Deliciosa Festinha de aniversário

Olá amigos, desta vou relatar uma fantasia que esperamos um dia tornar-se verídica.

Minha esposa Stephanie foi convidada para uma festa de aniversário de uma em uma cidade vizinha. Como era uma festa do seu grupo eu acabei dizendo que era melhor ela ir sozinha pois minha presença iria inibir as conversas além do que eu ficaria isolado (imaginando que seria somente o “clube das meninas” na festa).

Ela se arrumou toda, tomou um banho super demorado, se produziu e colocou um vestido super justo que realçava suas curvas e principalmente a bunda e peito maravilhosos que tem.

E lá se foi, por volta de 19h.

Eu fiquei em casa trabalhando e quando me dei por conta eram mais de 01 da manhã e nenhum sinal ou mensagem dela.

Mandei uma mensagem somente pra saber se está a tudo bem e se ela preferisse, chamasse um taxi para voltar e evitar de dirigir após beber.

Ela demorou pra me responder, mas escreveu que a festinha estava ótima e depois me contava os detalhes.

Coloquei um filme e acabei apagando no sofá.

Para minha surpresa acordei no dia seguinte no mesmo sofá e nada dela.

Liguei no celular e nada dela atender. Isso já por volta de 9 da manhã. Tocava, tocava e ninguém atendia.

Logo chegou uma mensagem dela:

” Oi amor, aqui está tudo bem, mas como.tomamos muito vinho ontem a Monique me obrigou a dormir aqui pra não pegar a estrada e acabei ficando. Vamos tomar um café e pegar uma piscina. Você fica chateado se eu ficar mais um pouquinho?”

Respondi que não. Que ela poderia curtir o dia com as amigas.

A noite ela chegou toda feliz, disse que adorou a festinha e vão programar outras mais.

Eu perguntei o que teve de legal, ela me chamou pro quarto e disse: “vem aqui que eu te mostro”.

Ela se deitou na cama, puxou o vestido pra cima da cintura e me mostrou a calcinha ensopada e sua buceta vermelha e inchada.

Disse: “Amor, a festa foi uma maravilha, eu aproveitei muito, e também aproveitaram de mim. Venha ver como eu estou”.

A gente sempre fantasiou um ménage, ou uma situação gostosa dessas, mas nunca realizamos.

Aquilo era uma mistura de tesão e ciúmes.

Eu olhei sua calcinha ensopada e pedi pra ela me contar em detalhes.

Ela falou:
“OK. Mas antes quero que você saiba que te amo e que meu tesão estava incontrolável e com o vinho eu acabei fazendo tudo que tinha vontade.”

Falei pra ela que desejava ouvir tudo.

Ela começou contando que tinha muita gente bacana na casa, que o lugar era lindo e todo mundo estava animado. Mas por volta de 01h, alguns já tinham ido embora, ficando ela, mais duas amigas e 5 rapazes mais novos da academia.

A música ficou mais lenta e eles começaram a dançar bem coladinhos, revezando as mulheres. Como todos já tinham bebido um bocado, as mãos salientes começaram a passar pelas coxas e bunda das mulheres.

“Amor, quando eu me dei conta, estava dançado coladinha com um cara da academia que cravou a mão na minha bunda e a outra começou a apalpar meus peitos. De repente ele me tascou um beijo e eu não sabia o que fazer. Olhei pro lado e as meninas também estavam atracadas com os outros caras. Os outros dois que estavam sós chegaram por trás de mim e da Monique e fizeram um sanduíche na pista de dança.

Um deles segurou meus peitos por trás enquanto o outro levantou meu vestidinho. Quando percebi estava só de lingerie. As meninas também estavam só de calcinha e soutien.

Eu pedi mais vinho e eles me trouxeram, mas levaram para um sofá e sentaram cada um de um lado. Começaram a me beijar o corpo, afastando meu soutien e liberando meus mamilos. Uma das mãos abriu minhas pernas e apalpou minha buceta sobre a calcinha. Eu percebi que um deles, o mais musculoso, me virou de frente e me lascou um baita beijo.

A essa altura eu já não via mais as meninas, acho que tinham ido para os quartos. Eu estava sozinha com os dois na sala, à meia luz e uma musica gostosa ao fundo.

Eu sabia que estava fazendo algo que muitas vezes gozamos juntos falando a respeito, então eu deixei rolar.”

Nesse momento meu pau já estava duro como pedra, pedi pra ela se poderia chupar sua buceta enquanto ela continuava a contar.

Ela me disse: “Ai amor, chupa, mais vai devagar porque ela está meio dolorida, a festinha foi longa e ela trabalhou muito desde ontem à noite.”

Eu só disse: “continua, quero ouvir tudo…”

“Então, eles me beijavam e me lambiam todinha, tiraram.meu soutien e chuparam meus peitos com força, até achei que fosse marcar, pois as boquinhas estavam sugando tudo amor. Um deles desceu e afastou minha calcinha pro lado, começou a brincar com meu clitóris e passar os dedos na entradinha dela. Que tesão, um me chupando os peitos e me apalpando enquanto o outro desceu a boca até minha buceta e mordiscou meu clitóris. Puxou ele com os.labios esticando e segurando, enquanto fazia isso a língua lambia o clitóris dentro da boca dele.

Eu não aguentei e gozei amor, meu corpo tremia muito e eu gemia alto.

Então eles trocaram de lugar. Agora era a vez do outro me chupar. Ele já chegou colocando dois dedos dentro da minha buceta e sugando meu clitóris com força enquanto ia a vinha com os dedos dentro de mim!

De repente eu vi que o outro tirou um pau bem gostoso pra fora da cueca e já veio em direção à minha boquinha. Não recusei amor, comecei a lamber a cabeça daquele pau gostoso e tentava abocanhar ele todinho, mas ele era bem grande e não cabia na minha boquinha. En quase engasguei tentando enfiar ele inteiro na boca!

Chupei gostoso e passava as mãos na bunda dele, nas nádegas durinhas. Em pouco tempo eu estava gozando de novo na boca de um deles. Minha calcinha já estava enfiadinha e encharcada. Foi então que um deles sentou no sofá e falou pra eu vir por cima dele.

Eu me ajeitei de joelhos e comecei a descer minha buceta e ela foi engolindo aquele pau gostoso. Desci até o final. Ele me segurou pela cintura, e meteu a boca nos meus peitos. O outro continuava do meu lado (agora ele estava em pé sobre o sofá, dando o pau pra eu chupar.)

Que delicia amor! Eles estavam me abusando eu estava adorando aquilo. Enquanto chupava um pau duro e gostoso, o outro entrava até o fundo de minha bucetinha.
Eu comecei a subir e descer no pau dele, até que ele anunciou que ia gozar. Eu não aguentei e gozei junto. O outro também falou que ia gozar e lambuzou minha cara toda, mais peitos, me lavou.

Pegamos mais vinho e eu fiquei no meio.dos dois no sofá, eles me acariciando, passando as mãos em mim e brincando com minha buceta. Em pouco tempo os paus estavam duros novamente. Aí eles inverteram, o que tinha o maior pau sentou no sofá e falou pra eu agasalhar ele. Eu não sabia se caberia, mas fui sentando devagarzinho, sentindo aquela tora me abrir toda. Ahhhh amor vou gozar com você me chupando assim…. “

Então o corpo de minha esposa estremeceu e ela gozou em.minha boca contando a aventura da noite anterior.

Eu pedi pra ela continuar e ela me disse só ia contar essa parte até a hora dela ir pro quarto.

“Aí amor eu sentei até o final e senti aquele pau enorme me abrindo toda, que gostoso, que delícia.” Eu comecei a subir e descer nele sentindo cada pedaço entrando em mim. De repente o outro carinha chegou por trás, veio no meu ouvido e falou se poderiam fazer um sanduíche comigo. Eu falei que não iria aguentar, mas ele falou que se eu quisesse parar era só avisar. Eu estava com tanto tesão, mas tanto tesão que topei. Ele pediu pro amigo tirar o pau da minha buceta e enfiou o dele pra lubrificar e molhar. Apontou na minha bundinha. Forçou a entrada no meu cozinho e foi… dei um gritinho… a principio doeu um pouquinho, afinal já faz um tempinho que eu não dava ela né? Mas ele foi me beijando a nuca, as orelhas, acariciando meus peitos por trás e foi colocando devagarzinho. Foi entrando, entrando e logo minha bundinha acomodou o.pau dele. Nisso o outro veio por baixo e falou: “senta gostosa, senta no meu pau”. Eu apontei o pau dele na entrada e parecia que não ia caber mesmo. Eu disse “não vai dar, não vai caber”,

Eles falaram: “vai devagarzinho”

Forcei um pouco e deu um grito alto quando a cabeça entrou. Amor, parecia que estava sendo arrombada. Estavam acabando.com minha buceta e bundinha! Ele foi forçando e o pau enorme entrando em mim, me abrindo todinha, me dilacerando os lábios e vulva.

Quando me dei conta estava com os dois atolados em mim. Levei um tempo pra me acostumar, mas eles continuaram me beijando e me acariciando, me chamando de gostosa, de puta safada e aquilo foi me dando mais tesão e eu fui relaxando. Logo comecei a sentir o vai e vem em minha bundinha e o entra e sai em minha buceta. Ficamos assim por uns 20 minutos amor! Eu gozei umas 3 vezes. Os caras não paravam de bombar em mim. Que delícia! Me sentia uma puta vadia dando muito.”

Então eles anunciaram que iriam gozar e o cara que estava na buceta gozou em cima de mim. O que estava ma minha bundinha me agarrou forte e me encharcou lá dentro. A porra dele escorria pelo meio das minhas pernas. Que delicia amor, que gozada gostosa eu levei nos peitos, tórax, abdômen, tudo!!!”

Nisso eu avisei minha esposa que iria gozar porque não aguentava mais de tesao de ouvir tudo aquilo. Anunciei meu gozo e ela abocanhou meu pau e eu gozei dentro da boquinha dela. Ela estava com uma cara feliz, de realizada!

Ela disse, agora eu vou tomar um banho, me lavar e dormir um pouquinho. Mais tarde te chamo pra você vir aqui e te conto o resto da festinha na casa! Teve o quarto, depois cochilamos um pouco e hoje de manhã recomeçou tudo na piscina!

Eu tirei uma fotinhos com meu celular amor. Vai lá na sala ver! Depois me diz o que achou.

Estou anexando algumas aqui pessoal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.