Minha mãe é muito gostosa

Olá Meu nome é Gustavo e hoje vou contar a minha história para vocês de como comecei a sentir grandes atrações pela minha própria mãe. Demorei leio contos a este respeito aqui na página e hoje decidi contar minha própria história. Todos os fatos que vou relatar, são verdadeiros.

LibidGel

Como já disse meu nome é Gustavo, hoje tenho 20 anos, sou branco, magro, alto. Meu corpo é definido, não sou bombado, mas tenho um corpo bem legal. Não sou dotado, mas tenho um pinto de 18cm, mediano na expresura e bem veiudo. Confesso que meu corpo e meu pinto fazem sucesso entre as garotas.

Aumento Peniano

Minha mãe é uma mulher totalmente esbelta. Hoje ela está com 36 anos, mas vou falar uma coisa, ela coloca muita novinha no bolso. Ela é loira, alta, corpo definido de academia, ela se preocupar bastante com sua aparência, vive maquiada e sempre atraente. Em torno de 6 anos atrás ela colocou silicone nos peitos, isso a deixou muito mais gostosa que já era. É raro ela passar por um homem na rua e o cara não olhar ou mexer com ela. Por diversas vezes vi alguém dizer que era impulsivel ela ter a idade que dizia ter. A maioria não acredita, dizem que ela parece ter no máximo uns 28 anos.

Como já disse antes, hoje ela tem 36 anos. Ela se engravidou de mim, com apenas 15 anos de idade. Segundo ela e meus avós, que são bem controlados financeiramente, quando ela tinha 15 anos, viajaram para uma praia em Itanhaém e lá ela conheceu um rapaz e viveu algumas emoções amorosas com ele, durante suas férias. Algum tempo depois que voltaram das férias minha mãe descobriu que estava grávida. Ela conta que foi um susto enorme e que de imediato meus avós não aceitaram. Mas com o tempo, foram aceitando e quando nasci ajudaram a me criar.

Ela diz que no início tentou procurar meu pai, mas não teria nenhuma informação a seu respeito e até mesmo a internet naquela época era bem precária. Então com a ajuda de meus avós, ela foi me criando e nunca mais procurou meu pai.

Meu avô é empresário e advogado. Minha mãe seguiu seus passos e também se formou para advogada. Por isso eu disse que ela se preocupa muito com a aparência. Ela anda sempre bem vestida e maquiada.

Bom, vamos a história em si. Nessa época que vou relatar eu estava com 17 anos e minha mãe com 33 anos.

Confesso que até essa idade eu nunca havia olhado para ela com outros olhos, apenas aquele amor de filho com mãe. Mas confesso que eu sempre evitei levar algum amigo lá em casa quando ela estivesse lá. Sempre tinha aqueles comentários maldosos, que sempre eram espalhados. Uma vez um garoto do colégio foi até minha casa, para fazermos um trabalho. Ele viu minha mãe e teve a cara de pau de dizer:

– Nossa mano, sua mãe é muito gostosa. Eu com uma mãe dessas, batia várias punhetas para ela.

Fiquei muito chateado com esse comentário e nunca mais ele voltou lá em casa.

Nessa época morávamos só nos dois em uma casa confortável. Me lembro que minha mãe teve apenas dois relacionamentos sérios, um de 5 anos e o outro de 6 anos. Mas nunca se casou. Na época que vou relatar, ela estava solteira a aproximadamente 2 anos. É óbvio que ela tinha seus rolinhos, mas sempre era muito discreta.

Estava com meus 17 anos, nessa idade os hormônios estão a flor da pele. Nunca tinha namorado sério, apenas uns contatinhos para transar e nada mais. Estava conversando com uma garota pelo whatsapp e ela me mandou alguns nudes, era uma menina de 16 anos. Em seguida me pediu nudes também. Fui até a câmera de meu celular e tirei algumas fotos do meu pinto duro, selecionei as 3 fotos e enviei. Mas aí começou o problema. Me confundi e errei o contato, sem querer acabei mandando as fotos para minha mãe. Naquela época não tinha como apagar para todos, as fotos enviadas. Em seguida, pedi desculpa e falei que tinha mandado errado. Fiquei com muita vergonha.

Alguns minutos depois, ela me manda:

– O que é isso filho?

Minha cara estava no chão e mais uma vez me desculpei, tentando explicar o erro. Ela manda três carinhas de risadinha e diz:

– Parabéns filho! Muito bonito!

Fiquei sem reação, não sabia se ela estava sendo irônica ou se era um elogio. Mandei três pontos de interrogação para ela. Em seguida ela responde:

– Esquece isso! Foi só um elogio.

Não tive coragem de responder mais nada, e passei o resto da tarde pensando naquilo. Passava mil coisas na minha cabeça. Logo a noite, após bom trabalho, ela sempre colocava uma roupa de academia e seguia para academia ou iria correr em uma praça aqui perto de casa. Naquele dia não foi diferente, ela fez o que sempre fazia, voltando poucas horas depois. Quando ela retornou e tomou seu banho, fui conversar com ela. Tentar me desculpar mais uma vez, ainda estava morrendo de vergonha:

– Mãe, desculpa por hoje, mandei errado!

Ela sorri e diz:

– Tudo bem meu filho. Sei que não fez por mal. Já tive sua idade, sei como são os hormônios. Mas só toma cuidado com quem você manda esse tipo de foto, porque pode parar em mãos erradas.

Fiquei um pouco surpreso pela sua resposta. Mas bem aliviado. Os dias foram se passando, e eu ainda pensava naquela mensagem que ela tinha me enviado. Será que ela realmente gostou? Será que ela toparia algo comigo? Comecei então a pesquisar sobre o assunto e vi diversos casos relatados de tal assunto. Confesso que eu começava a sentir atração por ela. Era algo inusitado e perigoso, mas aquela sensação de proíbido me exitava muito.

Um certo dia, eu precisava pagar um boleto da conta do meu telefone e pedi para que ela pagasse para mim. Ela estava revisando um caso de um cliente pelo notebook e me entregou seu telefone, aberto no app do banco e disse que eu mesmo poderia pagar. Após eu pagar o boleto, percebo que ela estava distraída e comecei a mexer em seu telefone. Fui até a galeria e estavam as minhas três fotos lá. Passou mil coisas na minha cabeça na hora. Porque ela não apagou? Será que esqueceu? Será que queria ficar olhando?

Não sabia o motivo, mas as fotos estavam lá. Isso só aumentava o meu tesão proíbido. Então deixei o telefone em uma das fotos da galeria e bloquei. Assim que ela desbloqueasse o telefone, já apareceria a foto e assim ela saberia que eu sabia da existência das fotos em sua galeria. Passou alguns dias e ela não demonstrava nem um tipo de interesse. Mas também, era pedir muito, né. Uma mãe demostrar interesse pelo filho. Já estava ficando maluco com aquelas paranóias da minha cabeça.

Passou alguns dias, era um domingo muito quente e ensolarado. Temos uma pequena piscina no fundo de casa. Como era de costume ela diz que vai aproveitar o sol para realçar suas marquinhas. Isso era normal ela fazer, mas desta vez era diferente, não queria perder nem um segundo para olhar e desejar aquele corpo maravilhoso só de biquíni.

Me lembro que ela passou bronzeador na parte da frente do seu corpo e se deitou em uma tolha. Fui até a piscina e entrei na água, logo depois fiquei na borda da piscina, puxando algum assunto e observando aquele corpo maravilhoso. Era lindo demais.

Algum tempo depois ela se levanta e começa a passar na parte de trás do seu corpo, começando pelas pernas e bunda. Até que ela me pede para passar em suas costas. Opa, fui correndo. Ela se deitou de bruços deixando sua bunda toda empinada para mim. Me ajoelhei do seu lado e comecei a passar o bronzeador em suas costas e braços. Fui fazendo leves movimentos massageador e descendo cada vez mais próximo a sua bunda. Após isso, fui até suas pernas, lisas, grossas e gostosas e comecei a passar o bronzeador.

Após ter passado pelas duas pernas, fui subindo até sua bunda, e lentamente coloquei a mão sobre uma de suas nádegas e lentamente comecei a espalhar o bronzeador. Por incrível que pareça ela não se impôs em nada e deixou eu passar a vontade. É claro que eu já estava tirando uma casquinha, e alisando sua bunda. Me lembro que uma certa hora, desci um pouco meus dedos entre suas pernas e acabei encostando na sua bucetinha. Nessa hora ela deu um meio pulinho com uma das pernas e disse:

– Já tá bom filho! Obrigada!

Nessa hora estava tão consentrado na bunda dela que nem percebi que tive uma ereção. Olhei pra minha mãe e ela estava olhando para mim e o volume da minha sunga. Ela não disse nada, mas vi que ela ficou olhando meu volume. Lentamente me levantei e voltei para a piscina e ficamos conversando por mais um tempo. Confesso que nem conseguia me consentrar em nossa conversa, só conseguia pensar e focar naquele corpo maravilhoso.

Ela ficou lá por quase uma hora. Após isso ela se levanta e entra na piscina. Ela ficou sentada na escada por alguns minutos e depois entrou completamente. Ela da um mergulho e vem até mim. Quando ela chega próximo a mim, estava observando todos os detalhes do seu corpo sobre a água e ela observou isso. Nessa hora eu já estava com ereção novamente. Ela da outro mergulho, voltando para a escada. Quando chega até a escada ela se apoia sobre os degraus e de costas para mim, fica com a bunda toda empinada para meu lado. Fiquei parado, simplesmente olhando aquela obra prima.

Após algum tempinho ela saí da piscina e diz que vai tomar banho. Saio logo em seguida e vou para o banheiro social, tomar meu banho. Não resisti e bati uma deliciosa punheta pensando naquele delicioso corpo.

Os dias passaram e eu não conseguia mais nenhuma brecha para tentar algo com ela. Na semana seguinte, no sábado ela diz que vai a uma festa com suas amigas. Aproveitei que iria ficar sozinho a noite e chamei uma garota para vir em casa, para transarmos, pois estava precisando muito. Aquela loucura toda estava me deixando maluco de tesão. Por volta de 8 da noite minha mãe saiu e logo a garota chegou.

Sem perder muito tempo fomos para o quarto e logo transamos. Ela era bonitinha e bem gostosinha. Mas confesso que o tempo todo eu pensava na minha mãe e em seu corpo. Estava obsecado por ela, era incontrolável.

Depois que nós transamos a garota foi embora. E como eu estava sozinho deitei de cueca no sofá para assistir televisão. E acabei dormindo. Só acordei quando minha mãe chegou, por volta de uma hora da manhã. Ela não tinha o hábito de beber, mas desta vez percebo que ela estava bem alterada.

Conversamos por alguns segundos e ela me diz que iria fazer um lanche para comer, pois estava com fome. Eu disse que a ajudaria e então fomos para a cozinha. Me lembro que ela estava com um vestido preto bem coladinho e curto.

Ela estava bem alterada e não sei o motivo, estava alegre. Fui preparar o lanche para ela, enquanto isso ela ficou escorada na bancada da cozinha. Estava próximo a mesa, preparando o lanche, quando ela me abraçou por trás, colocando a mão em meu peitoral e disse:

– Obrigada meu filho, por cuidar de mim

Meu coração quase saiu pela boca, aquela forma que ela disse e me pegou, me deixou de pernas bambas. Nessa hora meu amigão de baixo começou a dar um sinal de vida. Fiquei muito confuso na hora, pois seria minha oportunidade de tentar algo, mas por outro lado, não queria fazer nada com ela bêbada. Continuei a preparar o seu lanche.

Logo em seguida me virei e ela estava de costas, mechendo no celular na bancada. No impulso de impolgacao, cheguei meu corpo encostando no dela por trás e entreguei o seu lanche, colocando sobre a bancada. Nessa hora senti que meu pinto já duro encostou na sua bunda. Ela rapidamente sem que eu esperasse isso, levou a mão para trás, apertou meu pinto e disse:

– O que é isso, filho!

Automaticamente dei um pulo para trás, confesso que me assustei bastante. Após ter dado esse pulo para trás, ela sem me dar tempo de responder algo e já virada de frente para mim diz:

– Você me acha gostosa?

Fiquei sem reação, ela chega mais próximo de mim, se vira de costas, levanta seu vestido, deixando sua bunda de fora e me dando visão do lindo fio dental vermelho que ela usava. Então nela diz:

– Não precisa ter vergonha. Pode falar. Eu sei que aquele dia, você ficou excitado na piscina.

Naquela hora já não estava preocupado com mais nada. Peguei minhas duas mãos e apertei bem forte as duas nádegas dela. Em seguida cheguei próximo ao seu ouvido e disse:

– Você é uma delícia!

Ela se vira de frente para mim, sorri e diz:

– Que bom saber!

Nessa hora, ela volta a colocar a mão no meu pinto, sobre a cueca, nessa hora ele já estava tão duro, que acha que iria rasgar a cueca. Ela faz algumas massagens nele, por cima da cueca e sem que eu esperasse, abaixa minha cueca de uma vez, fazendo meu pinto saltar para fora da cueca. Me assustei um pouco. Em questão de segundo, ela se ajoelha no chão, segura firme pela base e começa a chupar. Após alguns segundo com ele na boca, ela diz:

– Nossa é bem mais gostoso pessoalmente, que na foto!

E volta a chupar novamente com muita vontade. Vou ser sincero, já tinha recebido vários boquetes, mas nenhum se compara aquele. Ela sabia perfeitamente o que estava fazendo, chupava com vontade, engolia, batia na cara. Sabia que não aguentaria muito tempo aquela boca deliciosa, então tentei levantar seu corpo, para que pudesse fazer outras coisas. Mas ela me olha e diz:

– Não vai rolar mais nada! Você vai se contentar só com isso aqui!

E cai de boca novamente. Chupava feito louca ajoelhada no chão, meu tesão estava nas alturas. Após uns 5 minutos, já não aguentava mais e acabei soltando vários jatos de porra na boca dela. Ela cuidadosamente foi chupando lentamente e engolindo até a última gota. Que delícia foi aquilo. Quando ela terminou, se levantou me olhou e disse:

– Esse vai ser nosso segredinho. Isso nunca aconteceu!

Claro que concordei. Fui até o banheiro e tomei um banho gelado. Quando terminei ela já tinha ido para o quarto. Fui até a varanda e percebo que o chuveiro da suite estava ligado. Estava muito louco que peguei um banco alto e coloquei na janela e comecei a espiar, como sabia que não tinha box na suite, ficaria mais fácil ver ela tomar banho. E que cena mais linda. Ela passava o sabonete pelo corpo, fazendo-o deslizar. Alguns segundos depois, ela começa a mexer em sua bucetinha e a se masturbar. Ela se contorcia debaixo do chuveiro. Naquele momento eu tive a certeza que ela também sentia tesão por mim. Algum tempo depois, acho que ela teve um orgasmo. Ela desliga o chuveiro e eu corro, para que ela não me vice.

Pensei por diversas vezes bater na porta e pedir para entrar, mas fiquei com medo dela achar ruim e eu estragar tudo. Deixei queto e fui para meu quarto. Demorei bastante tempo para dormir novamente, pensando naquela loucura.

Na manhã seguinte quando acordei ela estava arrumando a mesa do café. Assim que me aproximei ela disse:

– Filho, senta aí, precisamos conversar. O que aconteceu ontem, não poderia jamais ter acontecido ou acontecer novamente. Bebi um pouco a mais e passei dos meus limite.

Naquela hora percebi que tinha que fazer algo, ou jamais teria outra oportunidade de ter alguma coisa com ela. Eu já estava fora de mim, não conseguia medir minhas conseguencias. Olhei bem nos olhos dela e disse:

– Porque não? Se temos atração um pelo outro, nada impede a gente, como você mesma disse, é nosso segredinho e ninguém precisa saber.

Ela diz:

– Você tá doido, sou sua mãe!

Ainda olhando fixamente em seus olhos, disse:

– Normal! Vi diversos casos na internet sobre o assunto.

Ela assustada diz

– O que? Você pesquisou sobre isso na internet?

Tava era me complicando cada vez mais. Mas precisava falar:

– Vou te confessar uma coisa. De uns tempos para cá, fiquei louco por você! Perdi completamente a noção do perigo ou qualquer outra coisa.

Nessa hora ela fazia uma cara de assustada e pasma, ficou sem fala por alguns segundos. Logo ela se levanta e diz:

– Estamos conversados, essa história termina aqui!

Sabia que era da boca pra fora, sabia que tinha conseguido de alguma forma, mexer com ela.

Mais tarde naquele dia, fomos para um churrasco na casa de meus avós, voltamos no começo da noite. Logo que chegamos tomamos um banho e ficamos no sofá assistindo tv. Me lembro que ela estava com um baby Doll molinho, que destacava todas as curvas do seu corpo. Só de vê-la assim, estava me deixando louco. Por volta de dez e meia da noite, ela diz que vai dormir. Se despede e sai.

Estava todo maluco de tesão, poucos minutos depois, bato na porta de seu quarto, perguntando se poderia entrar. Ela autorizou e eu entrei. Ela estava deitada descoberta, com o mesmo baby Doll que estava na sala. Assim, que eu entro, ela pergunta:

– O que foi?

Fui caminhando em sua direção, sentei na cama ao seu lado e invento uma história que queria entrar para a natação. Ela diz:

– Nossa! A gente estava na sala e você não disse nada e agora vem até aqui para falar isso?

Nessa hora eu precisava agir rápido, então olhei para ela e disse:

– Sabe o que é? Estou cada dia mais louco. Não consigo mais me controlar, preciso fazer uma coisa!

Ela assustada diz:

– Fazer o que? Do que você tá falando?

Sem dizer mais nenhuma palavra, rapidamente cheguei meu rosto próximo ao dela e comecei a beija-la. De imediato ela tentou virar o rosto, mas ensisti e continue o beijo, que aos poucos ela foi se entregando, e cada vez ficando mais gostoso. Em seguida continuando a beija-la, levei minha mão em sua buceta ainda com o baby Doll e comecei a massagear. Ela foi se entregando aos poucos e dando lugar a leves gemidos de prazer. Após alguns minutos ela para o beijo, me olha nos olhos e diz:

– Você tem noção do tamanho da loucura que estamos fazendo?

Dei um leve sorriso e disse:

– Tudo que é proibido é mais gostoso. Eu sei que você também quer isso. Tô errado?

Ela da uma risadinha safada e diz:

– O pior que você tá certo! Por mais loucura que seja, depois daquelas fotos, comecei a te desejar.

Após essa fala dela, começamos na se beijar loucamente, com muita intensidade. Alguns segundos depois, ela me virou na cama, sentando por cima de mim, e tirou a blusinha, deixando aqueles dois peitos lindos e duros na minha frente. Seguro eles bem forte e começo a passar minha língua sobre os bicos. Ela joga seu corpo sobre o meu e volta a me beijar. Sentia meu pinto pulsar sobre a bucetinha dela.

Após um tempo ela se abaixa lentamente, esfregando os peitos sobre minha barriga, e bem rápido, tira meu short e cueca. Meu pinto saltou para fora bem rapidamente. Ela segura pela base e me olhando bem safada, começa a passar a língua sobre ele, sobre a cabeça e lentamente começa a colocá-lo na boca. Ela começa a chupar bem gostoso, me fazendo gemer.

Após um tempo eu queria desfrutar daquele corpo maravilhoso, então a puxo pelo braço, colocando-a deitada na cama. Volto próximo ao seu rosto e começo a beija-la novamente. Então vou descendo devagar chupando seus peitos, depois sua barriga, por fim tiro seu shortinho. Ela estava sem calcinha. Fui até suas pernas e abro elas um pouco, em seguida passo minha mão na sua bucetinha. E tava ensopada, sentia ela babar nos meus dedos.

Então caí de boca e comecei a chupar aquela bucetinha maravilhosa e molhadinha. Ela gemia muito gostoso segurando minha cabeça. Fiquei por um bom tempo chupando ela. Até que em determinado momento ela com voz de tesão diz:

– Chega, você tá me deixando louca! Vem me fuder logo. Vem!

Me subiu um tesão louco, ouvi-la pedir daquela forma. Então subi meu corpo um pouco, e posicionei meu pinto na portinha e bem devagar comecei a colocar para dentro. Estava tão molhada que entrou com muita facilidade. Então comecei a fuder bem forte, fazendo-a gemer alto. Ela se contorcia na cama.

Ficamos nessa posição um bom tempo, até que eu me deito do seu lado e peço para que ela sente. E assim fizemos. Meu Deus o que era àquilo? Ela rebolava e cavalgava feito louca. Me enchia de prazer vendo ela cavalgar na minha pica.

Após um tempo, ela se vira de costas para mim e continua a calvagar no meu pinto. Mas desta vez eu tinha uma linda visão da sua bunda, seu cuzinho e sua bucetinha engolindo meu pinto.

Ficamos assim por um tempo, já não aguentava mais segurar para gozar, mas não queria parar, estava muito bom. Peço para que ela fique de quatro e assim fizemos. Ela ficou de quatro e se arreganhou todinha para mim, que sem perder muito tempo, começou a fude-la bem forte. Nessa hora percebo que o tesão dela aumentou muito e ela aos gemidos me pedia para bater em sua bunda e puxar seu cabelo. Ainda gemendo alto e forte me dizia:

– Isso! Fode! Fode a bucetinha da sua mãe! Fode gostoso!

Estava quase louco com essas suas falas. E continuei a meter bem forte e frenético, até que ela dá um gemido mais forte e aperta o travesseiro. Continuei a penetração por um tempo, até que ela puxa o seu corpo para frente, fazendo meu pinto sair da sua bucetinha e rapidamente se vira para mim, caído de boca novamente. Ela começa a chupar bem rápido e gostoso. Alguns minutos se passaram, ela olha para cima em minha direção, tira um pouco meu pinto da boca e diz:

– Da leitinho quentinho pra mim! Da? Mamãe adorou seu leitinho!

Naquele momento percebi o quanto ela era safada. Ela se volta a chupar e não demorou muito gozei muito farto na boca dela. Como da última vez ela secou até a última gota.

Estava todo trêmulo e sem forças, me deitei na cama. Em seguida ela se deitou do meu lado, colocou uma das pernas por cima das minhas pernas, se deitou no meu peito e ficamos trocando carícias por um tempo, até que pegamos no sono e dormimos juntinhos e pelados.

Na manhã seguinte quando acordamos, olhei para aquela mulher maravilhosa e não aguentei, transamos muito pela manhã. Ela estava mais liberal e safada que na noite passada. Foi maravilhoso.

Pessoal, espero que tenha gostado. Em breve vou continuar a história. Peço desculpas se o texto ficou um pouco longo, mas queria contar essa primeira parte de uma vez só.

2 Replies to “Minha mãe é muito gostosa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *