Peguei a minha esposa transando com seu irmão

Meu nome é Fernando, tenho 32 anos, moreno claro, 1,68m, sou casado a 08 anos, minha esposa chama-se Edna tem 1,60m, morena, bumbum levemente arrebitado, corpo sarado de muita ginástica em acedemia, super gostosa, certo dia ao retornar mais cedo pra casa, trabalho o expediente da manhã e da tarde, neste dia, trabalhei só pela manhã e ao chegar por volta das 14:30 entrei sem fazer barulho ou me anunciar pois queria fazer uma surpresa a minha esposa, que trabalha até as 13:00 em um hospital perto de nossa casa e normalmente neste horário já está em casa, e

Libidgel Gratis

ao me aproximar do nosso quarto ouvi vozes e comecei a prestar atenção, a minha esposa estava conversando com Edson, meu cunhado, irmão dela, e o que me deixou intrigado foi quando ouvi ele dizer “ah! maninha deixa de besteira, já te vi nua várias vezes” “mas agora é diferente estou casada e não quero que me veja mas assim não quero que caiamos em tentação” – Você bem que podia deixar desde que vc casou que não transamos mais – Edson, esta conversa já está indo longe demais,nós haviamos combinado que não tocaríamos mais neste assunto – Mas é que não dá

para não lembrar, eu fui seu primeiro homem, lembra? fui eu quem tirou seus dois cabaços! – Claro que eu não me esqueci, foi maravilhoso, mas pára com esta conversa que já está me deixando zonza, pq vc não vai matar sua vontade com sua esposa. (Gostaria de fezer um registro, a minha esposa havia me dito que havia perdido a vingindade com um ex- namorado,pois é claro que ela não poderia se passa por virgem, mas o seu cuzinho eu estava crente que tinha sido eu que tinha descabaçado, pois ela havia me dito que antes de mim nunca havia dado o bumbum, e agora para minha surpresa estva descobrindo que na realidade o meu cunhado havia comido a minha mulher e tirado sua virgindade na frente e atrás, e aquela conversa por estranho que pareça já estava me deixando excitado, eu nenhum

Sexo Telefone

momento eu fiquei furioso, não que eu fantasiase ver minha esposa com outro, não se tratava disso, nunca tive essa fantasia, o que me excitava era que eu entendia o que havia se paasado com meu cunhado e minha esposa, pois em minha adolecescia e até hoje mesmo, mas principalmente na adolescencia sempre tive um enorme tesão pela minha irmã também, assim como eles nós também sempre fomos muito ligados,´só que no meu caso a fantasia de comer minha irmã nunca se realizou ficou só nas minhas punhetas, mas no caso deles deve ter havido uma cumplicidade maior entre ambos e aconteceu.) bem voltando a conversa dos dois: – ultimamernte não tem jeito, quando estou transando com ela imagino que é vc que está comigo. nisto ouço ela dizer vou tomar meu banho estou exauta, e escuto ela entrar no banheiro e ligar o chuveiro, procurou obvesrvar mehor pela porta entre-aberta, mais com o

cuidado de não ser visto e vejo que ele está na entrada do banheiro observando Edna tomar seu banho, e ele leva a mão até sua rola por cima da calça e começa a se massager o pau, deposi de alguns minutos minha esposa sai enrolada na toalha e começa a se enxugar e seu irmão fala vou paasr o creme hidrante em vc, ela ainda diz não, mas ele retruca, que isso maninha já pasei creme em você várias vezes deixa disso, e ele responde está bem, mas não ultrapasse, e deita-se na cama em decubito ventral e o irmão dela pega o creme o começa a passar em suas costas percebo que ela já está bem relaxada, como se estivesse acostumada com aquelas mãos, e ele

continua tocando em suas costas passando o creme e ao mesmo tempo acariciando-a, até que ele se aproxima do bumbum dela, nesta hora meu pau já está durissimo, ainda sob a calça impresionante com eu estva excitado com aquilo, e eles também começavam a se excitarem, o irmão dela com certeza e ela aos poucos com as carícias dele em seu corpo, ele tirou as calças ficou só de cueca e sentou na altura da cintura dela e continuoy a massagem nesta hora ela ameaçou parar mas ele insistiu e disse que não faria nada só queria ficar mais a vontade, e em determinada momemento Edson bezuntou seues dedos com o creme e passou entre as coxas de minha esposa, eal soltou um leve gemido e ele começou a acariciar proximo ao clitoris dela, ele foi um pouco mais pra traz ficando sobre as pernas dela e começou a

tocar também de leve o seu buraquinho rosado, ela já não mais resistia e começa va a se entregar as caricias do irmão, que intensificou a a massagem dos dedos em sua xoxotinha e em seu cuzinho o irmão da minha esposa a estava literalmete bolinado, ambos começaram a gemer, nisto ele agora mais confiante e dominando a situação a virou e olhou em seus olhos, mesmo sem estar muito próximo dava para perceber o desejo em seu olhar que eu já conhecia e o irmão dela também, ele aproximou seus lábios dos dela e se beijaram, posso a até dizer apaixonadamente um beijo de língua ardente, em seguida ele cupou os pseitihos dela e ele dizia gemendo Ah! meu maniho gostoso chupa os peitos da tua irmãzinha vaiii, depois desceu com a lingua

até a buceta da minha esposa a beijou e em seguida começou a chupar aquela bucetinha gostosa, vendo aquela cena coloquei meu pau para fora e comecei a me mastubar, a minha esposa estava ali nas minhas vistas transando com o próprio irmão, o tesão era incrivel, ele girou o corpo e deixou a sua rola a disposição de minha esposa para chupar, coisa que aliás ela faz com maestria, eles estavam fazendo um 69, ela gozou com as chupadas dele e antes que ele gozasse na boquinha dela, que confesso estava doido para ver, ele mudou de posição e ficou sentado e e pediu para ela sentar sobre sua pica, que pude perceber era um pouco maior que a

minha, devia ter uns 21 centimetro, a minha tem 18 mas em compesação era um pouco mais grossa, ele voltaram a se beijar intesamente e ela então ajeitou a a sua bocetinha em cima da vara do seu irmão e lentamente começou a descer, quando a cabeça entrou ele deu um gemido de prazer, ficou parou um pouco de descer e ficou se acostumando o a cabeça de pica em sua xoxotinha e rebolou em pouco, em seguida ela começou novamente a descer a até toda a pica do seu irmão cravar totalmente sua xoxota ela devia estar muito lubrificada, ela então começou a

cavalgar no pau de Edson feito uma amazonas, e dizia vai “dinho” (apelido carinho que ela mutas vezes o chamava e ele a as vezes a chamava de “dinha”)mete gostoso na tua irmãzinha mas faz gozaaar novameeente, quero sentir essa tua pica gostosa toda dentro de mim, eu também eswtava louca de saudades, e o irmão dela dizia vai maninha putinha rebola no cacete do teu irmão vc é a irmãp mais gostosa do mundo, eu tem amoo minha putinha, vai vaiirebola gostoso faz teu irmão gosaaaar! ele deitado ela com as mãos alisava seu torax e cavalgava com vontade na pica do

irmão, percebiasse que ela já havia pelo menos umas dus vezes cavalgando o pau de Edson, até que ela disse vai Dinho gooza gooza comigooo vai goza em mimmm, Ai Dinha vou gozar maninhaa, ele aumentou o ritmo junto com ela e chegaram a um órmo simultaneo enchendo a bucetinha dela com muita porra, e eu também gozei em um punheta pra lá de spetacular vendo um show de sexo explito daqueles, gozei melando todo o piso. Qunado concentro meu olhar novamente nos dois vejo que ela está deitada sobre ele e ambos estão se beijando, e eu imóvel sem fazer nenhum barulho para não ser percebido, e em após alguns minutos ambos resolvem ir tomar banho, infelizmente ládentro não deu para ver o que estava acontecendo mais em torno de 10 a 15 minutos, os dois saem do banheiro aos beijos, e ele agora deita-se

na cama e miha esposa e fica de quatro começa a chupar o cacete do seu irmão que já estava começando a ficar duro novamente de vez em quando ela olhava em direçaõ ao rosto do irmão para ver suas feições de prazer, aquilo sempre parecia lhe acender mais o tesão, mas novamente antes que pudesse gozar, pois com certeza ele não iria aguentar muito tempo , já que ela faz um boquete excepcional, ele a deidou e começou a pincelar a glande do seu cacete na bucetinha da minha esposa, ele nãa penetrava só ficava pincelando principalmente no clitoris, isso a deixou

extremamente excitada ela arqueava o corpo e só com isso ele a levou ao orgasmo, (aliás minha esposa é excelente na cama e sempre teve facilidade para ter e me propiciar prazer), em seguida o irmão da minha esposa, falou algo em seu ouvido que não deu para escutar mas ele balançou a cabeça de forma negativa, ele voltou a insistitir sem tirar os dedos da xoxota da irmã e ela mudou de posição e ficou de quatro eu pensei na hora ele vai enrabala, já é demais tenho que fazer alguma coisa, derrepente a ficha caiu se eu nã tinha feito nada até agora pq interromper o melhor a fazer seria aproveitar vendo ou resolver participar também, naquele momento resolvi continuar observando, o irmão da minha esposa estava chupando a buceta dela por traz ela de quatro e ela rebolava aquele rabo delicioso na cara dele, e ela começou a pedir vai maninho me fode, me fode, vai Dinho me foodee, meu pau já estava excitado mas ficou duro feito rocha vendo minha esposa pedir para ser fodida pelo irmão, nisto ele colocou o pau na entrada da bucetinha dela a se gurou pela cintura e começou a cravar aquele cacete na buceta da minha amada esposa, deu apenas algumas bombadas em sua buceta e em seguida retirou o cacete que saiu lubrificado com os sucos da bucetinha dela, em seguida ele pegou o pote de creme passou passou um pouco na cabeça do pau e na entrada do cuzinho dela, que neste momento tentou se esquivar, mas ele a segurou pela cintura, ela ainda tentou dissuadir o irmão dizendo que outro dia eal daria o cú para ele, mas ele não aceitou o argumento da irmã e disse, que ela não se preocupasse que ela iria gozar com sempre gozou e comecou a acariar a entrada do cuzinho dela com um dedo, ela continuou de quatro feito uma cadela nocio e começou a rebolar levemente e le dizia pede para eu comer teu cú minha putinha, vc vai voltar a ser a minha irmã putinha que era antes de casar com o Fernando e eu o seu irmão puto e pintudo que vc adora, pede pra eu te enrabar vai pede se não não vou te comer, e ele agora pincelava o cacete na sua bucetinha mas não a penetrva e ela já estava gemendo feito uma desvairada, e ele dizia vai pede pede , e ela dizia nãaao nâaao! então ele começou a dar tapas na bunda da irmã, ela sempre gostava quando eu fazia isso, nem muito leve nem com muita força, de forma moderada, e era assim que seu irmão batia na bunda da minha esposa, derrepente ela começou a ter um leve orgasmo com as pinceladas na buceta e as tapas na bunda, e e então falou vai puto, vai Dinho, meu maninho gostoso, mete esse pau gostoso na tua irmazinhaaa, me enraba vai quero gozar pelo cú, e então ele falou minha putinha, minha irmanzinha gostosa é assim que eu gosto pede para eu te comer, e então meu cunhado posicionou o pau na entrada do cú da minha esposa a segurou bem pela cintura e começou a penetrala lentamente eu via pelo perfil de seu rosto a sua expressão inicial de dor , mas que logo em seguida deu lugar ao prazer ele começou a bombar aquele cacete no cú da irmã que rebolava e pedia para ele meter mais, depois de uns cinco minutos minha esposa começou a delirar na cama começou a gemer e gritar que estava gozando dava para perceber suas coxas estavam toda molhada das secreções que escorrima da sua buceta, meu cunhado continuava a meter com vigor no rabo da minha mulher e davas leves tapas em sua bunda, derrepennte ele anunciou que ia gozar e minha mulher já em extase começou a falar vai Dinho goza no meu rabo enche meu cú com tua poraa, eu te amo tô gozando de novo e então ele deu um grito aaahhh! e gozou no rabo da irmã, continuaram brevemente enatados e em seguida ele retirou o cacete e escorreu um pouco de gala do cú dela, deitaram-se lada a ladao e novamente se beijaram, nem preciso dizer que já havia gozado antes dele em outra punheta gostosa, os dois forama novamente tomar banho e penseie que desta vez meu cunhado iria se vestir e se prepara para ir embora, eu já estava a observar para sair sem ser visto, mas quando eles sairam novamente do banheiro e detaram na cama e continuaram a se beijar vi que ele voltou a ficar excitada e ele já ficava novamente de pau duro, pensei comigo poxa vida estes dois realmente estavam no maior desejo de um pelo outro e o fogo parece não ter fim, e decidi que aguardaria o momento propício para também participar daquela foda, e continuei no meu lugar observando, e quando ele estvam fazendo um 69, tomei coragem e resolvi que deveria entrar no quarto e dar o flagra nos dois, não pq razão mas coloquei meu pau pra dentrofechei a calça e entrei naquele quarto apenas sem camisa a principio eles não me notaram, mas tão logo eles me viram tiveram um tremendo susto (percebi que minha esposa me viu primeiro e arregalou os olhos) e no ato reflexo minha esposa empurrou o seu irmão e puxou o lençol para cobri-la, ela ficou boqueaberta gaguejando tentando me explicar, (como se houvesse algo para ser explicado) e meu cunhado quando olhei para ele abaixou a cabeça e ficou mudo, isto tudo foi em apenas alguns segundos, mas pareceu uma eternidade, então antes que minha esposa explicasse algo que não tinha como ser explicado eu a interrompi e a tranquilizei dizendo calma sua puta eu já estava vendo vcs a algum tempo e se é putaria que vc e seu irmão querem então a festa está só começando…
(para que esta história não fique mais longa do que já é vou parar por aqui mas em breve poderei dividir com Vcs o resto desta história)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *