Esposa descobriu meus segredos e me fez ser corno

Olá, me chamo Flávio, hoje tenho 30 anos, branco, cabelos pretos e curtos, 71 Kg e 1,70 de altura.
A minha mulher (Samara) é uma morena muito linda e gostosa (falo mais dela no conto anterior), mas por eu ser bisexual não me sentia sexualmente plenamente satisfeito somente com ela. Nesses vários anos de casado com ela sempre fizemos sexo maravilhosamente, mas só da maneira heterosexual. Por conta disso eu me masturbava assistindo vídeos pornô, em especial de temas como inversão de papeis,

cornos e interracial. Com o passar do tempo eu fui me aprofundando mais e mais nesses sites pornôs e em um deles eu até criei um perfil o qual eu acessava todos os dias e compartilhava fotos com legendas de temas cuckold (corno), pegging (inversão de papeis), interracional e sissy.
Acredito que acessar esse tipo de conteudo pornografico fez o sexo com a minha mulher ficar cada vez menos prazeroso pra mim.

Eu sempre que ficava sozinho passava horas assistindo vídeos de sexo, vendo aquele caras negros de pau gigante comendo mulheres brancas e também de mulheres fodendo e dominando caras, prendendo o pau deles em gaiolas de castidade, os humilhando e até os feminizando.

Todos esses conteudos começaram a mexer demais com o meu imaginario e impactar na minha vida sexual. Obviamente a minha esposa começou a perceber essa mudança e muitas vezes me questionou o porque eu já não a procurava para transar. Afinal, as vezes passavamos semanas sem transar, pois eu me satisfazia sempre com pornografia e masturbação.

Eu sempre tomei muito cuidado para que esses meus segredos não fossem revelados, mas um certo dia passei a tarde toda assistindo filmes pornô e quando desliguei o notebook, esqueci de fechar a aba do meu perfil nesse site pornô.
No dia seguinte eu fui trabalhar cedo e só voltaria de noite, pois eu teria que dobrar o meu turno. A minha esposa ficou em casa, pois tinha ganhado folga.
Eu achei estranho que naquele dia ela não me mandou nenhuma mensagem e quando eu lhe enviei perguntando se estava tudo bem, ela não me respondeu. Mesmo assim, acreditei que ela estivesse ocupada e segui minha rotina normalmente.

Ao chegar em casa por volta de 22h eu notei que todas as luzes estavam apagadas, algo incomum, pois minha esposa sempre dormia tarde. Entrei em casa em silencio e notei que a luz do quarto estava acesa, fui até lá e o que vi quase me fez infartar.
Ela foi usar o notebook e viu o meu perfil aberto, imprimiu mais de 50 fotos com legendas do meu perfil e espalhou por todo o quarto. Eram fotos de mulheres fodendo caras, de mulheres humilhando cornos, de sissies submissas sendo fodidas etc. Antes que eu pudesse reagir ela entrou no quarto, fechou a porta e perguntou.

– Você tem algo a dizer?
Eu sem chão e completamente envergonhado disse que não e tentei pedir desculpas.
Ela me interrompeu e prontamente disse.
– Eu não sabia que eu tinha casado com um viado e agora isso me explica muita coisa que tem acontecido ultimamente. Você acha que eu não tenho fantasias Flávio? Eu sempre tive, mas eu abri mão delas quando aceitei me casar com você.
Novamente eu tentei me desculpar e explicar sobre o meu perfil no site, mas ela não permitiu e emendou.

– Então…o que você quer primeiro? Que eu dê pra um negro pauzudo ou que eu coma a sua bunda? Se você não responder nada em 5 segundos, eu vou embora e sumo da sua vida.
Eu estava em estado de choque, não sabia o que fazer ou dizer, me sentia em pedaços, mas aquele dialogo me deixou com um pouco de tesão.
Eu então respondi:
Pode ser a primeira opção.

-Foi o que pensei! Flávio, a partir de hoje você não precisa mais de site pornô pra fantasiar nada, eu vou fazer questão de colocar em pratica todas essas pervercidades que você compartilhava lá. E nem pense em tentar voltar atrás. Eu já me antecipei e falei com o Leonardo, combinei de sair com ele agora de noite e ele já está me esperando lá fora.
O Leonardo era um colega dela da época faculdade. Um negro lutador de Taekwondo de quase 2 metros de altura e que já tinha tentado investir nela naquela época, mas sem sucesso.

Assim que ela saiu de casa eu fiquei por uns minutos sem acreditar no que tinha acabado de acontecer. Eu estava em um misto de sentimentos indescritivel. Recolhi todas as imagens impressas que estavam espalhadas pelo quarto e fui as rasgando uma a uma e as colocando no lixo. Ver essas imagens com legendas foi me deixando excitado, mas eu estava em pedaços pensando na minha amada esposa. O que seria do nosso relacionamento dali em diante?
Uma coisa é fantasiar sobre essas coisas, mas outra é ter isso na pratica. Como eu deixei a minha mulher sair com outro cara?
Eu fui tomar banho e lá fiquei por quase uma hora, pensando na vida, cheio de angustia, medo, vergonha e tesão.
Em uma fração de segundos decidi que não era aquilo que eu queria e liguei para a minha esposa, mas ela recusou a chamada.
Pensei em sair para tentar achar ela, mas não sabia por onde começar. Em seguida meu celular tocou com ela me ligando em chamada de vídeo. Prontamente eu atendi, mas me deparei com uma imagem que me deixou sem ar. A minha amada esposa estava de quatro sendo fodida pelo Leonardo. O pau dele era enorme e grosso, no minimo o dobro do tamanho do meu. Eu ouvi os gemidos dela em cada estocada que ele dava. Eu não tive palavras e assisti aquela cena por pouco mais de 1 min, quando ela disse que era pra eu esperar acordado e encerrou a ligação.
Entendi que a partir daquele momento não teria mais volta, tudo seria diferente e tentei me recompor.
Decidi ir para o quarto e me deitar, mas eu sabia que não deveria dormir, e mesmo se eu quisesse eu não conseguiria. Eu estava emocionalmente devastado e ainda assim com muito tesão.
Eu não consegui precisar a hora exata que ouvi a Samara chegando em casa, mas acredito ter sido no máximo 1 hora após a chamada de vídeo. Quando ela abriu a porta o meu coração estava disparado de ansiedade, parecia que eu tinha corrido os 100 metros livres nas Olimpiadas.
Ela estava usando um vestido branco florido, com a maquiagem um pouco borrada e ao se aproximar disse.
-Parabéns, você realizou uma das suas fantasias, agora você é um corninho que compartilha a esposa. Mas ainda não acabou, eu tenho um presente que sei que você vai gostar.
Eu estava deitado de barriga pra cima na cama, ela foi chegando perto, levantou a saia e eu pude ver a calcinha dela com uma pequena mancha. Ela tirou a calcinha e ficou claro que aquela mancha era a porra do Leonardo, ele tinha gozado dentro dela.
É importante dizer que eu já tinha fantasiado essa cena centenas de vezes, mas na pratica tudo soa diferente.
Ela subiu na cama e foi aproximando a buceta dela na minha cara.
-Nossa, pensei que você pudesse ficar com nojo, mas pelo visto você é um corno viado sem limites. Então me chupa vai, limpa toda essa porra da minha buceta.
Eu comecei a chupar a buceta dela e senti um gosto muito bom, pois era uma mistura entre gosto de buceta com porra. Eu pude perceber que a buceta dela estava com uma aparência um pouco diferente. Provavelmente pelo fato do pau que tinha comido ela ser enorme.
-Me chupa vai corninho, não para. Chupa a buceta da sua mulher com a porra de outro macho. Ele me fodeu bem gostoso, sabia?
-Eu nunca tinha sido tão bem fodida na minha vida, me senti uma putinha levando aquela rola gigante de 4.
Eu estava louco de tesão e naquele momento toda a angustia e medo tinham sumido. Chupei ela com todo cuidado até que não restasse mais nenhuma gota de porra e então ela gozou. Meu pau já estava latejando de tesão e eu queria gozar também, foi quando eu comecei a punhetar meu pau.
-Nem pensar, tira a mão desse pau corninho. Eu tenho uma surpresa pra você!
A Samara levantou e foi até a bolsa dela, e voltou com uma sacola.
– Eu te disse que você não tem pode mais voltar atrás. A partir de agora eu vou deixar seu pintinho nessa chastity cage (gaiola de castidade). Você não vai mais bater punhetinha escondido com pornografia.
Eu tomei um susto tão grande, que mesmo cheio de tesão e vontade de gozar, o meu pau amoleceu na hora.
-Como assim amor? Eu não posso ficar com isso no meu pau o tempo todo!
Nisso ela já foi passando meu saco pelo anel e em questão de segundos um pequeno cadeado se fechou, deixando meu pau preso.
Eu tentei reclamar e fazer um ultimo pedido.
-Mas como assim? Tira um pouco pra eu gozar agora.
Ela sorriu e disse.
-Eu vi todos os seus posts naquele site, eu passei a manhã inteira vendo um por um. Eu tenho certeza que você saberá o que fazer pra gozar. Até por isso eu também comprei esse consolo de pau preto de 19×4,5 e vou deixar ele no banheiro pra você. Agora vamos dormir, porque amanhã tenho que acordar cedo.

Naquela noite fui dormir tendo a certeza que a minha vida nunca mais seria a mesma. Mas digo que me senti muito aliviado, pois cheguei a conclusão de que entre diversas possibilidades após vazamento dos meus segredos sexuais, aquela era a de melhor possibilidade pra mim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.