Coroa Me Deixou Viciada Em Sexo Anal

Olá meu nome é Kelly sou conhecida por ter publicado outros contos aqui neste espaço, mas aqui estou novamente para relatar outra história na qual fui protagonista.

LibidGel

A história que vou contar ocorreu logo após a minha formatura, recém eu tinha realizado o sonho de me formar, mas ao mesmo tempo que eu realizava este sonho, acabei ficando desempregada e na falta de uma perspectiva maior em minha cidade me obriguei a procurar emprego em outras cidades e acabei me mudando para uma cidadezinha pequena do interior do meu estado e acabei indo morar num apartamento com duas estudantes universitárias que durante a semana viajavam para uma cidade vizinha para estudar em uma faculdade e quando chegava os finais de semana elas viajavam para a casa de seus pais me deixando sozinha.

A princípio eu ficava cuidando do apartamento para as meninas, todos os afazeres domésticos era comigo, depois de algum tempo eu consegui arranjar serviço em uma cidade próxima para trabalhar como caixa de supermercado, nas minhas idas e vindas pela cidade eu notava que era observada, admirada e desejada pelos homens daquele lugar e a parte do meu corpo que mais chamava a atenção deles eram as minhas pernas e a minha bunda que sem falsa modéstia é bem redondinha, firme e bem empinada. À medida que eu descobri que era admirada e desejada pelos homens eu comecei a provocá-los usando saias bem curtinhas e roupas coladas ao corpo, esta minha atitude deixava-os louquinhos de tesão, eu adorava aquilo, gostava e me sentia muito mais desejada por eles.

Aumento Peniano

Neste meio tempo arranjei outro serviço na biblioteca da escola da cidade, pois soltava cedo do supermercado e ficava com o resto do dia livre. Com o tempo fui conhecendo melhor a cidade e fazendo outras amizades e acabei conhecendo um cara que era bem mais velho do que eu, ele não morava na cidade, mas viajava frequentemente para lá, alguns dias após nos conhecermos acabamos indo para um motel distante da cidade lá ele tentou e acabou me convencendo que eu deveria deixar ele comer o meu cuzinho que eu havia dado para poucas vezes, sei que durante oito meses tivemos encontros frequentes, onde todas às vezes ele comia o meu cuzinho.

Com o tempo acabamos nos afastando e eu nunca mais o vi. Tempos depois conversando com a minha colega Leila que também é minha confidente, comentei que havia transado com um desconhecido de fora da cidade que acabou comendo meu cuzinho, para minha surpresa ela acabou me contando que durante alguns dias da semana participava juntamente com um grupo de jovens estudantes de verdadeiras orgias em uma propriedade afastada do centro da cidade e que alegravam muito aqueles rapazes, por este serviço a minha amiga recebia uma grana legal. Leila sabendo do que havia acontecido comigo aproveitou o momento e fez o convite para participar com ela das festinhas que alegravam esta rapaziada, formamos uma dupla que enlouqueciam os meninos e nos rendia um bom dinheiro.

Nas nossas festas nós fazíamos de tudo, tudo era válido, mas a única coisa que não podia faltar era sexo anal, os meninos sempre comiam os nossos cuzinhos, com o tempo acabamos viciadas em fazer sexo anal, sempre que tinha uma oportunidade eu deixava que alguém comesse o meu cuzinho. Certa vez quando eu voltava para cidade onde eu morava de ônibus a tezão era tanta que acabei deixando que um rapaz comesse o meu cuzinho, o ônibus levava poucas pessoas e as luzes todas apagadas, estávamos sentados no último banco e as demais pessoas pareciam estar dormindo, aí então eu tirei a minha calcinha e só levantei a minha saia e sentei na rola dele e ficava rebolando e comandava os movimentos discretamente até ele gozar e inundar a minha bundinha com o seu esperma quente e viscoso, foi uma delicia, mas tive que me controlar para não chamar a atenção das outras pessoas.

Por ser uma cidade pequena outros homens acabaram sabendo que eu participava destas orgias e acabavam me contratando para participar de festinhas com grupos de estudantes como uma que aconteceu perto do natal, foi uma das maiores putarias que já participei, foi uma grande suruba onde rolou muito sexo. Nesta ocasião acabei encontrando Nádia uma jovem secretária da prefeitura que também participava do esquema e era adepta do sexo anal e que ajudava a enlouquecer a rapaziada. Formamos uma dupla imbatível aquela noite, levamos a rapaziada ao êxtase, ao delírio foi inesquecível. Fizemos tudo isso sem usar preservativo, levamos jatos quentes de espermas em nossos cuzinhos e tomamos no cú rolas de todos os calibres foi uma delicia e um prazer imenso, ficamos com os nossos cuzinhos pegando fogo de tanto levar varada.

Conversando com uma colega de trabalho chamada Viviane ela me contou que estava de rolo com um desconhecido de fora da cidade que era bem mais velho que ela e que haviam saído várias vezes e que em todas elas ele só pedia para comer o cuzinho dela, ouvindo esta história fiquei muito curiosa para saber como ele era, qual o seu tipo físico e acabei descobrindo que se tratava do mesmo cara com o qual eu havia saído a tempos atrás e que acabou me viciando em sexo anal, fiquei quieta não contei que o conhecia, mas por dentro fiquei morrendo de inveja dela e louca para reviver aqueles deliciosos momentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *