Na festinha da faculdade

Bom, esse é meu primeiro conto. Sou estudante de uma universidade federal, tenho 23 anos, pele morena, mas cabelo loiro, de altura mediana e corpo bem definido. Há pouco tempo ocorreu a primeira festa da minha turma e como podem imaginar rolou muito álcool. Depois de muito beber, um safado, o Pedro, convidou a mim e mais duas meninas, Jaqueline e Yasmine, pra dar uma volta e conhecer mais o local. Eu aceitei e nos fomos, enquanto andávamos pelo local diversos assuntos começaram a surgir e no meio de tudo ele convidou a gente pra entrar no carro dele.


Nós entramos e depois lá dentro a sacanagem teve inicio. Era todo mundo se beijando, mas ele queria ver duas mulheres se beijando então beijei a Jaqueline. Dai, a coisa foi esquentando…. Jaqueline sempre pegou tanto homem quanto mulher, mas eu não. Beijei, mas não pretendia nada além do beijo. Mas ele sugeriu que ela me chupasse, eu que estava bastante bêbada e cheia de tesão aceitei, eu estava de saia jeans e facilitou bastante pra ela me chupar e ela me chupou, mas na hora de retribuir eu não quis. Falei que só chuparia uma pica e então ele que estava no banco da frente veio pra trás me oferecer a pica dele, abaixando a bermuda e deixando aquele caralho a mostra, na hora cai de boca porque já estava louca de tesão e não quis saber de mais nada. Chupei, chupei… Chupei as bolas, coloquei tudo na boca e estava uma delicia, isso enquanto as outras na falta de um pau tinham começado a se satisfazer sozinhas, com os dedos mesmo no banco da frente.
Louca de tesão e bêbada falei logo pra ele “ você não vai me comer??” não aguentava mais só chupar, precisava de um pau latejando na minha buceta! Ele ficou nervoso, mas puxou uma camisinha, colocou e eu sentei naquele momento parecia ser a pica mais deliciosa do mundo! Cavalguei naquela pica, gemendo e fazendo o maior escândalo e nem me liguei que poderiam ouvir ou me importei com as outras garotas que tinham que se contentar com dedos enquanto eu tinha pica. Além de gostar de cavalgar estava gostando de deixar elas ai só olhando, mas eu não ia soltar aquela pica pra ninguém. Aquela posição de cavalgada pra mim é excelente porque ao mesmo tempo que a pica ta na minha buceta, meu clitóris fica estimulado então assim eu gozo muito e grito quando isso acontece…
Então depois de alguns minutos como não tínhamos muita mobilidade só eu podia ficar por cima e o Pedro estava quase gozando, então me disse “ deixa eu gozar na cara delas”, eu deixei, sai de cima dele e elas vieram chupar aquele pau pra sentir a goza como se fosse a ultima coisa da terra, deviam estar morrendo de vontade de ser arrombada, mas aquele dia só eu fiquei satisfeita. Quando acabou, sai do carro e fui procurar outras diversões…
Só de escrever esse conto fiquei toda molhadinha, doida por uma pica pra me satisfazer…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *