Meu amigo viu minha esposa pelada

Eu e minha esposa Regina temos um ótimo relacionamento. A vida sexual é excelente, e costumamos apimentá-la com acessórios sexuais, vibradores, coisas assim. Eu também havia feito alguns cursos online de fotografia sensual, com instrutores famosos ( hoje em dia não é difícil encontrar esses cursos). Então, fizemos várias fotos, ela é belíssima, mas tomamos o cuidado de , mesmo ela estando nua, evitar mostrar o rosto, ou tirar fotos com ela usando máscaras, compramos várias, temos um baú cheio delas, bem como outros acessórios, como pulseiras, colares, tornozeleiras…

Ela costuma ficar nua em casa, ou às vezes apenas com um robe. Um dia desses, meu melhor amigo, Walter, veio me visitar. Como era algo costumeiro, esqueci de avisar minha esposa. Ele chegou, peguei umas cervejas e sentamos no sofá da sala, assistindo a uns clipes de bandas de Rock. Regina estava no chuveiro, e com o som na sala, ela não ouviu meu amigo chegando.

Estávamos vendo um show do Led Zeppelin, quando ela entrou na sala, como era verão, ela estava descalça, apenas com um robe de seda curtíssimo, aberto, e totalmente nua por baixo. Ela estava falando, olhando para baixo, e não havia visto ainda nosso amigo, que ficou paralisado, de boca aberta. Ele pode ver os seios perfeitos dela, os mamilos eretos, bem como a bucetinha totalmente depilada.
Ao perceber isso, eu falei:

– Regina!!
Ela olhou para cima e disse:
– AI MEU DEUS!!!!
Ela cobriu os seios com as mãos e saiu correndo. Eu fui correndo atrás dela até o quarto, ela estava vermelha como um tomate. Ela gritou para mim:
– Por que você não me avisou que ele estava aqui?
– Eu não achei que você iria entrar na sala desse jeito.
– Mas eu sempre ando deste jeito em casa!
– Tem razão, desculpe. Estávamos distraídos, afinal ele sempre vem aqui.
– Ai, será que ele viu alguma coisa?
Eu ri e falei:
– Acho que viu tudo. Mas você é linda! E ele certamente já viu várias mulheres nuas antes.
Ela sorriu, e falou:
– É, mas não eu… eu não vou conseguir olhar para ele de novo sem sentir vergonha.
– Que nada, apenas vista algo. Eu vou falar com ele.
Quando voltei à sala, Walter perguntou, com um sorriso maroto:
– Ela está bem?
– Está morrendo de vergonha, disse que nunca mais vai conseguir encarar você de novo.
– Cara, ela devia estar orgulhosa, eu não fazia ideia de que ela é linda desse jeito, ELA É MUITO GOSTOSA!
Percebendo o que havia acabado de dizer, ele pediu desculpas.
– Desculpe, cara, é sua esposa…mas, com todo respeito, ela é lindíssima.
– Não se preocupe, ela é linda mesmo.
– É que ela sempre usa roupas discretas, eu não fazia ideia.
Então minha esposa entrou na sala novamente, desta vez com um vestido bem conservador.
– Desculpe, Walter, eu não percebi que você havia chegado.
– Regina, eu não vi nada, sério, você chegou e já saiu correndo, não deu tempo de ver nada.
– Mesmo? Você não me viu pelada?
– Claro que não, esqueça isso!
Ela disse então que estava saindo de carro, precisava comprar algumas coisas.
Assim que ela saiu, Walter olhou para mim e perguntou:
– Será que ela acreditou no que eu falei?
– Pode ser…talvez.
– Cara, não consigo esquecer aquela visão celestial! Nunca pensei que sua mulher fosse essa Deusa! Muito menos que ela andasse desse jeito dentro de casa!
– Como assim?
– Achei que ela era meio puritana, carola, sei lá.
– Meu amigo, você não faz ideia…ela sempre fica pelada em casa.
– É difícil de acreditar.
– E já fizemos um montão de fotos com ela nua, em poses sensuais.
– Ah, isso eu não acredito! Quero ver!
– Não posso mostrar.
– E por que não?
– Ela ficaria furiosa.
– Mas eu já vi ela pelada hoje. Peladinha.
– É diferente. Foi acidental.
Então meu telefone tocou, era Regina. Ela perguntou:
– Ele ainda está aí?
– Sim, está.
– Então vá até o quarto, eu quero saber o que ele falou. Ele ficou constrangido de me ver daquele jeito?
Fui até o quarto, fiz um sinal para meu amigo esperar. Ela continuou:
– Ele me viu né? O que ele falou?
– Não sei se você vai gostar de saber.
– Ele falou que eu sou gorda?
– Haha, não! Ele disse que você é gostosona.
Não reparei, mas Walter havia me seguido, estava rindo baixinho. Regina disse:
– Duvido! Ele me achou feia!
– Não, juro! Ele disse que não imaginava que você fosse linda desse jeito!
Ela ficou quieta do outro lado. Depois falou, num tom mais ameno:
– Sério? Ele me achou linda e gostosa mesmo?
– Sério.
Ouvi uns risinhos. Então, ela falou que iria terminar as compras e voltar para casa.
Meu amigo perguntou:
– Então, o que você acha?
– Acho que ela ficou meio excitada com a ideia de alguém tê-la visto completamente nua.
– Por falar nisso, e as fotos?
– Bom, você tem razão, você já a viu nua. Mas vou mostrar só algumas.
Fomos até o meu escritório. Liguei o computador ( com tela grande) e mostrei algumas das fotos que tiramos.
– Nossa, são fotos artísticas ! Que poses lindas! E ela é mesmo maravilhosa!
Depois de mostrar as fotos, ele só ficava elogiando a beleza dela. Ele foi embora, mas cerca de duas horas depois, me ligou, novamente , dizendo:
– Cara, não resisti e toquei três punhetas em homenagem a ela! Que gata gostosa!
– Porra , Walter, qual é?
Quando Regina chegou, a primeira coisa que ela falou foi:
– É melhor você me contar exatamente o que o Walter disse. Fale a verdade.
Então eu falei. Disse que ele estava como que hipnotizado pelo que havia visto, e que não parava de falar nela, dizendo como ela era gostosa.
– E você não ficou zangado com ele?
– Acho que no começo sim, mas depois me acalmei, afinal você é mesmo muito linda e gostosa!
Então eu a abracei e beijei, ela retribuiu com um beijo apaixonado. Tirei rapidamente o vestido dela, quando fui tirar a calcinha vi que ela estava molhada de tesão. Perguntei a ela se a lembrança dele tê-la visto completamente nua a havia excitado, e ela disse:
– Não, eu só quero transar com você.
Ela tirou o soutien e deitou no sofá. Enquanto eu a penetrava, perguntei:
– Você está pensando no Walter?
– Não.
– Ele ligou e disse que se masturbou pensando em você pelada na frente dele.
Ao ouvir isso, ela gozou imediatamente.
Depois de relaxar um pouco, ela falou:
– Ele não disse aquilo.
– Disse sim, que tocou três punhetas em sua homenagem.
– Agora eu quero seu cacete no meu cuzinho.
– Você ficou mesmo excitada com o que aconteceu. Admita.
– Hmmm… um pouquinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.