Pagando o Taxi com a minha Bucetinha

Hoje vou narrar um acontecimento que ocorreu quando era jovem meus 25 anos, nessa época eu trabalhava até as 11 da noite o dia foi normal as 11 sai fui pro ponto de ônibus meu ônibus passava por volta das 11,30 o que eu não sabia que os motoristas tinham entrado em greve nesse dia, eu no ponto nada de meu ônibus passar.

Aumento Peniano


Eu já aflita os carros passava eu tava mais 2 amigas no ponto os motoristas faziam gracinhas eu nesse dia tava vestida de sai e blusinha fazia calor nessa noite, por volta da meia noite e meia passa um ônibus que servia pra minhas amigas eu sozinha no ponto de ônibus por volta da 1 da manhã eu sozinha passa um taxi e para o motorista fala.

-Ai mocinha não tem ônibus mora longe.
Falei o bairro ele falou.
-To indo embora se quiser posso te levar faço um precinho legal voce merece.
Ele me olhando dos pés a cabeça eu meio sem graça na época tava sozinha resolvi aceitar a carona fui sentar atraz ele fala.
-Senta aqui do meu lado eu não mordo, só se voce quiser.

Disk Sexo

Sentei ao lado dele apesar do calor a noite estava escura ele ao passar a marcha esbarra a mão na minha perna eu nada disse, paramos no farol ele faz que vai pegar alguma coisa no porta luvas esbarra a mão em meus peitos eu confesso que começou me dar tesão fazia tempo que eu não transava era de casa pro serviço e do serviço pra casa, viagem segue ele vai mudar de marcha esbarra de novo a mão na minha coxa resolvi entrar no jogo dele ele vem com mão eu abro minhas pernas ele vem segura firme minha coxa eu facilito ele pega na minha mão leva até seu pau vejo no relógio 2 horas da manhã ainda longe de casa o motorista dava dando volta na verdade era queria mesmo era me comer então pensei porque não, ele segurando minha mão leva até seu pau que por sinal estava duro, eu começo apertar seu pau ele olha e sorri eu abro o zíper tiro seu pau pra fora estava passando perto de drive-in ele entra para seu carro num box ele vem feito louco em cima de mim eu digo.
-Calma moço vamos devagar já que voce quer vem devagar.

Seu pau pra fora eu desço a boca até ele começo a pagar um boquete ele meio estúpido xingava.
-Vai sua putinha vadia chupa meu pau.
Chupei aquele pau ele vem me coloco de 4 no banco de puxa minha calcinha de lado e soca sua rola na minha buceta confesso que tava gostando seu pau entra gostoso minha bucetinha molhadinha eu só sinto ele entrar e sair da minha buceta ele segurando meus peitos ai que tesão ele me xingava batia na minha bunda eu disse.
-Moço só não goza dentro eu não tomo anticoncepcional.
-Que isso sua vadia buceta de puta tem que gozar dentro.
-Ai moço por favor não faça isso.
Parecia que ele focava com mais tesão quando falava isso eu não via hora de passar tudo mas comecei ter tesão em cada estocada eu gozava sem parar, até que ele geme alto e tira seu pau de uma vez e goza na minha bunda eu digo.
-Ai moço obrigada.
-Obrigada nada seu vadia quero seu cuzinho.
-Ai moço não sou virgem no cu.
-Hum delicia um cuzinho com pregas.
Ele me segura firme pela cintura da uma cuspida na cabeça da pica ele segura só senti a cabeça entrar ardia pra caralho ele me mordia as costas seu pau encravado no meu cu a dor passa a sensação passa ser gostosa aquele mastro dentro do meu rego rebolo devagar ele fala.

-Ta gostando né vadia.
-Ai moço vai logo.
-Logo o caralho.
Ele me fodia sem dó aos poucos o tesão foi muito ele agora com pau dentro da buceta e passando a mão na minha buceta aos poucos ele começa ir devagar sinto seu pau inchar ele tava gozando dentro do meu cu, ele tira me joga de lado e fala.
-Vamos logo cuidado pra não sujar o carro senão minha mulher briga comigo.
Olho no relógio 4 da manhã eu toda arrombada uma dor do caralho no rabo ele me deixou perto de casa chequei em casa tomei um banho fui dormir só depois que percebi que paguei a corrida com a buceta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *