Meu novo padrasto não resistiu a tentação

Ola pessoal, sou a Jay, vou contar pra vocês como trepei gostoso com meu novo padrasto.

Minha mãe arrumou um namorado novo, e trouxe ele aqui em casa para conhcermos ele. Ele é militar, tem uns 45 anos, moreno, alto, forte, aparente ser um pouco mais velho do que é, seu nome é Santana. Meus irmãos não gostaram muito dele, já eu me dei bem com ele, achei ele uma pessoa legal, ate então não senti maldade nenhuma.

Mas tudo mudou em um dia que saí com a Fernanda dizendo que ia voltar tarde, mas nossos planos deram meio errado e acabei voltando mais cedo pra casa, entrei pelo portão normalmente, subi as escadas pois nós moramos no segundo andar, quando cheguei na porta de casa ou gemidos da minha mãe, ela pedia pra socar nela, então dei a volta e entrei pela porta da cozinha, passei pelo corredor dos quartos e fui bem devagar até a sala e vi minha mãe cavalgando no pau do namorado.

Ela gemia muito, certeza que os vizinhos podiam escutar. Ele chamava ela de gostosa, mandava ela sentar no cacete do macho dela, no final ele pediu pra gozar na buceta dela, mas ela não deixou, saiu de cima dele e pude ver o tamanho do cacete dele, o safado tinha um cacetao grosso, ela mamou ele até ele gozar na boca dela. Eu está muito excitada com aquela cena. Fui pro meu quarto sem fazer barulho e me masturbei pensando no cacete do Santana.

Depois de passado algumas horas saí do meu quarto com um shortinho bem curto que mostrava a beirinha da minha bunda e marcava minha bucetinha, E um top. Fui na sala e estava só o Santana lá, minha mãe estava no banho, cumprimentei o Santana e fingi que ia pegar algo na parte de baixo da estante, me abaixei bem de frente pra ele, dando pra ele uma visão perfeita da minha bunda e da marquinha da minha bucetinha no short. Peguei um dvd qualquer que tinha lá na estante e saí voltando pro meu quarto.

No dia seguinte eu estava com meu namorado em casa vendo filme na sala de noite, durante o filme minha mãe chegou em casa com o Santana, falou com a gente e foram pro quarto, quando o filme acabou fui pro meu quarto com meu namorado, deixei a porta um pouco aberta, e comecei a beijar meu namorado, em instantes estávamos sem roupas, e eu comecei a mamar o cacete dele, depois ele me colocou de quatro e socou o cacete na minha buceta, eu gemia de tesão na pica do meu macho gostoso, mandava ele meter com força, depois sentei na vara dele e gozei no pau dele gemendo bem gostoso. Me levantei, meu namorado sentou na beirada da cama e eu me ajoelhei e comecei a mamar o cacete dele, meu namorado gemia me mandando chupar gostoso seu cacete, enquanto eu mamava ele vi um vulto na porta, em seguida percebi que meu novo padrasto tava ali espiando a gente, oque me deixou com ainda mais tesão. Como meu namorado estava de costas pra porta ele nem viu meu padrasto ali, mas eu vi e não disfarçei, olhei pro meu padrasto com o pau na boca e fazendo cara de safada.

Me levantei e montei no cacete do meu namorado, cavalguei gostoso gemendo e é chupando a orelha do meu namorado, quando ele disse que ia gozar eu falei:” isso amor, goza pra mim, goza dentro da minha bucetinha…” Dei uma olhada pra porta e lá estava meu padrasto assistindo, olhei nos olhos dele enquanto falava: “vai amor, aí delícia, goza, eu adoro sentir uma leitada quente na minha buceta…”. Na mesma hora meu namorado começou a gemer e gozar dentro de mim, eu gemia e fazia cara de safada enquanto sentia sua porra enchendo minha bucetinha.

Em seguida vi meu padrasto indo embora, e eu e meu namorado dormimos. No dia seguinte estávamos todos juntos no cafe da manhã, e eu e meu padrasto agimos como se nada tivesse acontecido na noite passada. E seguimos nosso dia normalmente.

Mais tarde já de noite cheguei da academia estava minha mãe e meu padrasto na sala vendo TV. Fui tomar banho, quando sai do banho passei só de toalha na sala e fui pro meu quarto. Coloquei só calcinha e sutiã ambos vermelhos, a calcinha era bem pequena ficava bem enfiada no meio da minha bunda, abri um pouquinho a porta e fiquei deitada de bruços na cama mexendo no celular.

Depois de um tempo ouvi minha mãe na cozinha esquentando a janta e logo ouvi ela pedindo pro Santana vir me chamar pra jantar.

Senti até um frio na barriga na hora rs. Meu padrasto chegou na porta e me viu ali deitada de bruços só de calcinha e sutiã, percebi que ficou um tempinho ali parado na porta do olhando, eu abri um pouquinho as pernas pra ele ter uma visão melhor na minha buceta marcada na calcinha, ele então falou: “Jay, sua mãe tá chamando pra jantar”… Eu olhei pra trás e disse que já ia. Vesti meu roupão e fui pra cozinha jantar.

Durante o jantar Santana não tirava o olho de mim, e eu dava uns sorrisinhos pra ele pra provocar um pouco. Depois do jantar voltei pro quarto, liguei pra Fernanda e fizemos um gostoso sexo por Telefone, fiquei com tanto tesão, minha buceta estava encharcada. Quando desliguei o telefone pude ouvir minha mãe e meu padrasto transando, me levantei e fui até a porta do quarto pra tentar ver alguma coisa mas a porta estava trancada então fiquei ali só ouvindo e me masturbando imaginando a cena, no final minha mãe novamente não deixou ele gozar dentro dela mesmo ele pedindo tanto. Não sei como ela conseguia negar isso. Então voltei pro meu quarto, fiquei mexendo no celular e depois de um tempo ouvi alguém indo na cozinha. Coloquei minha calcinha e meu sutiã vermelhos e fui até a porta do quarto da minha mãe e vi ela dormindo, fechei a porta e corri pra cozinha.

Cheguei na cozinha meu padrasto está só de samba canção bebendo um copo d’água. Disse oi pra ele e peguei um copo e fui pegar água na geladeira, ele não parava de olhar pra mim, seu cacete tava começando a crescer dentro da cueca, aí eu falei: “pelo visto tá gostando do que tá vendo né padrasto?” Ele virou de costas pra mim e pediu desculpas, eu só ri. Ele colocou o copo na pia, eu fui até ele o abracei por trás em seguida me coloquei de frente pra ele, ficando entre ele e a pia da cozinha. Falei: “padrasto vou ser bem direta, tô com tesão, quero que você goze dentro da minha buceta”. O coroa ficou sem ação e disse: “não brinca comigo garota, tenho idade pra ser seu pai, e sua mãe tá ali no quarto”. Eu agarrei o pau dele por cima da cueca e disse: “esquece a mamãe, e da leitinho pra mim, sei que você tá doido pra colocar sua porra numa buceta, e a minha bucetinha ta doidinha pra ganhar leitinho”. O pau dele já tava duro como pedra, e antes dele falar qualquer coisa eu me abaixei e abaixei a samba canção dele e metia seu cacete na minha boca.

Santana: puta que pariu, que boquinha gostosa. Você é louquinha hein garota.

E eu continuei mamando seu cacete delicioso, 20cm de cacete grosso, me deixava louca pra senti-lo dentro de mim. Logo me levantei sentei em cima da pia e abri minhas pernas e disse: “vem gostoso, enfia esse pirocao na minha buceta “.

Ele puxou minha calcinha pro lado e foi me penetrando bem devagar, aos poucos ele foi abrindo e preenchendo minha bucetinha com seu cacete.

Eu: vai pirocudo me fode, me come com vontade.

Ele começou a meter com força bem gostoso, eu me segurava pra não gemer com aquela pirocona entrando em mim. Ele colocou meus peitos pra fora do sutiã e começou a chupa-los enquanto socava o cacete na minha bucetinha. Isso me deu tesão demais e gozei gostoso, adorei gozar com o cacete dele me fudendo.

Eu: que gostoso padrasto. Seu safado me fez gozar gostoso. Agora sua vez de gozar pra mim.

Santana: você é muito gostosa Jay, eu vou gozar, você vai deixar gozar na sua bucetinha gostosa hein?

Eu: vou sim padrasto, me enche de porra vai, bota leitinho quente na minha ppk.

O safado gemeu alto enquanto gozava dentro da minha buceta, seu corpo tremia e seu pau pulsava dentro da minha buceta, sentia sua porra quente na minha buceta e gozei de novo.

Santana: caralho, que gostoso, porra Jay quero que você seja a minha mulher, foi a melhor trepada que já tive.

Eu: safado, também adorei, não serei sua mulher, mas podemos fuder mais vezes rs.

Ele tirou seu cacete de dentro de mim e ficou o olhando a porra escorrer de dentro dela. Depois me deu um beijo e voltou pro quarto da mamãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *