Minha esposa faz sexo casual

Esse conto é uma continuação do anterior (meu amigo iniciou minha esposa), onde relatei a transformação da minha esposa ao conhecer outro homem. Depois que meu amigo mudou-se ela viu nitidamente que eu não conseguia satisfaze-la no sexo, sempre fui devagar no sexo, só mesmo papai mamãe e só, meu desejo maior sempre foi ser corno de preferência passivo, minha esposa agora tinha dado um salto grande na prática sexual, meu amigo transformou ela em outra mulher, vez em quando a levava no motel coisa que ela não conhecia, ela adorou a cadeira erótica onde ele arrancava gritos e mais gritos dela comendo o cuzinho dela enfim, depois de uns

LibidGel

três meses da mudança dele ela viu que não tinha mais jeito tinha que procurar na rua o que não tinha em casa assim fez, conversamos sobre o assunto disse que dava todo apoio pois queria que ela fosse feliz e se sentisse uma mulher realizada,pois vi em mim que não iria mesmo conseguir satisfaze-la. Naquela semana ela comprou roupas novas bem provocantes como mini saia, vestidinho bem curto, sandália salto alto, blusinhas de alcinha bem decotada enfim. No sábado me disse que queria sair com desconhecidos, aliás a gente até já tinha falado nisso um tempinho atrás e ela ficou alimentando esse pensamento e queria realizar, pensou logo em uma avenida aqui em nossa cidade onde fica algumas garotas de programa. A noite se produziu fez uma maquiagem bonita, uma calcinha fio dental preta, um vestidinho curtinho e bem decotado e um salto alto, ficou maravilhosa e uma bolsa tiracolo com várias

Aumento Peniano

camisinhas uma toalhinha e um lubrificante ky e o celular. Levei ela até lá pois fica longe de nossa casa, parei em local estratégico onde podia ver uma grande parte da avenida, nos despedimos dei um beijo na face pra não estragar a maquiagem desejei boa sorte ela sorriu e disse: Obrigada corninho, desceu do carro e foi andando fiquei observando o jogo de quadril que faz ao andar, depois de uns quinhentos metros + – ela parou, nessa avenida tem um riozinho que separa os dois lados da avenida e com muitas árvores fazendo um pouco de escuro, os carros passavam e alguns devagar, era quase meia noite, já tinha passado um bom

tempo eu já estava pra ir embora quando passou uma caminhonete de cabine dupla e vidros escuros bem devagar, passou por ela e seguiu e virou no retorno logo a frente e veio bem rápido do outro lado da avenida, fez o retorno e veio bem rápido e parou perto dela perguntou se ela fazia programa disse que sim ela entrou na caminhonete e logo saíram. Estava certo que era um verdadeiro corno, fui pra casa com um pouco de preocupação em relação a segurança dela, não conseguia dormir pensando em tudo que poderia estar fazendo, derrepente peguei no sono acordei com ela me ligando que era pra buscá-la, me assustei olhei no relógio era 04:30 dá manhã, fui logo pra lá, ela estava com cheiro diferente e bem cansada tinha saído com cinco cara diferente, o que mais gostou foi um mulato alto e forte e muito bem dotado, sentiu dificuldade pra aguentar as estocadas dele dentro do útero, ela fez de

tudo com todos eles, deu a buceta o cu e chupou o cassete, teve um que gozou na boca dela, a bunda estava toda vermelha de tapas, ela nem sabia pra onde foi levada, cada um foi pra um lugar diferente, mas era sempre fora da cidade. Ela estava cheirando porra, perfume de homem, teve um que chupou o pescoço dela deixou uma marca enorme, a buceta e o cu todo esfolado, não tinha nem marca de maquiagem, dei uma chupada na buceta, cheirava porra estava meio salgado, o que

ela não acreditou foi que pegou o pacote de camisinha enganada na hora que saiu de casa, pegou a que tinha só duas, ela não corre o risco de engravidar porque o útero não desenvolveu, é infantil. Tomou um banho demorado e um chá quente e dormiu quase o dia todo, ficou super feliz com tudo o que tinha acontecido, não parava de falar os detalhes de cada um. Passou a sair todos os sábados a noite por um bom tempo.Continua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *