Enfim meus amigos comeram a minha Esposa

Me chamo Roberto, tenho 26 anos e sou casado há 1 ano com minha esposa, Luana de 25. Moramos no RJ.

Minha esposa é loira, não tem corpão, mas é muito bonita. Magra, loira, sorriso lindo e cara de santa.

Certo dia fomos a uma social na casa de um amigo meu que serve comigo nas forças armadas. Uma social de amigos. Chegamos lá tinha muita bebida, alguns amigos chamaram amigas e amigos pra festa, musica alta e troca de ideia. Uma festa normal aparentemente.

Conforme as horas iam passando, nós íamos bebendo e trocando ideia. Minha esposa muito tímida ficou sentada no sofá enquanto eu conversava com meus amigos não muito longe dela.

Quando deu 2 da manha, algumas pessoas já tinham ido embora e sobraram apenas eu, minha esposa, o Eduardo, Camila (namorada de Eduardo), Eurico, Marcos e Marcelo.

Sentamos todos na mesa para continuar conversando e bebendo. Até minha esposa já tinha se animado e se juntado a nós.

De repente, Eurico, que já estava bem bêbado. trouxe um jogo pra gente jogar. Chama-se Drinking Game.

Todos já tínhamos bebido muito mas ele insistiu, pois era um jogo que ele mesmo tinha construído. O jogo já existia, mas ele fez algumas alterações. Nada muito picante, mas algumas preocupantes. Já estávamos todos bêbados então decidimos jogar.

O jogo começou normalmente: Um jogo de tabuleiro onde cada um tinha um peão. Jogava-se o dado, o peão andava a quantidade de casas que saiu e no final realizava a ação que tinha em cada casa.

No começo era só virar shots de vodka (Todos já tinham bebido muitos shots), mas o jogo foi passando e as ações também foram evoluindo.

Eduardo, que estava com a namorada Camila, caiu na casa com a seguinte ação: Escolha alguém para ficar na cozinha por 5 minutos com você.

A cozinha era afastada e não dava pra saber o que fariam lá dentro. Poderiam não fazer nada. Só conversar.

Eduardo escolheu Camila, sua namorada, e ambos foram pra cozinha. O jogo continuou, fomos bebendo, pagando prendas (tive que imitar uma galinha colocando ovo) passou os 5 minutos e os dois voltaram da cozinha. Camila descabelada e os dois suados. Todos nos rimos, inventamos o que eles tinham feito lá e etc.

O jogo continuou e foi a vez de Camila escolher quem iria para a cozinha com ela. Todos imaginamos que seria Eduardo, seu namorado, mas para a surpresa de todos, ela me escolheu.

Olhei pra Luana, minha esposa, ela estava com o olho arregalado. Meio puta da vida. Falei que não iria em respeito a ela, mas o pessoal ficou zoando, falaram que não precisava fazer nada. Só conversar. falei que não, mas eles insistiram.

Olhei pra Luana e falei: “eai?”

Ela falou (meio puta): “Você quem sabe!”

Esse “você quem sabe” me matou, mas não aguentei a zoação dos amigos e fui. Não iria fazer nada. Somente conversar. Eduardo estava tranquilo também. Ele sabia que não faria nada com a namorada dele.

Chegamos na cozinha.

Eu – “Que doideira!! Acho que a Luana ficou chateada”

Camila – “relaxa, não vai acontecer nada. Só vamos conversar. Eu e o Edu não fizemos nada, também!!”

Eu – “Meio difícil de acreditar neh, vocês voltaram suados pra lá”

E AI ELA ME DEU A RESPOSTA QUE FEZ MEU PAU ENDURECER NA HORA!

Camila – “Ah fizemos só o básico que da pra fazer em 5 minutos. Chupei ele ate gozar”

Fiquei sem reação. Estava excitado mas preocupado com Luana que estava sozinha na sala. mas logo esqueci quando percebi ela se aproximando de mim e … me beijou! Tentei me afastar, mas o beijo foi muito envolvente. Ela continuou me beijando e colocou a mão por dentro do meu short já agarrando meu pau que estava completamente duro.

Camila – “Nossa!! Parece uma pedra!”

Eu – “Camila, por favor, para!! Minha esposa ta na sala, seu namorado também. Não é certo!

Camila – “Relaxa prometo que você vai gozar muito rápido”

Ajoelhou e começou a me chupar. Eu não sabia o que fazer. Se eles descobrem eu to muito ferrado. De repente, quando to quase gozando de olhos fechados, escuto a voz de Eduardo na porta:

Eduardo – “Que merda que vocês estão fazendo aí?”

Nos dois demos um pulo. Eduardo foi pra sala e contou pra todo mundo.

Voltamos meio que desesperados. A cara de Luana era uma mistura de raiva com choro. Tentei explicar pra ela e ela mandou eu me afastar. Eduardo fez a mesma coisa.

Todos estavam muito bêbados, então Eduardo levantou e falou: agora você vai na cozinha conversar comigo. Me pegou pela camisa e me arrastou. Já estava pensando que iria apanhar muito. Camila veio atrás pra poder apaziguar as coisas. Começou um jogo de empurra-empurra, Camila chamou Marcelo e ele veio separar a briga.

Marcelo – “Camila, fica aqui na cozinha com o Roberto que eu vou levar o Edu pra sala pra tentar acalmar. Mantém ele ai!”

Eu sentei na cadeira ainda com a adrenalina e a culpa a mil. Marcelo saiu da cozinha e trancou a porta pro Edu não vir me bater. Éramos todos militares e ele tinha porte de arma. Camila tentou me acalmar.

Camila – “Roberto, desculpa. Eu que fui pra cima de você. Estávamos bêbados. Ele vai se acalmar”

Eu – “Eu sei, mas coitada da Luana. Ela não tem nada com isso.”

Camila – “não se preocupa com ela. Os meninos estão lá cuidando dela”

Eu tentando me acalmar, andando de um lado pro outro, comecei a prestar atenção nas últimas palavras da Camila.

“CUIDANDO DELA”.

Eu – “Cuidando dela? Como assim?”

Camila – “Ah Roberto, você é inteligente! Você sabe que eu e Edu temos um relacionamento aberto. Frequentamos casa de swing por anos. O que você acha que eles estão fazendo na sala?”

EU ESTAVA COMPLETAMENTE DESESPERADO.

Corri pra porta, ela estava fechada, mas ela era de vidro e eu então pude ver os 4 caras ao redor dela conversando. Ela com cara de assustada. pude ouvir Eduardo dizendo:

Edu – “Lu, o Roberto enganou nos dois. Veio na minha festa pra ficar com a minha mulher e ainda te trouxe pra mostrar que é fodão. Vamos nos vingar daqueles dois filhos da puta!

Luana – “Eu to com raiva, Edu.. mas não sei se é certo. E vocês estão em 4. Eu nunca fiz nada assim!”

Nesse momento Eduardo apontou pra porta e mostrou pra ela que eu estava olhando e falou:

Edu – ” Vamos mostrar pra esses dois idiotas o que eles estão perdendo! prometo que você vai gozar bastante com a gente!

Camila riu e ainda muito tímida falou: – “ta bom, acho que sim! Mas vão devagar!”

Eu batia na parede, tentava abrir a porta, Camila ria da minha cara e tudo que eu podia fazer era assistir eles destruindo a minha linda esposinha.

Eduardo colocou o pau gigante pra fora e mandou ela chupar. Os outros já tiraram a roupa e começaram a colocar o pau na cara dela, na mão… um deles já ia tirando a roupa dela.

Eles vieram bem pertinho da porta pra eu ver melhor. Ela deitou em cima da mesa e um deles já chupava a buceta dela. Um colocava ela pra chupar e os outros dois eram punhetados por ela. Um em cada mão! Ficaram nesse rodízio ate a Luana gozar na língua do Eduardo. Eurico fazia a boca da Luana de Buceta. Enfiava o pau ate a garganta dela.

Depois de gozar umas 2 vezes na língua do Eduardo, Luana levantou e começou a chupar o Marcos em pé. Enquanto isso Eduardo já se preparava pra enfiar o Pau na buceta dela. Luana parou de chupar e falou: – “vai devagar”. Eduardo nesse hora olhou pra mim, sorriu e enfiou o pau gigante de uma vez na buceta da minha esposa. Ela gritou muito alto, ainda que abafado pela piroca que entrava toda em sua boca.

Ficaram revezando, metendo muito forte nela. Ela gemia feito uma cadela. Gritava de tesão. Ela nunca gritou assim comigo antes. Eu, desesperado vendo aquela situação, só percebi depois de muito do meu lado, Camila se tocando com um pepino muito grosso. enfiando na buceta e olhando pra mim. Viajei naquela imagem e quase esqueci que minha mulher estava sendo devorada por 4 caras na sala ao lado. Só lembrei quando ouvi a Luana falar:

– “Não.. não come meu cu, não!! Eu nunca dei e os paus de vocês são enormes!”

Voltei a atenção pro que estava acontecendo e gritei: – “Edu, para com isso! Ela é minha mulher!!”

Camila ouviu o que eu disse e mesmo com um pau atolado na buceta ate o talo e outro na boca, tirou o piru da boca e

falou olhando pra mim: – “Edu, pode arrombar meu cu! Acaba com ele!”

Aquilo foi o golpe de misericórdia pra mim. Assisti eles metendo por horas no cu e na buceta dela. Ela gritando de dor e prazer. Eles batiam na bunda dela e metiam sem dó. Ela gozava, gritava, gemia… por horas isso.

Não me aguentei e percebi que se ficasse assim, iria acabar me matando. Nesse momento olhei pra Camila e falei:

“Termina o que começou. Deixa eu gozar na sua boca.”

Ela já veio e começou a chupar. Tentei comer, mas tinha bebido muito e meu pau não ficava completamente duro. Ela me chupava e eu olhava pra minha mulher toda arreganhada.

No final. Eurico gozou na buceta dela. Marcos gozou no cu. Marcelo gozou no peito. Eduardo mandou ela ajoelhar rente a porta da cozinha e abrir a boca. Ele colocou o pau de novo na boca dela e fodeu ate a garganta. Eu via as lagrimas escorrendo dos olhos da Luana. Ela tossia, babava, cuspia e ele metia. Até que ele gozou. gozou muito. Gozou a boca e a cara dela toda. Nunca tinha visto tanto leite assim na vida.

Gozei na boca da Camila, ela engoliu, abriu a porta e subiu pro quarto.

Eduardo chegou perto de mim e falou: – “Sua esposa é muito gostosa! Desperdício ela estar com você!”

Todos subiram pro quarto e eu sentei do lado da Luana que estava no sofá acabada, toda gozada e aberta.

Eu nem sabia o que falar pra ela me desculpar, mas antes que eu pudesse falar alguma coisa ela falou:

– “Adorei a noite de hoje! Agradece a Camila por mim? Pedi pra ela armar isso tudo. Só quem não sabia era você! Vamos embora?!

6 Replies to “Enfim meus amigos comeram a minha Esposa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *