Chifrei o meu marido fazendo orgia deliciosa

Durante a semana eu levava e menino ao parque que ficava perto de casa e fiz amizade com várias mulheres que também levavam os filhos ao parque. Um dia combinamos de fazer os maridos cuidarem dos filhos por uma noite e nós poderíamos sair só as mulheres para se divertir.
Eu falei com o Marcos e ele falou para eu me divertir, no dia marcado fomos nós 4 mulheres para Roppongi, um bairro famoso de Tóquio onde a vida noturna é bem agitada. Só eu era descendente as outras eram japonesas.

Aumento Peniano


Em Roppongi primeiro fomos a um barzinho, por volta das 21 horas saímos do barzinho e duas delas falaram que iam embora, eu e a outra falamos que ainda era cedo mas elas foram embora e eu e a outra ficamos e fomos a uma danceteria. Estávamos dançando e quando percebi um grupo de rapazes estavam dançando bem perto de nós e eles começaram a puxar conversa e nós duas conversamos com eles, eu cansei um pouco e fomos para um canto e os rapazes vieram conosco, eu pedi um coquetel e estava bebendo e conversando com 3 deles, a minha amiga estava conversando com 2 deles. Eles falaram que estavam no time de rugby da faculdade e

que como não tinha mais jogos eles estavam se divertindo um pouco e que 4 deles moravam no alojamento da faculdade e que um deles era filhinho de papai e que morava sozinho em um apartamento. Eu e a minha amiga estávamos um pouco alta por causa da bebida e um deles falou para irmos a um local mais calmo, a minha amiga falou que se eles nos levassem até perto de casa nós poderíamos ir com eles. A maioria deles não bebia bebida alcoólica e o burguesinho falou que eles estavam numa perua van e que depois nos deixariam perto de nossas casas. Saímos da danceteria e estávamos decidindo onde íamos e eu falei que poderíamos ir no apartamento do burguesinho e a minha amiga concordou e fomos para lá. No caminho compramos bebidas e aperitivos. No apartamento bebi mais um pouco e um deles falou para jogarmos o jogo do rei.

No Japão é normal ser jogado por adultos e muitas vezes tem ordens com teor sexual. É jogando da seguinte forma.
Se sorteia o rei e o número de cada participante e o rei fala para um número fazer uma coisa ou o número 1 faz isso no número 4. A ordem do rei tem que obedecer. Como o rei e o número é sorteada em cada rodada não dá para saber quem é quem o rei não sabe o seu número até ele dar a ordem.
Começamos a jogar e nas 3 primeiras rodadas os rapazes foram os reis e mandavam fazer coisas normais, na quarta rodada eu fui o rei ou melhor a rainha e mandei o número 2 tirar uma peça de roupa e o 2 era a minha amiga, ela tirou a blusa ficando de sutiã. Os rapazes ficaram empolgados a o próximo foi um dos rapazes, ele mandou o 5 e o 2 se beijarem na boca e os números eram dos rapazes, os dois não queriam cumprir a ordem e eu e a minha amiga falamos que íamos embora e o 5

falou que se eles se beijassem eles poderiam pedir qualquer coisa que todos teriam que cumprir, todos nós concordarmos e eles trocaram o beijo. O próximo também foi um deles e este pediu, 6 beija o pescoço e acaricia o peito do 1. Eu era o 1 e o 6 um dos rapazes, ele beijou o meu pescoço e acariciou o meu seio por cima da roupa, um dos meus pontos fracos é o pescoço e eu fiquei arrepiada e excitada. O próximo foi a minha amiga e ela pediu, o 4 tira a roupa ficando só com as peças íntimas e foi um dos rapazes, ele estava de pau duro e ficou sem graça quando tirou a roupa. O próximo rei foi eu e eu pedi, o 7 beija e deixa o 4 nú ou nua. Os rapazes ficaram empolgados e preocupados pois poderia ser dois deles, o 7 era a minha amiga e o 4 era eu!

Eu nunca tinha beijado outra mulher e fiquei sem graça, ela veio perto de mim e colou os seus lábios nos meus e depois beijou o meu pescoço e colocou as mãos dentro da minha blusa e soltou o fecho do sutiã, ela acariciava a minha costa com as pontas dos dedos me deixando arrepiada, ela voltou a colar os seus lábios nos meus mas desta vez ela forçou a língua nos meus lábios, ela começou a acariciar o meu seio e eu não aguentei e abri os lábios e a sua língua invadiu a minha boca e correspondi ao seu beijo, eu estava excitada e não pensava em nada, quando percebi eu estava de 4 com ela deitada em baixo de mim, ela chupava o meu clitóris e abriu os meus lábios vaginais e um dos rapazes encostou a glande na minha buceta e me penetrou, eu gritei de prazer, era demais ser penetrada por um cacete de verdade e ser chupada ao mesmo tempo! Vi um dos rapazes tirar a calcinha dela e penetrar o

seu cacete na sua buceta molhada, outro colocou o seu pau em frente do meu rosto e eu comecei a chupar o seu pau, eu gemia e tentava chupar mas o prazer era tão intenso e eu não conseguia e logo tive um orgasmo muito forte. Ela parou de me chupar e o rapaz continuou a me foder ao mesmo tempo que eu fazia um boquete para o outro rapaz. O que estava me fodendo gozou enchendo a camisinha de esperma e o rapaz que eu estava chupando me deitou e me penetrou com uma estocada me fazendo gemer, outro rapaz encostou o pênis nos meus lábios e eu o abocanhei, outro pegou a minha mão e me fez segurar o seu cacete, eu comecei a acariciar e me surpreendi com o tamanho, eu virei a cabeça para o seu lado e comecei a fazer uma boquete, colocava tudo que conseguia na boca, quando fazia isso com o Marcos sobrava dois dedos para fora da minha boca, o do rapaz sobrava mais de 4 dedos, acho que era uns 5 cm mais comprido do que o do Marcos. Era comprido mas era fino. O rapaz que estava me comendo gozou e o próximo rapaz que me penetrou era bem forte e segurando a minha bunda falou para eu entrelaçar os braços no seu pescoço, ele me teve dificuldade para se levantar sem tirar o pau da minha buceta. Ele segurava a minha bunda e me fodia em pé, é uma posição que me dá muito prazer. O rapaz que tinha o pênis fino e comprido ficou em pé atrás de mim e o rapaz que estava me fodendo parou com os movimentos e eu senti o rapaz lambuzando o meu cuzinho com algum creme e depois senti o meu cuzinho sendo invadido por outro pênis, estava sendo comida por dois homens ao mesmo tempo! O meu corpo estremecia de prazer, sentia o calor dos pênis preenchendo a minha buceta e o meu cuzinho se movimentando ao mesmo tempo eu logo eu gozei gemendo, a onda de prazer não terminava e eu tinha um orgasmo atrás do outro. Os dois também gozaram e me colocaram no chão, eu sentei no sofá e logo outro veio e me ofereceu o pau e eu comecei a punheta-lo, o rapaz que tinha comido o meu cuzinho começou a chupar a minha buceta e outro veio chupar os meus seios, eu fiquei acariciando os dois rapazes que chupavam os meus seios, logo eu estava excitada de novo. O rapaz falou que ia comer o meu cuzinho de novo, um dos rapazes sentou no encosto do sofá e eu fiquei de 4 com o rosto entre as suas pernas e comecei a chupa-lo, o rapaz que era bem dotado em comprimento mas mau dotado em grossura começou a penetrar o meu cuzinho, como era fino entrou facilmente e ele foi penetrando até as suas bolas baterem na minha xoxota, ele tirava tudo e colocava tudo de novo bem devagar, sentia o seu pau bem no fundo do meu cuzinho e isso era mais prazeroso do que eu sentia com o Marcos, eu gemia e chupava o outro rapaz, ele começou a aumentar a velocidade das estocadas e eu gemia e não conseguia mais chupar o outro, comecei a movimentar a bunda em sincronia com o rapaz e acabei gozando aos berros, ele também gozou. Esta noite eu transei com os 5 rapazes e ele foi o único que comeu o meu cuzinho, perdi a conta de quantos orgasmos tive nesta noite. Por volta das 6 da manhã eles nos deixaram num parque perto de nossas casas e eu e a minha amiga conversamos sobre o que tinha acontecido.
Ela falou que o marido trabalha e mora em outra cidade por isso não precisava se preocupar com o marido, eu falei que tenho um casamento bem liberal e que eu posso transar com quem eu quiser, ela falou que assim como eu era a primeira vez que tinha feito sexo grupal e que nunca fez sexo anal por isso não fez uma dupla penetração e que vendo eu gozando fazendo anal ela ficou curiosa, eu falei que era um prazer diferente e que adorava anal e falei que nunca tinha pensado em transar com uma mulher e que no início fiquei um pouco sem graça mas que tinha gostado do jeito que ela me tocou e que adorei ser chpada enquanto era penetrada. Ela falou que já tinha tido outras relações com mulheres e que foi uma pena que eu não a toquei. Eu ri e falei que quem sabe um dia. Nos despedimos e eu voltei para casa.
Chegando em casa o Marcos e o nenê ainda dormiam e eu me troquei e peguei no sono. Acordei mais ou menos às 13 horas e o Marcos tinha saído com o nenê. Quando o Marcos voltou me beijou e falou.
# Pelo jeito ontem a noite foi boa né.
# Me diverti bastante. A noite te conto.
# Ok.
A noite eu fiz o nenê dormir e fui deitar antes do Marcos, fiquei esperando ele nua dentro das cobertas. Ele entrou dentro das cobertas e quando me abraçou percebeu que eu estava nua e logo tocou a minha buceta e falou.
# Já está molhada!
# Fiquei excitada imaginando eu contando para você o que aconteceu ontem a noite…
O Marcos começou a me beijar e eu falei.
# Vem mete gostoso na sua putinha…
O Marcos me penetrou e eu falei.
# Amor que tesão, mete, ai amor ontem eu acabei te chifrado…transei com outro homem e gozei várias vezes!
# Sério! Conta tudo…
Senti que ele ficou mais excitado e realmente gostou de ouvir eu falar que chifrei ele. Eu não contei que foi uma suruba com a minha amiga e 5 rapazes, falei que foi com um rapaz.
Esta noite o Marcos me comeu de várias formas me fazendo gozar 3 vezes.
Depois deste dia nosso amor aumentou e o sexo ficou cada vez melhor.
Eu e a minha amiga ficamos mais íntimas e um dia combinamos para que ela seduzisse o Marcos para nós fazermos um menage feminino com ele.
Espero que tenham ficado excitados com esta experiência que tive.

Deixe os seus comentários que eu vou continuar a escrever as minhas aventuras.

Se a pandemia deixar vou passear no Brasil…

Beijos

Só seriei amiga de quem fizer comentários nos contos.

7 Replies to “Chifrei o meu marido fazendo orgia deliciosa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *