Fui flagrada chupando o colega no estágio

Minha primeira vez escrevendo um relato verídico, após ler alguns fiquei animada a trazer um flagrante bastante inusitado e hoje lembro achando engraçado o supetão.

Vou fazer um breve relato sobre mim, sou Isabela negra, peituda, bunda arrebitada, sou linda obviamente, 1,70m, e ocorreu cerca de 10 anos, tinha 26 anos, quando comecei a estagiar radiologia no plantão de sábado em um hospital de grande porte público do Estado do RJ.

Quando vc começa tudo é novo, vc vai se familiarizando até pq as informações passadas na sala de aula não condiz com a prática, principalmente em hospital público, que infelizmente sempre falta alguma coisa.

E vc treina com um técnico, vc vai fazer exame no leito com outro, procedimento no cc, cada um trabalha de uma forma, manias e vícios, e tinha um técnico, metido, grosso, chato, mas chamava minha atenção de alguma forma, ele tb era negro, pra mim lindo, apesar dos revés das qualidades mencionadas, e a cada plantão eu o observava.

Certo dia, ele me pegou pelo braço, uma grata surpresa, e foi me conduzindo até a câmera escura que ficava no subsolo (setor de atendimento ambulatorial) e lá entramos, e sem falar nada me beijou, óbvio que eu gostei e permitir, e nunca conversa rápida, ele disse que tb me paquerava, e se sentiu confiante na ousadia que cometera, e nos pegamos na sala, certo tempo depois o supervisor do plantão bateu na porta, perguntando se estava tudo bem, já que o “bunito” tinha sumido, e ele respondeu que sim, sem abrir a porta, e continuamos a nos pegar, e nisso rolou mão boba, boca boba e sexo oral obviamente.

Os próximos plantões eu tinha um motivo a mais pra ir muuuuuita com alegria pra aprender kkkk, nos encontramos fora do plantão, em um motel, enfim, vamos ao principal motivo desse conto.

Amo chupar um pau, e o FDP tinha uma piroca maravilhosa, mal cabia na minha boca e eu adoro enfrentar desafios, e o safado me colocava pra mamar sempre, éramos uma dupla como a corda e a caçamba, até que um dia entramos no banheiro e ele colocou aquela jeba pra fora, e eu agachei e enfiei na boca, e estou eu chupando, lambendo, me deliciando, gosto muito, sem exagero, ansiosa pelo leite que ele jogava na minha boca sempre, eis que entra um colega de estágio, o Léo, ele ficou perplexo, segurando a maçaneta, não entrava, também não saia, e eu, ah, eu continuei chupando, ele saiu, encostou a porta, o cachorro trancou, logo em seguida ele gozou na minha boca, eu tinha obrigação de deixar o piru dele limpo, e fazia com bastante maestria kkkkk, saímos do banheiro, ele primeiro de saquinho vazio, e eu com a cara de puta deslavada, o colega veio pedir desculpas, mas ele coitado não tinha como imaginar que abriria a porta do banheiro e encontraria alguém chupando um pau agachado, e foi uma loucura que jamais esquecerei.

Faria qualquer coisa pra reviver aquele momento, independente do flagrante.

E vc, já foi flagrado na hora h ?

Já fez loucuras inesquecíveis ?

Deixa seu relato, quero ler.

Espero que tenha gostado do meu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.