Quando o desejo foge do controle

Quando os pais de Sofia morreram ela sem parentes teve que ir para uma casa de acolhimento.

Depois de 3 anos vivendo lá e sem que tivesse sido adotada, um dia apareceu uma socialite. Que precisava de uma mocinha que servisse de babá para seu filho de um aninho, pois tinha muitos compromissos e sendo assim precisava de alguém de boa aparência e de boas maneiras.

Sofia se encaixava perfeitamente nas suas exigências, ela assina todos os papéis se responsabilizando pela garota e a leva com ela.

Chegando em casa ela deixa a garota sob a direção de sua governanta Dona Berta, que com muito carinho a coloca a par de todo funcionamento da casa, Sofia de cara se encantou com o Tavinho, o garoto que ela tomaria conta.

A noite quando Lucas chega em casa faz como sempre, toma seu banho e depois vai para o quarto de brinquedo abraçar e beijar o filho, lá encontra Sofia pela primeira vez, a cumprimenta com cordialidade e simpatia, ele nota que ela além de bonita era doce e bem educada, conversou um pouco com ela querendo saber um pouco dela e de sua vida, depois saiu e foi jantar, e quanto terminou foi pra o escritório, por lá ficou esperando a esposa chegar, como ela demorava ele resolve ir dormir, mais como sempre ele passa no quarto de Tavinho para lhe dá um beijo de boa noite, só que encontrou a porta do quarto fechada, ele bate a porta e quando ela abre ele lhe avisa que nunca a trancasse pois ele sempre passava para vê o filho antes de dormir, ela se desculpa, ele entra e depois se retira lhe dando boa noite.

Nos meses que se seguem a rotina não mudará, a não ser num fim de semana que ele resolve ir ao clube, como sua esposa está viajando ele fala para Sofia que se prepare e Tavinho também, pois o levaria pra tomar sol e brincar na piscina.

Tavinho já muito agarrado com ela não desgruda, e só entrou na piscina com ela, no momento que ela tira a saída Lucas engole em seco admirando aquele corpo perfeito, disfarçava mais aquele corpo lindo atraia seu olhar, ela que só tinha olhos para Tavinho não percebeu.

Naquela noite quando ele vai da o beijo de boa noite no filho, notou que ela dormia profundamente, talvez pelo sol e a piscina, ele aproveita esse fato e fica de pé bem perto da cama dela observando suas coxas que estavam à mostra, a cena o deixa com uma baita ereção ele se dá conta e sai rapidamente indo para seu quarto, onde bate uma pensando nela, já que seu pau não baixava.

Alguns meses se passam, e chaga o aniversário dela, ele que era bem mais cordial que a esposa, costumava sempre presentear os empregados nas ocasiões especiais, e com ela não foi diferente. A noite no quarto de brinquedos ele entra e entrega a ela uma correntinha com um pingente de um menininho, e diz a ela que é um presente de Tavinho para ela, que quando abre da vários beijinhos em Tavinho, ele olha bem pra ela e diz: Se eu soubesse de tantos beijos assim teria dito que era meu o presente. Ela olha para ele envergonhada e baixa a cabeça, ele delicadamente pega no queixo dela erguendo a cabeça dela e diz: Não vou ganhar nem unzinho? Ela dá um beijo rápido do rosto dele e agradece, ele sente seu corpo esquentar e puxa ela para seus braços lhe dá um beijo de língua quente e cheio de volúpia, ela se entrega aquele momento sem pensar, quando Tavinho se agarra as pernas deles, eles se afastam ela da atenção ao garoto enquanto ele sai do quarto.

Mais tarde quando ele volta ao quarto, ela já deitada fica olhando nervosa pra ele, que senta na beira da cama dela reclina-se sobre ela e a beija, enquanto suas mãos acaricia suas coxas e delicadamente vai subindo até os seios dela, que se contorcia e ofegava, ele sussurra no ouvido dela que está louco por ela e que a queria mais que tudo, desce a mão entre as coxas dela que imediatamente se abrem para ele acessar sua bocetinha que estava molhada e pegando fogo, ele com seus dedos faz ela ter um orgasmo, o primeiro da sua vida, ela tem uma espécie de convulsão fecha os olhos, ele beija os olhos dela e diz: Boa noite meu amor.

Na noite do dia seguinte, ele vai até o quarto dela só de short de pijama sem cueca, se aproxima abre as pernas dela e lambe a xaninha e chupa seu grelinho, apertando entre os lábios ela goza e ele lambe seu suco quente e delicioso, depois senta na cama pega a mão dela e coloca sobre seu pau duro já pra fora do short ela começa a acaricia-lo e masturbar, ele a ensina a passar a língua e depois a colocar na boca, aos poucos ela pega ritmo e mama ele com carinho e tesão, Lucas sem aguentar mais goza segurando nos cabelos dela a sua porra é tanta que chega a escorrer pelo seu queixo, ele a aperta em seus braços e beija sentindo seu próprio gosto, depois ele vai para o seu quarto dormir e planejar um jeito de te-la em seus braços e faze-la mulher.

Nos dias que se seguiram eles ficam só nas carícias quentes, o que acelerava é fazia crescia cada vez mais o desejo de ambos, ele a cada dia ficava mais apaixonado por ela, que passava os dias esperando a noite chegar e poder estar com ele.

Passado quinze dias a mulher dele viaja e eles aproveitam a oportunidade, quando de madrugada ele entra no quarto dela, pega ela pela mão e a leva para o outro quarto, lá ele arranca a roupa dela fica nu e a carrega nos braços até a cama, dá um banho de língua nela que em seguida retribui com a mesma vontade, o pau dele parecia que ia estourar de tanto tesão, depois de chupar a bocetinha dela ele esfrega o pau nos lábios vaginais dela e vai abrindo caminho até penetra-la profundamente, que apesar da dor do rompimento do hímen não deixa de mexer naquela pica quente e latejante, então ela começa a tremer todo corpo e goza violentamente.
Ela estava tão melada que ele não perde tempo aproveita o pau lubrificado e com carinho começa a brincar com ele no cuzinho dela, que demonstra medo, mais ele beija e a acalma dizendo que vai ser bem carinhoso, ela relaxa e se entrega de uma vez, ele vai forçando devagar até que passa a cabeça, ela dá um gritinho ele para até ela se acostumar, e aos poucos ele vai abrindo aquele buraquinho apertado, quando já estava todo dentro ele vai acelerando até bombar e encher aquele rabinho de leite cremoso e quente, ela se contorcia não mais de dor, mais de muito prazer.

Depois dessa noite de amor e sexo, ele só via uma solução pro caso deles, pedir a separação até porque ele e a esposa só se suportavam, e depois de um bom e vantajoso acordo financeiro ela assina o divórcio e ele se casa com Sofia, a mulher que o completava e o fazia feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.