Comi o bunda gulosa da minha chefe

Hj vou contar a história do dia que comi minha chefe Vanessa.

Aumento Peniano

Dois anos atrás, na festa de fim de ano da empresa, minha chefe estava bem gostosa. Ela era uma coroa ali na casa dos 45, loira, branca como leite, seios discretos, meio alta até, com uma leve pancinha mas uma bunda fenomenal!

A gente tinha uma boa relação, já estava pra ser promovido numa posição igual a dela na empresa e não éramos como chefe e subordinado.

Disk Sexo

Ja tinha pego algumas meninas da empresa e rumores já rolavam q eu pegava minha chefe mas ela nunca tinha dado entrada.

Nessa festa, ela de camisete branco e calça jeans clarinha estava um tesão só, enquanto não tinha bebido conseguia disfarçar mas depois, ambos estávamos flertando forte até q chegando umas 20h ela manda essa.

Van: nossa Re, a gente vai enrolar até quando?

Eu: enrolar? Como assim?

Van: vc veio de carona hj?

Eu: sim, vim com o Martinelo.

Van: então te dou carona hj, vamos?

Eu: ok!

Saindo do bar onde rolava a confraternização do departamento ela caminhava na minha frente rebolando aquele monumento de bunda toda molinha me deixava maluco!

Eu: chefe, tem planos pra hj?

Van: vc é meio lerdo né Renato? Meu plano é vc!

Nesse momento a gente se agarrou ali na calçada mesmo. Meu pau ficou duro na hora quase rasgando a calça, Vanessa rebolava roçando aquele corpão em mim buscando contato com a minha rola.

Van: vamos pro motel.

Detalhe, esqueci de mencionar que ela era casada.

No carro ela não se aguenta e vai dirigindo e massageando meu pau por cima da calça!

Van: bem q falaram q vc era pauzudo mas não imaginei tanto! Olha como sobra já minha mão! Q volumão menino!

Eu: chefe, confesso q já bati várias pra vc! Nessas calças q vc usa, me imaginando encoxando seu rabo na sua mesa! Puta merda meu pau vai estourar.

Coloco o pau pra fora e ela surta!

Van: kkkkkkkk não é possível isso! Q grosso q é! Parece de filme pornô, maior até!

Eu: pega nele, hj ele é seu!

Van: deixa pra daqui a pouco, quero sentir de verdade!

Ja na suíte ela fica acanhada, eu a abraço e a beijo com vontade já com o pau pra fora. Ela timidamente manipula com as mãos.

Eu: o q ta acontecendo?

Van: vc come todas aquelas meninas novinhas da empresa e eu não sou como ela, não tenho aquele corpo. Vc não vai gostar!

Eu: jamais trocaria tudo isso aqui na minha frente por aquelas meninas sem sal. Parece q são todas iguais. Olha só isso, esse bumbum monumental – viro ela de costas – olha meu pau quer afundar dentro de vc! As meninas morrem de inveja pq todos os caras querem comer vc!

Van: mentira!

Eu: um dia eu provo pra vc mas agora, deixa eu sentir seu corpo e realizar minha fantasia de bater meu pau nesse seu rabo! Olha q duro q ta!

Van: nossa q duro, q enorme! Cai pesado na minha bunda! Nunca dei pra um pauzudo assim…

Eu: ta bom. Tu, linda e gostosa assim? Teve fila pra te comer, tu devia escolher qdo era solteira!

Van: jamais, eu era tímida e meu pai não deixava eu sair muito, conheci 2 homens na minha vida!

Eu: então mostra esse corpinho pra mim, tira essa roupa!

Me deito na cama já sem roupa e ela em pé vidrada no meu pau tirava o camiseta um pouco nervosa. Na hora de tirar a calça eu fico maluco, o jeans quase estourando solta aquele bumbum branco, mega redondo e empinado, tinha suas marcas de idade mais era o mais suculento q eu esperava!

Eu: tu já veio com segundas intensões né? Ta toda depiladinha safada!

Van: ai adoro vc falando assim

Eu: então chupa meu pau q sei q tu ta babando já!

Ela fica entre minhas pernas e segurando meu pau ela fica hipnotizada. Punhetava meio sem jeito e olhava fixamente até abocanhar a cabeça. Vanessa estava com tanto tesão reprimido q só chupava e gemia. Deitada ali na minha frente aquela bunda parecia uma montanha de tão grande e branca.

Ela batendo o pau na cara já toda vermelha era pura excitação.

Eu: fica de quatro pra eu te chupar chefe

Ela, obediente, apoia os cotovelos e empina bem o rabo pra cima! Aquele bumbum era gigante e no meio dele um cuzinho fechadissimo esperando uma linguada q dou logo de primeira, ela toma um choque se arrepiando toda!

Van: aiiii o q é isso?

Eu: nunca lamberam seu cu?

Van: nunca!

Eu: então vou mostrar como é gostoso.

A bucetinha dela era mesmo bem cuidadinha, não deve levar tanta rola e o cuzinho dela quase virgem. Dou minha melhor chupada me esfregando todo naquele rabo. Ela gemendo cada vez mais solta rebolava e empurrava o bumbum na minha cara.

Eu: vou colocar em vc tá

Van: mete logo vai! Come sua chefinha safada!

Eu: então vira de frente q quero ver seu rosto na hora q meu pau entrar, olha onde chega olha, passa do seu umbigo!

Enfio nela e ela geme alto e fino! Quase um grito mas com muito tesão. Ela hiper molhada estava bem excitada! Vermelha de calor e tesão logo nas primeiras bombadas, pela idade talvez, já passava da metade, quase tava encoxando o pau nela.

Eu: esse era meu sonho, ver esse rostinho lindo sofrendo na minha rola! Olha q tesão vc é, já ta engolindo toda minha rola essa buceta!

Van: puta tesão Re! Seu pau tá me preenchendo muito, esgarçando, esticando minha bucetinha. Ta doendo muito mais o tesão é enorme!

Eu: vc ta linda de mais, sera q aguenta meter gostoso, posso?

Van: vai soca em mim. Foda-se eu ficar roxa, meu marido nem me olha mesmo!

Eu: fica de quatro pra eu socar lá no fundo.

Soco forte nela, seu corpo enverga de dor e ela urra, seguro ela firme mantendo dentro o máximo q pude até ela se acostumar. Ela treme e começa a molhar muito, vou socando devagarinho e ela rebolando vai ajudando.

Vou metendo devagarinho bem fundo e encontro a dobrinha dentro dela. Raspo a cabeça do pau bem em cima dela e ela geme longo e dolorido. A buceta dela inunda e ela goza com espasmos fortes. Agarro ela e enfio tudo ela não para de gozar. Fica assim em transe por um tempo longo até. Quando ela amolece eu ajeito bem o bumbum dela e pegando na cintura fina dela começo a socar gostoso, nossos corpos se batiam e ela gemia como uma gata no cio. Puxo o cabelo dela e ela sofria e gemia gostoso. Logo vem outro orgasmo delicioso.

Eu: gozou né chefinha? Gostou da rola no fundo da sua buceta?

Van: tava muito dentro, senti no meu corpo todo esse orgasmo.

Eu: vou colocar no seu rabo, hj vc será toda minha!

Van: bota vai, hj vc manda na sua chefinha patinha!

Eu: assim eu gosto, bem safada!

Enfio na buceta dela pra dar aquela lubrificada e atolo no cuzinho dela! Deslizou gostoso pra dentro. Dou uma cuspida e ela rebolando atoxa ainda mais a rola!

Van: mete forte, adorei quando me pegou forte! Gosto quando dói.

Então início metendo longo e fundo nela mais devagarzinho, ela mega excitada devolvida as bombadas me dando bundadas deliciosas. Espalmou minha mão na bunda dela, ela grita e geme alto pedindo mais.

Meto nela e bato muito naquela bundona, ela geme e urra de tesão, a bunda dela tava vermelho vivo e ela pedindo mais, eram anos de putaria presos dentro dela saindo pelo suor e lágrimas dela. Ja não suportando mais tiro de dentro dela e lavo aquele corpo de porra!

Ela deitada se contorcia na cama, linda, sorrindo com sofrimento.

Eu: tu é todinha minha agora, quero seu bumbum toda semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *