Exibicionismo no carnaval

Oi, sou fã desta hp, e já escrevi um conto certa vez, porém vou me descrever novamente. Sou branca, pele bronzeada, cabelos lisos, curtos, clareados, cintura fina e um par de seios avantajados. Vou contar uma fantasia que eu tinha e que se realizou neste carnaval. Fui com minha família para uma cidade interiorana do Ceará que, durante o carnaval, fica lotada, porque a folia começa de manhã e não para mais. Eu sempre maneirando, não queria me acabar, pois deveria trabalhar na quarta feira e então só acordava por volta de 11:00 hs. Na segunda feira de carnaval, quando acordei não tinha ninguém na casa, e eu estava com muito tesão, então fiquei andando nua pela casa, rebolando, dançando, até que peguei uma banana, e fiquei roçando na minha bucetinha enquanto estava sentada num murinho que dá para o quintal da casa. Estava chegando a um orgasmo quando escutei um barulho e, no que olhei, só consegui ver uma janela da casa

Sexo Telefone

vizinha se fechando. Parei o que estava fazendo e corri para dentro da casa, mas o medo misturou com o tesão e eu só queria gozar, então me tranquei no banheiro e recomecei a colocar a banana na minha bucetinha, enquanto friccionava meu clitoris… huuummm que sensação deliciosa…….Depois que gozei, me recompus e fui para a praia junto com todos. Tomando cerveja e vendo várias mulheres gostosas com biquinis minúsculos, comecei a sentir tesão de novo e fui tomar um banho de mar. Já na água, aproveitei e enfiei todo o meu biquini no cuzinho fiquei passando entre os lábios da minha vagina… fiquei um tempão assim, até que minha irmã me chamou dizendo que o almoço estava sendo servido. O almoço foi servido no quintal e pude observar que aquela janela estava aberta, então fiquei posicionada de uma maneira que pudesse ver a pessoa que tinha visto sentada na banana. De repente, aparece uma mulher com uma toalha na cabeça, como se estivesse saindo de um banho, e com os seios de fora andando de um lado para o outro sem perceber (eu acho) que a janela estava aberta. Fiquei observando e aquilo foi me acendendo novamente, pois ela fazia movimentos

para secar o cabelo e balançava aquela coisa maravilhosa que eu só pensava em ter entre meus lábios…Acabei meu almoço e fui descançar um pouco, pois já iria começar o carnaval da tarde (mela-mela). Quando acordei, todos já haviam saído e então resolvi dar uma espiada no quintal. Cheguei e a janela estava aberta, porém não tinha ninguém, mas comecei a tirar minha roupa de novo e fui atrás da banana. quando voltei, vi que aquela senhora estava na janela fumando um cigarrinho e com uma blusinha transparente. Na hora em que me viu nua, deu um sorrisinho e mostrou os seios já dando a entender que sabia que eu a observava durante nosso almoço. Comecei então meu show particular para aquela desconhecida, mas que me provocava um tesão incontrolável. Enfiava a banana na minha bucetinha, apertava meus seios, fazia caras e mais caras de devassa, queria me exibir ao máximo para aquela vadia que me inspirava.

Ela chupava os próprios seios e estava sentada no parapeito da janela nuazinha também se mostrando para mim. Ficamos nessa até que ouvi barulho dentro de casa e fui ver o que era. Era meu pai voltando todo sujo de farinha e correndo para o banho. Quando ele entrou no banheiro, voltei para o quintal, mas aquela senhora não estava mais lá. E até o final do carnaval, não consegui mais ficar em casa sozinha. Se vc está lendo este conto, me escreva, pois gostaria de te conhecer pessoalmente. Um beijo a todos os leitores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *