Surpresa recheada em nossa casa

Estou aqui de novo para relatar mais uma aventura. Era 6a feira e eu teria bastante coisa no trabalho. Minha esposa me deixou na empresa e ficou com o carro, pois eu sairia um pouco mais tarde. Nos falamos normalmente durante o dia. Fim de tarde, já em casa, ela pediu para avisá-la quando estivesse saindo da empresa; iria de uber. Assim fiz, mandei uma mensagem e ela logo respondeu:
– Legal amor. Tenho uma surpresa para você! Manda mensagem quando chegar!
Cheguei em casa cerca de meia hora depois e assim fiz. Ela respondeu animada:

– eba! Sobe logo, e quando chegar na porta fecha os olhos e faz o que eu mandar!
Fiquei super animado, imaginando alguma brincadeira nossa. Cheguei, toquei a campainha e não quis estragar a surpresa, fechando meus olhos. Ela abriu a porta toda animada, falando para obedecer. De imediato me passou uma venda, fechou a porta e arrancou toda minha roupa. Meu pau ja estava duríssimo. Ela me guiou até o centro da sala em nosso confortável tapete e me deitou de barriga para cima. Meu coração estava disparado. Sinto movimento perto do meu rosto. Mas sem barulhos.

Ela então tira minha venda de sopetão:
– Supresa! Sua buceta está cheinha para você!
Olho para cima, ela estava ajoelhada em cima de minha boca. Vestia uma calcinha preta, que estava literalmente lambuzada, começando a escorrer através do pano. E não parou por aí, aquele amigo do conto de Campos do Jordão estava de pé, de pau duro e ela o masturbando. Ela riu e perguntou:
– Gostou da surpresa meu delicia? Então puxa essa calcinha para o lado e me limpa toda que tem muuuuito goso ai!

Já estava alucinado de tesão. Ele me cumprimentou ali de cima enquanto ela já chupava o pau dele. Coloquei a lingua para fora e puxei a calcinha dela para o lado. Simplesmente quase me afoguei; um rio de gosos escorreu de sua buceta aberta e usadinha em minha boca. Me recompuz do susto e comecei a chupá-la com muito tesão. Ela logo começou a gemer e ficamos nisso com ela chupando e sendo chupada até que a fiz gosar. De imediato o amigo começou a gosar também, direcionando os

jatos para boca e seios dela. Não sei de onde ele consegue fabricar tanta porra, pois ela levou outro banho. Assim que se recompôs, ela se levantou e perguntou se gostei da surpresa. Dei risada e disse que sim. Nisso ela já me levantou, e me puxou contra seus seios alagados, me fazendo chupá-los, que obviamente fiz com muito tesão! Quando viu que estava limpinha, me beijou dividindo com ela os sabores do sexo. Me jogou no sofá, falou para ele pegar a câmera e nos filmar e já montou no meu pau. Sentir sua buceta usada, laceada, toda inchada, melada e pulsando; quase gosei no mesmo segundo. Tive me segurar. Ela riu e disse:

– Não vai aguentar né! Se eu me mexer você vai gosar né!!
Dei risada e falei que com toda aquela surpresa e tesão, o que ela queria? Esse amigo é tão tezudo nela que já estava de pau duro de novo. Ela percebeu e não perdeu tempo. Saiu de cima de mim, falou para ele me passar a câmera enquanto se deitava no sofá com as pernas abertas, se oferecendo para ser devorada. Aqueles lábios todo abertos e lambuzados foram o convite. Ele encostou o pau e a penetrou. Começou a socar com força enquanto eu filmava atrás deles. Ele percebeu e começou a tirar e por seu cacete de forma que pusse capturar a xota dela toda aberta e inchada. Tirava e colocava até o fundo. Fez isso algumas vezes e voltou a carga. Ela gemia muito gostoso até pedir para ele pegá-la de quatro. Mudaram a posição e ele a penetrou.

Socava num ritmo forte enquanto dava palmadas estaladas em suas ancas, ao passo que ela gemia de forma compulsiva, com a voz rouca. após muitos tapas e não sei quantos orgasmos dela, mudaram de posição novamente. Ela deitou ele, segurou seu pau, e de frente para mim sentou no caralho dele. Estava tão safada que ele nem precisou se mexer, ela movimentava seu quadril subindo e descendo com força no cacete dele. A pegada era tanta, que os dois começaram a suar. E olha que ela não é uma mulher de suar com facilidade. Até que ela socou até o fundo e começou a rebolar no pau dele bem devagar enquanto me olhava com carinha de putinha:
– Quer essa buceta? Vem me devorar junto com ele, vem! Mas filma direitinho que nós vamos fuder os três assistindo esse filme!
Vibrei! Me coloquei no meio de suas pernas encostei meu pau em sua racha e fui forçando. Que tesão!!!! Ela estava tão melada e laceada, que sem esforço a cabeça do

meu pau já conseguiu entrar e foi deslizando. Fiz isso bem devagar sentindo a buceta dela pulsando bem como o pau dele em baixo do meu. Quando chegou no fundo parei. O saco dele encostava no meu e a buceta dela latejava. Puta merda! Que loucura isso. Não deu tempo de curtir muito essa deliciosa sensação pois fui recobrado à realidade com ela nos ordenando a socar. Começamos devagar e muito rapidamente aumentamos o ritmo. Ela gosava freneticamente, que sel mel, mais o que ainda havia depositado lá, escorriam lambuzando tudo. Eu estava com tanto tezão, além de não ter gosado ainda que não aguentei e logo explodiu num goso espetacular. Aquele que você sente que está jorrando muita porra. Quando finalmente meus jatos pararam, foi minha vez de sacanear. Primeiro fui tirando meu pau melado bem devagar para poder filmar aquela linda cena. E em seguida já enfiei meu pau na boca dela. Mas se eu achava que ia “sacanear”, me enganei. Ela sentada no pau dele, me abocanhou e me chupou gostoso até meu pau ficar brilhando. Mas foi ela quem resolveu sacanear. Levantou colocando a mao na xota fechando a buceta, e num movimento jogou-a em cima da boca dele. Mas o rapaz não teve

frescura, antes dela tirar a mão a língua dele já estava à postos. Que loucura ver aquele fio grosso de porra começar a escorrer da xota dela, que nesta posição ficava bem aberta e com os lábis bem separados. Ficou espetacular isso no filme. Ele passava a língua enquanto ia escorrendo, e quando começou a cessar, ele enfiou a língua com vontade em sua racha e passava a língua por toda sua buceta num tesão louco. Quando se deu por satisfeita, ela se virou para mim no melhor estilo safada:
– Fala como você quer filmar ele me comendo agora meu corninho, e onde você quer que ele gose para você me limpar!
Loucura!!!!
Pedi para ela ficar de quatro e me coloquei por baixo atrás dos dois. Ele encostou o pau e foi enfiando. Verdadeiro filme pornô, que o pau vai entrando e a buceta vai abrindo, mostrando toda a racha, o clitóris e a uretra. E o melhor, conforme ele começou a socar, começava a escorrer pela racha dela, e quando chegava no clitória, formava aquela gotinha que ia ganhando corpo até cair no chão. Ele socava alucinado e assim ficou por um bom tempo. Afinal já tinha gosado duas vezes. E continuou socando com força, dando tapas na bunda dela, e eu ali atrás filmando em êxtase. Finalmente ele não se aguentou. Quando ia gosar, puxou o pau, deixou só a cabeça enfiada, e começou a se masturbar e gosar. Os dois gemiam deliciosamente. Quando ele tirou falei para ela ficar naquela posição. Dá para imaginar o que eu vi

nê! Nisso a porra dele começa a escorrer. Não me aguento e caiu de boca naquela buceta usada e começo a passar a língua e saboreá-la enquanto ela continua vertendo. Sentir sua mulher desse jeito, com a buceta inchada, latejando e escorrendo, não tem preço. Só que faz sabe! Eu passava a língua, chupava e mordia, mas sem deixar de filmar tudo por um ótimo ângulo. Então pedi para ela colocar a calcinha para o resto escorrer nela para guardar de lembrança. Fizemos uma pausa para um drink e um bom papo e deopis mais sexo delicioso e safado, revezando de tudo quanto foi jeito. E isso durou a noite toda! Isso nos rendeu muitos orgamos deliciosos bem como boas horas de filme de minha putinha sendo devorada, laceada, recheada e ele e eu nos esbaldando em sua xota alagada! De pau duro só de lembrar dessa noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.