Esquentando a relação do Casal com uma Boneca

Eu e minha esposa tínhamos uma vida bem comum em relação ao sexo, mas com o passar dos anos começamos com algumas coisas mais quentes para não deixar a nossa vida sexual cair na rotina e a primeira coisa que fizemos foi o sexo anal, ou seja comi o cuzinho dela, mas antes fizemos toda uma preparação, comecei lambendo e massageando as preguinhas do cuzinho dela, depois comecei enfiando um dedo, dois, até chegar nos três dedos, e com ela já acostumada comecei a força a cabeça do meu pau até que um belo dia, ele entrou gostoso, foi uma delicia sentir o

Aumento Peniano

cu dela sugando e apertando o meu pau, ela gemia muito, mas com a bunda arrebitada ela me mandava meter tudo, e foi assim que comer o cu dela virou parte fundamental nas nossas trepadas, eu meto em todas as posições, é uma delicia, principalmente gozar dentro dele e ver a porra toda escorrendo pela buceta dela me da mais tesão ainda. Nunca me imaginei falando assim da minha esposa e mãe dos meu filhos, mas está sendo bem excitante !!!.

Um belo dia nós estávamos fazendo um delicioso 69 e ela com o meu pau todo na boca começou a passar o dedo pelas minhas pregas, eu me arrepiei todo e ela percebeu, ela continuou passando o dedo até que ela começou a forçar ele para dentro do meu cu, eu não sabia o que fazer, dava para perceber do jeito que ela me chupava que ela estava adorando a novidade, uma mão agarrada na minha bunda e a outra tirando o cabaço do meu cu, foi uma sensação diferente, mas era gostoso me sentir violado por trás, eu já tinha sido acariciado no cu mas nunca enfiaram nada nele, mas o prazer que eu estava sentindo era maior do que a vergonha, mesmo sendo chupado eu estava com a bunda um pouco arrebitava para facilitar a entrada do dedo dela, ela começou a me chupar e meter o dedo cada vez mais forte até eu eu não aguentar e pela primeira vez gozar dentro da boca dela, caralho que gozada

deliciosa, ela engasgou com tanta porra, sempre quis fazer isso !! mas me senti um pouco estranho por sentir tesão pelo cu, mas foi um puta tesão. Evitamos conversar sobre isso, mas ela tomou gosto pela coisa e começou a meter o dedo no meu cu em todas as nossas trepadas, depois que eu comia o cu dela ela tinha que comer o meu e quando o meu cu já estava acostumado com uns 3 dedos dela ela chega em casa com um cacete de silicone com uns 16 cm preso a um cinto e me fala.

– Amor, sentir o seu cu quente apertando os meu dedos é uma delicia, mas hoje quero fazer de você a minha putinha da mesma forma que você me transformou na sua puta !!!
Não tive nem o que falar, só fiz que sim com a cabeça, mas estava com o coração disparado, era muito estranho eu ali no pronto para ser possuído por ela, ela colocou o cinto, me mandou ficar de 4 na cama, lambeu o meu cu enchendo ele de cuspe da mesma forma que eu fazia com ela, e como se fosse ela o macho, deu uma esfregada com o cacete no meu cu e meteu ele com vontade, eu senti aquele pau duro sendo empurrado para dentro de mim, foi doloroso mas muito excitante, era tudo muito diferente eu ali de 4 sendo dominado por ela como se eu fosse mesmo a puta dela, ela enfiou tudo e começou a meter com vontade, ela ali agarrada na minha cintura metendo forte até que em pouco tempo eu gozei, foi uma gozada diferente, parecia partir do cu mas foi uma puta gozada gostosa, ela ainda tomada pelo tesão me fez chupar a buceta dela até ela gozar, a buceta dela já estava encharcada e depois de gozar então, me lambuzou a cara toda, adoro isso.

Mas depois de algum tampo assim, durante uma conversa ela fala.
– Amor, esta tudo uma delicia, mas falta algo para te transformar na minha puta perfeita
– Mas o que falta ?? o que você pode querer mais ?
– Falta aquilo que eu nunca vou ter, um cacete de verdade.
– Realmente isso vai faltar sempre.
Eu desconversei e a conversa parou por ai mesmo, mas fiquei com isso na cabeça e cheguei a conclusão de que ela estava querendo me ver dando para outro cara, jamais isso vai acontecer !!! Uns dias depois da nossa conversa na hora que fomos para a cama, ela pede para escolher o filme, era normal a gente trepar vendo um filme de sexo, e ela coloca uma filme que tinha algumas cenas com travestis, tanto dando como comendo uns caras, entendi na hora o recado que ela queria me dar, trepamos sem falar nada sobre isso, mas eu comecei a pensar no assunto, um cara não me daria tesão nenhum mas uma boneca quem sabe ?!?!?!?! e resolvi a abrir o jogo com ela, falando que com uma boneca eu teria coragem de arriscar.

– Jura meu amor, você faria isso para mim ?!?!?!
– Amor se isso que você realmente quer, vamos tentar.
E através de sum site aqui da minha cidade eu achei uma boneca bem ajeitada e com um pau nada exagerado alias o cu que estava na reta era o meu rsrsrs.
E no dia marcado chegou em casa a Thais uma loira de 1,75 mtrs de altura cabelos longos, bunda redondinha e com uma bucetinha como elas falam de uns 16 cm bem rosada, era realmente atraente, ficamos os 3 pelados e não sabíamos muito o que fazer ou como fazer, ai a Thais tomou a iniciativa e perguntou.
– Ela vai só olhar ou vai participar ?
Para mim aquela boneca era neutra, nem homem nem mulher, e eu não sei porque, a ideia de ver a minha mulher com ela me agradava e eu falei
– Por mim ela pode fazer tudo que ela quiser, hoje vale tudo.
Na hora a minha esposa se aproximou da Thais e pegou no cacete dela, pelo que sei era a primeira vez que ela pegava em outro cacete desde que casamos, eu acho e espero que seja mesmo rsrsr !!! ela me chamou e também me fez pegar no pau da Thais, ele era uma pouco mais fino que o meu, eu achei que seria a mesma coisa de pegar no meu, mas era diferente não sei se pelo fator psicológico de eu estar pegando em um cacete, mas agora era tarde para frescuras, e nós dois começamos a punhetar a Thais até que a minha esposa se abaixou me puxou junto e começou a me beijar e quando eu percebo ela esta passando o cacete da Thais nas nossas bocas, ela metia na dela e depois meteu na minha boca, isso sim foi diferente, era um gosto totalmente novo para mim, não sei descrever, era um gosto de rola !! tentei fazer igual a minha esposa quando ela me chupa, lambia a cabeça, chupava, e isso foi nos deixando tomados pelo tesão até que a Marcia, minha esposa se deitou na cama abriu as pernas e falou.
– Sempre quis dar para dois, nunca tive a oportunidade e agora não vou perder essa chance
Na hora a Thais foi para cima dela e quando eu vi, o cacete dela já tinha sumida dentro da buceta da minha esposa, ela metia com vontade e eu ali de trás fiquei com o pau na mão vendo ela meter na minha esposa, dava para ver o cu das duas piscando, com certeza era de tesão, não aguentei e meti no cu da Thais, ela metia na buceta da minha esposa e eu no cu dela, que trio maravilhoso, a Marcia gozou feito louca, gemia, gritava e gozava muito !!! e eu vendo ela daquele jeito sai de dentro da Thais arranquei a camisinha e meti na buceta da Marcia, ela ainda estava tomada pela orgasmo que tinha tido, comecei meter forte fazendo a Marcia se contorcer mais ainda na cama, e falei.
– Você não queria dar para dois, agora aguenta !!!
Meti o mais rápido e forte que eu podia, fazendo ela se contorcer cada vez mais, até hoje não sei se ela gozou novamente ou se o orgasmo da gozada com a Thais se prolongou, mas foda-se foi uma delicia !!
Gozei logo em seguida, foram tantos jatos de porra que antes de eu tirar o pau de dentro já estava escorrendo porra pela buceta dela, foi maravilhosa essa gozada.
Depois disso tudo eu achei que a Marcia tinha esquecido, mas me fudi literalmente, ela vendo a Thais ainda de pau duro me mandou ficar deitado e falou
– Vai Thais, faça dele a sua putinha, quero ver ele sentindo o que eu sinto com o pau dele dentro do meu cu !!
E a Thais me colocou deitado, abriu as minhas pernas passou a cabeça do pau no meu cu e começou a meter, achei que seria difícil mas todo o treinamento com os dedos da Marcia ajudou, rapidamente a Thais estava com o cacete todo enfiado no meu cu, não sei explicar, mas sentir aquele membro quente e duro sumindo dentro do meu cu e a minha esposa ali olhando esfregando a buceta toda molhada foi algo que não sei descrever, nunca imaginei algo assim, só sei que a Thais me comia e eu ali entregue comecei a sentir uma tesão diferente até que mesmo com o pau mole que gozei, foi outra gozada deliciosa e quando a Márcia percebeu que a Thais iria gozar ela falou
– Via, Thais goze no cu dele, quero ver se é tão excitante como ele fala, lambuze o cuzinho dele de porra.
E ela obedeceu e encheu o meu cu de porra, ela gozou nas minha pregas e eu sentia a porra escorrer pelo meu cu, passando pelo meu saco até chegar na minhas coxas. Realmente me senti uma vadia dando cu e gostando !!! Minha esposa me abraçou e me beijando me agradeceu, a partir desse dia nós sempre chamamos uma boneca para uma farrinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *