Ela se exibiu até ele gozar

Mesmo o que eu vou contar tenha acontecido a algumas semanas a trás a preparação e o planejamento vieram acontecendo a meses.

Sou casado com uma mulher espetacular, sabe aquelas mulheres que chamam de “mulheão”? Pois bem essa é a minha:
Loira, 33 anos, dona de uma bunda de chamar a atenção por onde passa, de um corpo malhado e de um par de silicones que a deixaram completa.
Sempre foi muito safada, no começo do relacionamento muito mais do que eu até, mas sempre tinha alguns limites bem claros em nossas brincadeiras e um deles era que nunca teria outra pessoa.

No começo nunca imaginei outro homem, sempre pensei em um menage feminino. Mas depois de alguns anos, alguns contos e de ver alguns blogs a vontade te me tornar corno era ardente.

Sempre falava para ela, mas ela negava.
Porém nós auges de seus tesões ela deixava sempre escapar q também tinha essa vontade.

Depois de muito insistir e de falar o quanto me dava tesao saber q ela era desejada por outros, ela topou se exibir para alguém, mas q ficaria só nisso.

E com isso realizamos essa fantasias algumas vezes, na rua, em hotéis, em praias… sempre pra desconhecidos e de uma forma bem provocante.

Durante esse período de exibição veio a pandemia e não ia mais pra meu escritório, todas as tardes eu ia na padaria de um amigo, comer um misto quente e jogar conversa fora.

Perto da padaria dele tem uma escola pública e sempre eu via passando vários jovens mais velhos que faziam supletivo no turno da noite.

Um deles, um moreno magro, mas com corpo de jogador, cabelo baixinho sempre ficava sentado ali mas quase nunca consumia nada.

Ele ficava esperando dar o horário da aula, como não tinha o que fazer ficava ali.

Na hora que eu vi não conseguia parar de imaginar ele com a minha esposa, e aparteie daí preparei um plano, sem falar nada para ela.

Comecei a criar uma amizade com ele. Sempre envolvendo outros frequentadores da padaria para não dar na cara e nem para o rapaz achar que eu estava dando em cima dele.

Com o tempo fomos criando maior intimidade e quando o Paulo chegava já ia para a minha mesa.

Conversávamos sobre tudo e eu sempre tentava colocar o assunto mulher no meio. Ele gostava de se gabar dizendo que comia todo mundo, mas era evidente que ele não comia ninguém.

Comecei a mostrar algumas fotos de algumas mulheres para meu celularzões ele,sempre perguntando oq ele achava. Fui alimentando essa brincadeira por vários dias.

Em uma quinta feira de manhã falei pra minha esposa que queria fazer algo diferente, pedi que durante o dia ela me mandasse mensagens como se não fosse minha esposa e sim minha amante, e que eu iria pedir fotos dela e que queria q ela mandasse. Ela achou estranho mas como uma boa safada que é entrou na brincadeira.

Troquei o nome dela no meu celular para Helen, e passamos o dia trocando mensagens,

De tarde cheguei na padaria fiquei na minha mesa e quando o Paulo chegou não dei muita atenção para ele, de propósito claro.

Ele logo percebeu e veio puxar assunto:

Paulo – Deve estar cheio de trabalho hoje hein…
Eu – Trabalho? Que nada, tô falando com uma maravilhosa que conheci esses dias. Olha aí que safada.

Mostrei o celular pra ele, e ele logo ficou animado.

Paulo – eita que safada… ela é gostosa?
Eu – vou pedir uma foto dela veja oq vc acha.

Pedi e alguns minutos minha putinha sem saber que havia um expectador, mandou uma foto muito sensual .

Ela estava na foto apenas com uma micro calcinha vermelha e um salto alto, uma mão tampando um dos peitos ( o outro aparecendo) e a outra mão com o dedinho na boca.

Quando o Paulo viu , ficou louco. Já começou a alisar a rol por cima da calça, não parava de chamar ela de gostosa.

Eu entreguei o celular na mão e disse:

Eu – Gostou? Então fala para ela.

Paulo- sério? Mas será que ela vai gostar?

Eu – ela não tem como saber que é você que está falando, aproveita. Ou tá com medo de falar com uma mulher dessas hehehehe

Paulo- que nada me dá aqui deixa eu falar com essa puta.

Nessa hora meu pau já estava igual uma Rocha, de saber que aquele garoto estava com tesao olhando foto da minha esposinha e chamando ela de puta do meu lado.

Ele pegou o telefone :

Paulo. – nossa você é muito gostosa.

Helen – você gostou safado?

Paulo – claro que gostei. Tô com muito tesao aqui

Helen – eu tbm, louca para que você estivesse aqui para eu te chupar todo.

E eles ficaram ali alguns minutos trocando mensagem. Ele sem saber que era minha esposa e ela achando que estava falando comigo.

Quando cheguei em casa o tesão estava grande e assim que entrei ela me esperava do mesmo jeito que estava na foto.

Começamos a transar na sala mesmo.

E no meio da transa eu contei para ela que ela na verdade estava falando com o meu amigo Paulo.

Na hora ela ficou meio brava mas logo entrou no clima e gemia chamando o nome dele enquanto eu a comia.

Depois de uma transa maravilhosa ela começou-se. Me perguntar mais sobre ele, como ele era, como ele tinha ficado vendo as fotos.

Ela relatou ter notado diferença na escrita das mensagens mas pessoa que eu estava escrevendo diferente para entrar no personagem.

Fiquei alguns dias sem pisar na padaria e quando apareci Paulo veio correndo já perguntando sobre a Helen.

Ele disse que tinha batido várias punhetas pensando nela. Aquilo me deixou com cada vez mais tesao.

Na hora eu peguei meu celular e mandei mensagem pra minha esposa, e ela disse q ficou toda molhada em saber que ele tinha batido uma pensando nela.

Alguns dias depois já não aguentava mais e sabia que tinha que avançar…

Perguntei se Paulo não tava afim de matar aula e ir assistir o jogo em casa, falei que minha esposa estaria lá.

Ele relutou um pouco dizendo que ficaria difícil depois dele ir para casa por conta do horário do ônibus e eu me prontifiquei em deixa- ló em casa.

Ele aceitou, mandei uma mensagem para minha esposa.

Eu – Amor estou levando um amigo para ver o jogo em casa

Ela – tá bom amor. Que amigo?

Eu – kkkkk o Paulo da padaria.

Ela – seu safado. Mas eu não vou fazer nada. Nem se anime.

No carro, Paulo perguntava se era uma boa mesmo, se minha esposa não iria achar ruim.

Quando chegamos em casa minha putinha estava no quarto e demorou um bom tempo para sair…

Ficamos ali comendo algo e vendo o jogo. E nada dela aparecer, até que…

Ela aparece usando o mesmo salto da foto é um robe preto bem sensual.

Ela – oi amor trouxe visita? Pq não me chamou.

A cara do Paulo é algo impossível de descrever aqui, uma mistura de susto com medo com surpresa com tesao. E reconheceu ela na hora, imagino que mil coisas passavam na cabeça dele na hora. Ele paralisou.

Ela percebendo a reação do rapaz se aproximou e falou:

Ela – o que foi? Parece que viu um fantasma…

Ele não conseguia falar nada, tentou falar algo mas só gaguejava

Ela já tomando o controle da situação disse. – Ué outro dia na msg você não tava tão tímido assim. O que aconteceu está com medo?

Ele olhando pra mim disse: então ela é sua esposa?

Eu confirmei com a cabeça que sim.

Ele ainda estátua.

Ela adorando a situação perguntou…

Ela – meu marido disse que você bateu várias punhetas depois que viu minhas fotos foi?

Ele – mas eu não sabia que você era a esposa dele, desculpa.

Ela – eu fiquei morrendo de tesao de saber q vc bateu várias para mim.

Ela – vc acha q sou igual nas fotos?

Perguntando isso ela se afastou um pouco prateada e abriu seu robe, empurrando para trás fazendo ele cair no chão

A safada estava com a mesma calcinha da foto, e sem nada por cima.

Ele ficou louco e foi indo em direção a ela.

Ela – pode ficar sentadinho aí. Hj vc só vai ver..

Eu nessa hora já estava com o a rola estourando dentro da calça. Desliguei a Tc e coloquei uma música que sei q ela adora dançar.

Ela sensualmente começou a dançar.

Ele já mostrava um volume na calça. Estava babado sem acreditar.

Ela virou de costas e começou a rebolar bem pertinho do rapaz, ele alisando a rola por cima da calça

Eu disse- coloca para fora, bate uma punheta para essa putinha ver.

Ele obedeceu e colocou o pau para fora.

Ela deu uma gemida olhando ele de rola dura

Se sentiu na poltrona que fica perto do sofá colocou um dos pés em cima do assento e ficou passando o dedo por todo o corpo.enfiava o dedo na boca e percorria o dedo babado por todo o corpo.

Ele se masturbando ali.

Ela – iai Paulo era assim que vc batia?

Ele nem respondia só acelerava o movimento.

Ela começou a enfiar o dedo na buceta se masturbando e gemendo.

Ela – vai Paulo goza gostoso, bate uma punheta olhando essa puta casada vai…

Ele aumentava onividente estava perto de gozar.

Ela – vem aqui da um banho de porra nessa puta safada. Me enche de gala vai.

Ele se levantou foi até ela é começou a gozar, vários jatos fortes encheu ela de porra. A barriga os peitos braços.

Eu já estava com a rola para fora me masturbando faz tempo, quase gozei mas ela pediu para eu parar.

Ela se levantou deu um selinho nele e disse:

Ela : vai amor, leva ele para casa e volta logo que estou louca para dar.

Eu – tá bom amor.

Ela – vou te esperar assim coberta de porra. Não demore para não secar.

Olhei pra ele, o mesmo já entendeu o recado se arrumou e fomos indo.

No caminho disse para ele q estava confiando nele e se ele soubesse guardar segredo é se comportar iria ter muito mais…

Depois desse dia ele ficou uns dias sem ir na padaria, até q semana passada apareceu de nada como é ênfase fosse.

Vamos ver como serão as próximas aventuras…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.