Morena Casadinha e liberada

Olá, então me chamo moreno2807 hoje sou casado tenho 1,86 95k e dote de 19,5cm não sou nenhum galã, mas sempre me sai bem com minhas parceiras, vamos ao conto, que aconteceu faz um tempinho, certa vez fui visitar Luis um amigo de longa data, na casa dele sempre rolava um encontro da galera, festas e cervejinhas, numa dessas visitas encontrei Michelle uma amiga que tava rolando uma clima e dessa vez entre uma cervejinha e outras ficamos, ela branca 1,68 bunda linda, seios médios e

cara de safada, ele chamava atenção, e naquele dia estava com um decote que convidada ao desfrute, na boca uma batom vermelho que realçava a boca carnuda, começamos de leve mas nem percebemos que estávamos na maior pegação , eu tentava chupar os seios dela ela pegava no meu pau por cima da bermuda , ela dizia que queria me chupar ali mesmo, estávamos com o tesão a flor da pele em plena sala de estar de nossa amigo, foi quando meu telefone tocou, era meu amigo, dono da casa que disse que poderíamos ir para o quarto e ficar mais a vontade, disse a ela que topou na hora, foi uma pegação tiramos nossas roupas ela não perdeu tempo e caiu de boca na meu pau e chupou como se sua vida dependesse daquilo, bati com o pau na cara dela e a chamava de minha putinha e ela gostava e dizia “chama mais” depois ela ficou de pé e a coloquei com as mãos encostadas na parede e disse que iria retribuir a chupada, mandei empinar bem a bunda fiquei por trás e comecei a chupar o cuzinho e a buceta , ela tava toda molhada, gemia de forma muito manhosa, fala coisa safadas “chupa meu cú, lambe minha buceta” eu adoro uma sacanagem, aproveitei a posição coloquei a camisinha e meti sem dó naquela buceta sedenta por rola, ele gemia coloquei a mão na boca dela para abafar os gritos que as vezes escapava, fiquei puxando o cabelo dela e estocando com firmeza, ela estava louca de tesão, particularmente adoro quando estou transando e minha parceira fala loucuras ela dizia “me fode, enfia esse pau, vai safado, me arromba” o tesão era tanto que gozamos juntos, ela falou que deveríamos repetir e que na próxima queria me dá o cuzinho, depois contos essa história a vocês, quando saímos do quarto demos de cara com a Sandra, irmã do meu amigo que nos olhou com cara de poucos amigos, ficamos mortos de vergonha, eu estava suado e sem camisa, seguimos para pequena reunião com nossos amigos, algumas piadas e dos amigos a amigas, rimos muito e depois fomos embora, marcamos outra saída , dessa vez para uma motel. Meses depois estive na casa de Luis, embora ele tenha marcado comigo, quando cheguei em sua casa apenas sua irmã Sandra estava em casa, ela logo me convidou para entrar e esperar Luis que ele havia ligado e disse que demoraria um pouco, Sandra é uma mulher linda morena da cor do Brasil e formas sensuais, depois de alguns minutos de conversa, lembrei daquele dia e pedi desculpas pelo inconveniente, ela disse que estava tudo bem, então perguntei porque ela estava com cara de poucos amigos naquele dia, ela então sem meias palavras disse que ouviu tudo que rolava no quarto e ficou com raiva porque era tudo que ela queria era ter um homem assim em casa, fiquei meio sem graça, mas gostei do rumo da conversa, perguntei pelo marido e ela disse que o marido embora seja uma cara legal não transava com ela há meses, fui chegando a peguei pelo braço e disse que era um crime, nesse momento dei um beijo e a puxei pela cintura, ela não ofereceu resistência, demos alguns amassos, nessa hora Luis chegou, disfarçamos, resolvi o que fui fazer com Luis e fui embora, no caminho o telefone toca , era ela perguntando quando iríamos sair, marquei para o dia seguinte, à tarde ela topou, quando cheguei no local marcado, ela já estava lá, com um shorts Jens curto, uma blusinha linda, parei o carro e ela entrou, antes de falar alguma coisa ela me beijou, conversamos um pouco e ela disse que não queria um romance, sabia porque estava ali e queria que a tratasse da mesma forma que tratei Michelle, então comecei a pegação ali mesmo, estava surpreso com aquela versão da Sandrinha que há tempo conhecia e mau falava comigo, botei meu pau pra fora ela pegou e começou a punhetar, pedi para ela chupar, meu carro tem fumê bem escuro, mesmo de dia não dá pra ver nada do lado de fora, ela obedeceu, enquanto dirigia ela me chupava e eu falava “chupa putinha” ela ria, chegando no motel, disse que ela tirar a roupa e ficar com salta que estava e só de calcinha, ela obedecia sem questionar, ela começou e me chupar eu passava a rola dura na cara dela e a direcionava para lamber todo o pau, ficamos assim por uns dez minutos, a deitei na cama e comecei a beija-la e fui descendo pelo pescoço seios, nessa hora ela gemeu gostoso, desci e puxei a calcinha de lado e comecei a chupar e boceta bem lisinha do jeito que eu gosto, ela estava toda molhada, eu chupava e passava a língua no cuzinho também, levantei e ela pediu “me fode”, coloquei a camisinha e não perdi tempo, fique na papai mamãe uns 5 minutos e ela pediu para ficar deitado e veio pra cima, nessa hora ela transformou-se numa puta, aliais como toda mulher deve ser, não demorou muito ela gozou tão forte que chorou, eu ainda estava de pau duro, ela saiu e ficou de lado, mostrando aquela bunda maravilhosa, não que fiz de rogado, abracei e encostei o pau na bunda dela, logo ela me olhou e disse que nunca tinha brincado com um pau como meu, mas topava tentar, meu pau que já estava duro, quase explodiu, fui tentando, passei uma gel que estavano motel e fui aos poucos penetrando aquele cuzinho lindo e apertado, ela com cara de safada perguntou se estava gostando eu disse sim minha puta, e meti com mais força, quando tava quase gozando, ela disse com cara bem safada “ goza encima de mim” tirei o pau do cuzinho dela, tirei a camisinha e gozei nos seios dela, ela pegou meu pau ainda duro e melado e chupou limpando até ultima gota. Depois uma ducha ela me confessou que o marido sabia que ela estava ali e que tinha liberado para transar comigo, quando quisesse, ela falou ainda que depois daquela festa, ela contou pra o marido que tinha ouvido minha transa com Michelle e o convenceu a libera-la, desde então sempre saímos, depois dessa já aprontamos muito inclusive temos fotos. Sou de Recife super discrete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *