Foda deliciosa no carro

Bom dia à todos. Gostaria de narrar uma história que aconteceu comigo,à partir do momento em que conheci Josy.
Josy era universitária, uma mulher que esbanjava sensualidade, tendo a conhecido numa época em que eu entrava bastante nesses chats de relacionamento.
Uma mulher casada, a qual aparentou ser muito discreta e com uma voz

maravilhosa. Depois de nos falarmos pelo chat trocamos telefones e depois de dois dias ao final de meu expediente resolvi ligar pra ela.Nossa… Que tesão em escutar aquela voz! Ficamos nos falando durante uns 50min e marcamos de nos encontrarmos por volta das 18:30h próximo da faculdade.De início, eu não acreditava que ela realmente fosse,mas resolvi arriscar.Chegando no local proposto, estacionado o carro e fiquei aguardando.
Os minutos se passaram rapidamente,quando de repente eu visualizo uma mulher vindo na direção do meu carro…vestia uma blusinha que não me lembro a cor,mas era tipo uma dessas que são discretas,porém, sem perder a sensualidade. Ela vestia um shorts bem agarrado ao corpo oque me deixou com muito tesão. Dava pra notar o belo par de pernas que motivava meus pensamentos a pensar em unicamente fude- lá muito.
Entrou no meu carro, demos dois beijinhos no rosto e disse a ela se poderíamos sair dali daquela área perigosa onde alguém poderia nos notar.
E assim fomos para um local não muito distante dali onde não passava muita gente e poderíamos ficar mais à vontade.Carro desligado, começamos nossa conversa bem light,suave…quando de repente nossas bocas se encontraram e fomos nos beijando…
Bem de leve, peguei na sua mão, enquanto ainda nos beijavamos.Fui fazendo carícias sobre suas pernas,bem de leve numa extensão que ia dos joelhos até a parte interna da coxa,pouco abaixo de sua buceta.Às vezes, eu parava com a minha mão na parte interna da coxa e de modo bem discreto eu forçava para que ela se abrisse mais oque ela correspondia denunciando seu tesão.
Percebi que estava deixando Josy doida com aquilo e sua respiração começou a ficar ofegante.Disse a ela: VAMOS PARA O BANCO DE TRÁS, ASSIM A GENTE FICA MAIS À VONTADE?
Fomos,coloquei os bancos da frente de modo que sobrasse espaço pra gente e naquele banco de trás eu comecei a chupar seus peixinhos que eram lindos,passava as mãos com bastante pegada por todo seu corpo, alisando sua buceta por cima do shorts mesmo.Eu tava louco de vontade de fuder aquela Putinha e sabia que ela estava também afim tanto quanto eu.Beijavamos alucinadamente, falava besteiras em seu ouvido,puxava seu cabelo para trás e a chamava de gostosa,safada.
Tirei seu shorts,afastei sua calcinha para o lado e caí de boca naquela xota que a essa altura já estava ensopada de vontade,de desejo,de tesão pelo meu pau.Eu já falei isso nos meus contos anteriores a respeito de eu gostar muito de chupar uma buceta.Eu adoro passar minha língua quente sobre o clitóris… só a pontinha dela,fazendo movimentos circulares sobre ele e de repente descer até a entrada da buceta e penetrar com a própria língua, fudendo com ela, e subir de novo…ficando nessa alternância, nesse sobe e desce com a língua que toda mulher adora.
E era oque eu fazia com Josy,a ponto dela gozar na minha boca. Depois ela falou assim: AGORA É A MINHA VEZ.
Nesse momento, fiquei de joelhos sobre o banco com a minha pica na cara de Josy.Ela aproximou a boca,começou a passar a língua de leve,bem suave na cabeça do meu caralho todo duro deixando ele bem babado. Não resisti e pedia para Josy chupar…CHUPA SAFADA,CHUPA ESSE CARALHO BEM GOSTOSO,BOTA ELE NA SUA BOCA!!
E assim a fez…abocanhou o meu pau e começou um vai e vem com a boca maravilhoso. Eu tava doido pra meter naquela buceta,então eu falei para Josy:FICA DE QUATRO,QUERO SENTIR VOCE TODA!
Ela ficou de quatro, coloquei suas mãos na parte de cima do banco,pedi pra ela empinar bem a bunda,me posicionei por detrás e fui aproximando meu caralho em sua buceta.Pincelei gostoso,entre o cuzinho e a xota e,em uma única estocada eu enterrei tudo pra dentro daquela buceta encharcada.Eu comecei um vai e vem gostoso,ritmado,puxando seus cabelos para trás. Josy gemia,se contorcia,pedia para fude-la mais forte e assim eu atendia a seus pedidos. Não foi preciso muito tempo para que Josy anunciasse que iria gozar, e eu só falava assim:GOZA CACHORRA, GOZA TUDO,GOZA CARALHO!!!
Depois disso,Josy veio por cima de mim,controlando a situação. Posicionou meu pau em sua gruta e foi descendo de uma só vez tamanho era o seu tesão.Subia e descia num ritmo frenético… e acabou gozando de novo.Ficamos durante horas fudendo.Aproveitavam os todas as posições possiveis, gozei e a fiz gozar várias vezes. As horas se passaram muito rápido e quando demos por conta já era por volta de 21:30h.Eu tinha que ir embora e ela também. Eu estava todo suado e o carro todo molhado.Tive que me virar nos 30vpara solucionar esse problema,mas valeu a pena.Depois dessa foda,nos tornamos amigos confidentes e amantes durante um bom tempo.Tivemos muitas outras experiências,as quais desejo contar aqui nos próximos contos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *