O Encontro da minha esposa com nosso amigo no motel

Após a minha inauguração como corno, vejam conto a primeira vez da minha esposa com outro.
Pois bem, após esse fato minha esposa não sossegou até conseguir marcar um encontro com nosso amigo agora de maneira mais planejada. E assim ela fez, como somos amigos temos os contatos um dos outros, então eles ficaram trocando mensagens sobe o que fizeram e o que fariam em outra oportunidade agora com

mais tempo, só precisariam encontrar um bom motivo pra ele deixar o trabalho, pois eles têm uma academia onde ele também é personal e a esposa é nutricionista e atende também na academia, da minha parte eu não tinha mais escolha tive aceitar, pois fui eu que a incentivei meter com outro macho, só não sabia que seria com um amigo tão próximo. As mensagens eram sensacionais, onde ele a tratava como uma puta safada que agora com mais tempo comeria até o cuzinho dela, que gozaria na

boca, nos peitos na buceta, que era pra ela ir vestida como uma puta que ela é.
Eu já estava ficando louco com aquela situação e todas as vezes que a comia ela falava de como o pau do nosso amigo é gostoso que agora ela daria pra ele sempre que não teria mais volta que ele seria o macho dela e que quando tivesse no motel com ele desligaria o celular pra eu não ficar ligando pra ela que eu só saberia como foi quando ela chegasse em casa cheia de leite pra mim. Nossa nossas relações foram ficando cada dia melhor com essa apimentada e agora eu incentivava ela cada dia mais, pra ir em frente com isso, pois estava adorando essa sensação de ciúmes e tesão.

Passou uma semana e ela chegou em casa com aquela cara de safada e falou essa semana você vai ser corno novamente e trarei minha buceta e meu cuzinho pra você limpar.
Marcaram pra uma quarta feira a tarde, nesse dia ela foi a médico na parte da manhã e conseguiu um atestado que deixaria ela livre para se preparar e encontrar com o macho na parte da tarde.
Eu estava no trabalho e não conseguiria ver como ela se arrumou para o encontro, então ela me mandou uma foto e pude ver que realmente ela estava vestida pra matar, ou melhor, pra foder.
As horas naquele dia demoraram pra passar especialmente aparte da tarde onde não tive mais contato com ela.

Cheguei em casa por volta das 18h como de costume e a encontrei deitada em nossa cama apenas com uma lingerie branca onde estava ensopada a região da buceta e assim ele me falou:
Ela – vem corninho, vem limpar minha buceta e meu cuzinho, pois os dois estão recheados de leite pra vc.
Eu – Nossa você deu o cu pra ele, você sempre negou o cu pra mim e agora se entregou assim.
Ela – A partir do momento que você escolheu ser corno, não tem direito de exigir nada em relação ao sexo, serei a puta do nosso amigo e sua também, mas o cuzinho é só dele você terá direito só de limpa-lo.

Eu simplesmente fiquei mais louco ainda de tesão e cai de boca naquela buceta em quanto ela me relatava como tinha sido maravilhoso a tarde com o nosso amigo.
Disse que ele foi sempre muito carinhoso, mas que tinha uma pegada forte que durante o tempo todo que estiveram no motel ele ficou de pau duro e comeu ela em todas as posições, meteu muito nela de quatro e gozaram juntos que ela até perdeu as forças e caiu sobre a cama, meteu nela de frango assado que ela sentia a pica dele chegar no útero. Ela disse que ele também chupou muito a buceta dela e que ele gozou fartamente na sua boca em quanto ela o chupava. E por ultimo começou a

meter nela e acariciar o cuzinho, foi onde ela se entregou de vez e pediu com voz de puta pra ele comer o cuzinho que o corno nunca tinha conseguido. Ela disse que foi a loucura quando sentiu as bolas do saco encostarem na bunda ai viu que tinha entrado tudo e ela começou um rebolado lento até ele começar o movimento de vai e vem e depois dar umas estocadas de leve, também gozaram juntos e ficaram engatados até o pau amolecer, ele chamou ela pra tomarem banho juntos, mas ela deu a desculpa de não poderia chegar em casa com o cabelo molhado para o corno

não desconfiar. Mal sabe ele que eu sei de tudo e tenho muito tesão por isso.
Assim que acabei de limpar a buceta e o cuzinho, enfiei minha rola nela e fiz ela gozar e eu que já tinha gozado só de ouvir o relato gozei novamente na buceta da minha esposa.
Ainda não sei qual será o próximo episódio da minha esposa com outro, mas estou gostando muito dessa vida de corno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.