Boquete no mato

Sou eu de novo aqui, Nina, branquinha, cabelos pretos e magrinha
Acabei chupando de novo o Bola, amigo do meu irmão, e enquanto ele comia a namorada no nosso quarto…
É cada uma que eu me meto viu rsrsrs
Menos mal que o Guga me pagou depois então acabou sendo bom pra todos
Passou uns dias e nada demais aconteceu, essa história do meu irmão arrumar os amigos pra mim meio que ficou esquecida, ele não comentou mais nada e também não falei sobre isso.
Numa noite eu estava na pracinha com o pessoal conversando e tal.
Tinha pouca gente nesse dia e do nada o Gilberto que eu nem conversava muito começou a puxar assunto comigo, ele é bonitinho, e nessa noite eu tava meia carente então dei bola pra ele.
Ficamos conversando e ele falou:

Aumento Peniano

– Nina, vamos conversar em outro lugar, aqui tem muita gente falando alto
Eu concordei na hora (tô meia irritada com o Raul, então liguei o foda-se)
A gente foi andando pelo condomínio e no meio de um assunto qualquer ele disse:
– tô sabendo que vc tá passando o rodo no condomínio inteiro
Eu dei risada e falei:
– tá doido menino? Eu tenho namorado

Ele riu e disse:
– é verdade, vc é uma garota seria, só eu ainda não peguei né
Como eu já tava afim mesmo nem me fiz de difícil, falei:
– eu sou muito séria, e vc é muito lento
Nisso fui pra perto dele pra dar um beijo, mas ele me segurou olhando pros lados e disse:
– não, aqui não, vamos pra um lugar que ninguém veja a gente

Eu topei, até pq não queria que alguém visse a gente também
Ficarmos procurando algum lugar e achamos canto meio escuro onde tem umas árvores e ele já veio me agarrando beijando meu pescoço, apertando minha bunda, nem deu tempo de eu fazer um charminho, quando fui tentar beijar a boca dele, ele me segurou pelo pescoço e disse:
– não vou te beijar não, quero um boquete seu
Eu:
– como assim?
Ele:
– não se faz de santinha não, tô sabendo que vc tá chupando geral do condomínio
Eu já tava na seca a uns dias e resolvi entrar na dele, enquanto ele me segurou pelo pescoço eu segurei no pau dele por cima da calça e falei:
– então vc sabe que eu cobro pra chupar, né
Ele arregalou os olhos e ficou sem reação
Eu falei:
– mas como vc é bonitinho vou te ajudar, quanto vc tem aí?
Ele meio desesperado e quieto pegou a carteira no bolso e tirou um dinheiro, falou meio desanimado:
– tenho 20 reais só
Eu falei:
– só pq gostei de vc vou aceitar vai
Ele abriu um sorriso e já foi abaixando a calça
Eu tava encostada na árvore olhei pra conferir se não tinha ninguém e fui me abaixando, me ajoelhei na grama e o pau dele já estava bem duro na frente do meu rosto, antes de começar olhei pra cima e provoquei:
– eita menino, que pauzão hein
E comecei dando umas lambidinhas na cabeça e masturbando com uma mão, ouvi ele gemendo baixinho e comecei a chupar só a cabecinha enquanto punhetava devagar o pau dele.
Logo ele se empolgou e falou:
– caralho Nina que boquinha gulosa essa sua hein
Eu parei olhei pra ele e falei:
– seu pau que é gostoso
Mal terminei e ele do nada me fez engolir o pau todo de uma vez só e falou:
– mama sem falar vai minha putinha
Eu consegui empurrar ele pra trás tirando a rola que ficou entalada na minha garganta e falei:
– pode socar sem dó na minha boquinha vai
Pq falei isso…
O menino falou:
– Aé? Então se prepara
Eu ajoelhada ali na grama abri bem a boca olhei pra cima e logo ele enfiou o pau bem fundo na minha garganta, tentei escapar mas logo ele encostou minha cabeça na árvore que tava atrás de mim e sem as mãos ficou socando num vai e vem bem rápido e forte
Comecei a ficar sem ar, meu olho ficou cheio de lágrimas pq ele socava sem dó nenhuma, consegui virar um pouco o rosto, e o pau dele batia na minha bochecha, mas logo ele se ajeitava e enfiava fundo na minha garganta, ele tinha um pau grosso, então parecia que estava alargando minha garganta, dava pra sentir a cabeça roçando lá dentro
Ele gemendo baixo falou:
– não pediu pica putinha, agora aguenta, quero ver se essa fama de boqueteira do condomínio é real mesmo
Nisso ele finalmente parou um pouco e consegui respirar, mas logo ele disse:
– abaixa e chupa minhas bola vai
Eu aproveitei pra respirar e fiquei lambendo o saco dele e ouvindo:
– esse rostinho de santinha aguentando levar uma surra de pica hein
Eu ainda com as bolas dele na boca falei:
– goza pra mim vai
Ele punhetando o pau enquanto eu tava chupando os ovos dele falou:
– bem que me falaram que além da chupeta vc bebia até o leite
Eu só concordei com a cabeça e ele disse:
– então abre essa boquinha de puta que eu vou encher ela de porra quente
Eu me ajeitei no chão olhando pra cima com a boca aberta e a língua pra fora e falei:
– eu quero porra vai, da leitinho pra mim
Ele começou a gozar na minha língua, os primeiros jatos pegaram no meu rosto mas depois veio tudo direitinho na minha boca, quando acabou ele gemendo ainda falou:
– não engole ainda não, quero ver meu esperma nesse seu rostinho de menininha
Fiquei ali parada olhando pra ele mas logo ele mandou eu engolir, desceu meio difícil mas consegui engolir ele disse:
-Lambe aqui pra limpar meu pau
Eu fui chupar a cabeça e ele ainda apertou e saiu mais gozo, engoli rápido e fui me levantando
Ele disse que precisava voltar logo e saiu rápido
Eu fiquei ali com os joelhos sujos da grama e fui pra casa logo também
Acho que ninguém viu nós dois…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *