Trepei com a cunhada safadinha

Meu nome é José Roberto. Estou num relacionamento sério com a Cíntia. 22 anos. Loira super gostosa. Seios medios durinhos e bumbum empinadinho. Gosto dela de verdade além da gente se dar muito bem na cama. Ela é super carinhosa e divertida.

Cíntia tem uma irmã a Pamela 24 anos. As duas são muito competitivas. Vivem brigando. Uma deseja tudo o que a outra tem.

Sabadão eu tava de boa em casa e recebo uma mensagem da minha namorada. Me convidando pra ir na casa dela tomar banho de piscina. Claro eu aceitei na hora.

Chegando na casa de Cíntia quem abre a porta é a irmã dela a Pamela. Ela estava linda com um biquine super sensual. Tentei me controlar e agir naturalmente. Afinal quem é guloso fica sem ninguém.

Pamela diz que Cítia deu uma saída mas que era pra eu ficar a vontade na piscina que ela logo voltaria.

Tirei minha roupa ficando apenas de sunga e me deitei na espreguiçadeira. Curtindo aquele sol gostoso. Em breve minha namorada iria aparecer e a gente iria curtir bastante.

Era complicado tirar a imagem de Pamela ela estava muito gostosa e cheirosa. Mas Cíntia jamais me perdoaria.

Alguns minutos depois Pamela aparece. Se deita próximo a mim. E começa a passar protetor solar.

Realmente existe uma rivalidade entre as duas. Eu percebi que Pamela tentava me seduzir. Passando lentamente o protetor. Sorrindo pra mim. Fazendo poses sensuais.

As vezes empinando a bundinha em minha direção.

Outras acariciando os seios e deixando o biquinho do mamilo aparecer.

Depois fazendo cara de envergonhada como que fosse uma acidente.

Ela mergulhava na piscina, Nadava um pouco depois saia e ficava se acariciando com a toalha na minha frente.

Com a desculpa de estar secando ela se apoiava nas minhas coxas para passar a toalha no seu corpo.

Eu até coloquei uma revista em cima da minha sunga pra disfarçar.

Eu estava muito excitado com aquela situação. Mas não podia demonstrar.

Embora desejasse muito a Pamela não queria perder a Cíntia.

Então Pamela se levanta da espreguiçadeira. Sorrindo caminha em minha direção.

Ela estava com cara que iria aprontar algo. Se curvou em minha direção.

Agarrou minha sunga e puxou. Me deixando completamente nú. Saiu correndo em volta da piscina rindo

E eu atrás dela. Então ela para e fica me olhando fixamente. Acariciando meu peito.

Aproximando sua boca da minha.

Não resisti e nos beijamos. Quando percebi o que estava acontecendo falei.

(José Roberto) – Pamela isso é errado. Sou namorado da sua irmã. Se ela nos pega assim vai dar ruim.

(Pamela) – Calma bebê. Minha irmã está fazendo um curso de fotografia. Temos ainda 2 horas pela frente. O celular dela estava destravado. Por isso aproveitei pra te mandar uma mensagem te convidando pra piscina.

Terminou de falar e começamos a nos beijar.

Carreguei ela no colo e levei até o seu quarto.

Tirei a sua roupa e comecei a chupar sua doce bucetinha. Toda lisinha e carnudinha.

Minha língua brincava em seu grelinho enquanto ela gemia gostoso.

Depois foi a vez dela retribuir chupando meu pau.

Uau como ela chupa gostoso. A bucetinha da Cintia é mais carnuda. Mas a boca da Pamela é mais safada.

Ela chupava e acariciava minhas bolas.

Enquanto olhava nos meus olhos e eu acariciava seus seios.

Eu não acreditava na loucura que faziamos. Estava com muito tezão pra pensar ou sentir remorso.

Sou bem dotado. Tenho 20 cm. E mesmo assim a gulosa enfiou tudo na boca.

Coisa que minha namorada nunca conseguiu.

Meu pau é muito grande, por isso Pamela ficou com receio. Então ela queria comandar as estocadas.

Mandou eu dentar com as barriga virada pra cima. E se agachou lentamente. Montando no meu caralho.

Apoiando suas mãso no meu peito. Ela subia e descia seu quadril. Controlando a velocidade e intensidade das estocadas.

A buceta dela é muito apertadinha e estava bem molhada. E a safada sabia rebolar e gemer gostoso

Eu estava realizando um sonho. Queria que aquele momento durasse pra sempre

As poucos a bucetinha dela foi acomodando o meu pau. Então a dor transformou-se em prazer.

Já acostumada com a minha piroca castigando a sua bucetinha ela resolveu mudar de posição

Deitando, abrindo as pernas pra mim. Deixando eu foder do meu jeito.

Isso é de modo bem selvagem.

Aproveitei a oportunidade e meti o meu caralho com tudo. Ela gemia.

Abraçava minha cintura com as coxas. Me empurrando pra dentro dela.

Eu acariciava seus seios e ela beijava minha boca e lambia o meu peito.

Senti o orgasmo invadindo o seu corpo. E gozamos muito.

Ficamos abraçadinhos um tempo depois tomamos um banho e eu fui embora antes que percebessem o que aconteceu.

Se você gostou desta hist´ria então veja o vídeo.

Acesse: www.gatasexy.tk

O nome da postagem é: Trepei com a cunhada.

1 Reply to “Trepei com a cunhada safadinha”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *