando ela desfilando.

Ela da um sorrisinho e pergunta se gostamos do que estamos vendo.

Igor faz menção de ir comprimentar ela, mas ela faz sinal que não, que era para nós sentarmos no sofa.

Obedecemos.

Alê empurra a mesinha de centro.

Tira a blusa lentamente, mostrando um sutiã preto de renda.

Vira de costas para nós e abre o ziper da saia, virando-se novamente de frente para nós, vai abaixando lentamente a saia.

Para minha surpresa, não era meia calça que ela vestia, e sim uma cinta-liga preta, ela nunca havia usado nada parecido antes para mim.

A calcinha era preta, de rendinha, bem pequena.

Se virou novamente, com um sorrisinho no rosto de puta safada, mostrando a bundinha redondinha, com a calcinha minuscula, apenas um pequeno triangulo que mal cobria a marca de sol do biquini cortininha que ela costumava usar.

Alê: Gostou Igor?

O Igor nesse momento ja estava com o pau duro dentro da calça, apenas acenou com a cabeça.

Alê: Aprovou minha marquinha? Quase matei do coração os pedreiros da obra do lado para conseguir fazer essa marquinha para você. Rs

Igor: Adoro marquinha de biquini!

Alê: Eu sei, a Jessica tinha me contado que você gostava de marquinha e de lingerie.

Ela foi ate o Igor e puxou ele pela mão para se levantar, ela se virou de costas para ele, puxou os cabelos para o lado e pediu para ele ajudar a tirar o sutiã.

Igor prontamente abriu o sutiã, deixando os peitinhos dela a mostra. Ele começou a beijar seu pescoço enquanto ela rebolava a bunda no pau duro dele.

Igor virou ela novamente e começou a chupar seu seios, ela delirava com os olhos fechados.

Alê abriu a calça do Igor e se ajoelhou para recepcionar o nosso convidado da maneira que ela via nos filmes.

Chupava o pauzão do Igor e punhetava com a sua mãozinha delicada.

Igor: Isso, chupa essa rola gostosa!

Alê: Seu safado!

Ela mamava com vontade, parecia gostar da grossura, que mal cabia em sua boca.

Quando ela percebeu que ele iria gozar, ela se levantou tirou a calcinha e ficou de quatro no sofa, pedindo para o Igor comer ela.

Ele ate estava pegando uma camisinha na calça, mas a Alê pediu sem.

Igor deu uma pincelada com a cabeçona do pau na bucetinha raspadinha da minha namorada, que estava molhada de tesão, abrindo lentamente porque ela era muito apertada.

Eu ja estava sem calça tambem e punhetava vendo o Igor bombar na minha putinha, que tesão que eu sentia vendo aquela cena.

Ela gemia alto com as estocadas fortes.

Tentei fazer ela chupar meu pau enquanto ele a fodia, mas ela não conseguia parar de gemer para mamar, então acabou ficando só na punheta desajeitada mesmo.

Igor segurava ela pelo quadril e metia com força, batendo as bolas e a fazendo gozar varias vezes seguidas.

Alê: Igor, come meu cuzinho?

Igor: Será que você vai aguentar?

Alê: Se você colocar bem devagar, porque não estou acostumada, mas meu namorado quer ver esse pauzão me arrombando.

E me olhou nos olhos com a maior cara de puta.

Alê: Amor, vou fazer por você, tá?

Eu peguei o KY e entreguei na mão do Igor, ele lambuzou o pau e passou um pouco no cuzinho da Alê, empurrando lentamente o pau para dentro do cuzinho dela, que pedia para ir devagar.

Alê: Ai! Devagar, seu pau é muito grande!

Alê: Aiiii! Aaaaiiii…

Igor: Mexe na bucetinha que fica mais gostoso.

Metade ja estava dentro e ele bombava devagar para ela acostumar, depois de alguns minutos ela ja gemia gostoso.

Alê: Ai! Me come gostoso! Me arromba com esse pauzão! ahmmmmmm

Alê: Você ficava olhando para minha bunda quando namorava a Jessica. Tava louco para me comer né?

Igor: Tava sim, tava louco para te comer, sua putinha!

Não aguentei ver a cena e acabei gozando na punheta.

Ela estava gostando tanto que rebolava na pica dele e gemia alto, ate que gozou novamente mexendo na bucetinha.

Me olhava com cara de putinha satisfeita agora, enquanto Igor ainda bombava lentamente no seu cuzinho.

Alê: Goza na minha boca? Quero lentinho do meu macho, meu corninho quer ver você gozando em mim.

Ela se posiciona ajoelhada em frente ao Igor que punheta enquanto ela massageia suas bolas.

Igor aumenta o ritmo e jatos fortes atingem a boca e o rosto da minha namoradinha linda, ficando toda suja de esperma de outro homem.

Minha putinha sorrindo, quase engasga com a porra, fica impressionada com a quantidade.

Alê: Olha amor, quanta porra!

Igor: Que delicia! Desde a nossa viagem para a praia aquela vez que eu sonhava em comer você. Sempre desconfiei que vocês gostavam disso.

Igor foi tomar banho enquanto eu fodia minha namorada.

Alê: Gostou amor? Gostou de assistir sua namorada sendo putinha? Igual aos filmes?

Eu: No começo fiquei com um pouco de ciumes amor, mas depois foi só tesão.

Ela se mostrou feliz em atender meu pedido, mas reclamou um pouco de dor depois.

Igor foi embora, não nos falamos depois disso e tambem não sabemos se vamos repetir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *