Sexo dentro do ônibus

Boa noite meu nome é Grazielle, tenho 18 anos e quando aconteceu isso eu tinha 17, sou morena clara, cabelos castanhos escuros, olhos cor de mel, altura 1.70, 52 kg, sou magrinha, cinturinha fina, acho minhas pernas e bumbum bonitos, me acho atraente por que sou daquelas tipo falsa magra rsrs.

A respeito do Conto é verídico e aconteceu quando eu estava fazendo vestibular para faculdade.

Espero que gostem, leiam, votem e comentem.

Então eu estava de prova do vestibular marcada para Salvador e meu pai não iria poder me levar então ele disse que seria melhor eu ir de ônibus.

Quando chegou no final de semana que iria acontecer a prova, no sábado meu pai me levou na rodoviária, fomos direto para o guinche e tinha fila para comprar a bendita passagem.

Estávamos aguardando chegar nossa vez, logo chegou um homem atrás de nos na fila, aparentava ter uns 40 anos era bonito e cheiroso (moreno claro, alto, cabelos de lado grizalho, barba alta e volumosa).

Assim o moço do guinche perguntou destino eu disse Salvador, perguntou janela ou corredor eu disse janela, perguntou se poderia ser a 17 eu disse q sim.

Meu pai pagou a passagem e ficamos ali aguardando chegar o ônibus.

Ah eu estava de short jeans e blusinha e com um casaquinho caso fizesse frio por que ônibus sairia as 22 horas.

Quando ônibus chegou colocamos a mala eu despedi do meu pai e fui para meu banco. Sentei, peguei meu fone de ouvido e estava arrumando para ouvir musica quando chegou o rapaz que estava atrás de mim e do meu pai na fila do guinche.

Me deu boa noite e disse que o lugar dele era na poltrona 16, ou seja do meu lado, eu educadamente disse fique a vontade.

Percebi ele se ajeitando e sentou na poltrona dele.

Ressaltando que o ônibus não tinha muita gente, a maioria estavam sentados na frente, após a minha poltrona não havia mais pessoas.

Eu fiquei ouvindo musicas e tentando dormir.

O ônibus saiu e não passou 20 minutos ele começou a puxar conversa comigo, perguntando qual era meu nome, respondi Grazielle, e ele disse prazer meu nome é Neto, perguntou minha idade, respondi 17 e disse que tinha 43 anos, perguntou se eu morava ali mesmo, respondi que sim e ele me disse que era de Salvador e que estava a trabalho na cidade, me disse ainda que estava sem sono e se atrapalhava conversar comigo, respondi que não e que estava sem sono também.

Ficamos conversando ele perguntando as coisas eu respondendo e eu perguntando e ele respondendo.

Afinal eu percebi que o homem era bonito, cheiroso e educado.

Ele disse nossa esse ônibus esta vazio ne, respondi que sim que deveria ser por causa do horario.

Uma das perguntas dele foi se eu tinha namorado, respondi que não tinha, ai ele disse nossa uma moça linda assim solteira, eu dei risadas.

Ele começou a me encher de elogios e ai começou a pegar na minha perna, começou a fazer carinho no meu cabelo, no pescoço e eu relaxada, até que rolou um beijo.

Começamos a nos beijar e ai foi ficando mais intenso, ele tinha uma pegada incrível, sabe aquela pegada gostosa que deixa a mulher toda arrepiada rsrs

Ele começou a segurar na minha cintura, começou a passar a mão nas minhas pernas com vontade, logo senti ele procurando minha bucetinha, senti quando ele abriu o ziper do meu short.

Não parava de me beijar e uma das mãos abrindo o ziper do meu short e outra me segurando no cabeça por trás.

Senti ele abaixando meu short ate os joelhos e começou a passar o dedo na minha bucetinha, foi me beijando e descendo a boca até a minha blusinha no rumo dos seios, tirou meus seios para fora da blusa e começou a lamber os mamilos e depois chupar com mais força, me beijava e lambia meus seios, chupava e segurava com a mão.

Ele pediu para eu abrir as pernas e colocou minha calcinha de lado que estava toda molhadinha por causa dele ficar passando o dedo.

Tirou minha calcinha de lado e foi enfiando um dedo nela que já estava bem molhadinha, me beijava e dizia putaria no meu ouvido.

Lembro que ele disse no meu ouvido que iria me fuder dentro do ônibus, e isso me deixou com mais vontade ainda.

Eu já estava gemendo bem baixinho e ele me beijava, ele enfiando um dedo na minha bucetinha e eu gemendo gostoso.

Ele pegou minha mão e levou até o pau dele, estava super duro, logo ele tirou o pau pra fora e eu fui batendo punheta e ele dedilhando na minha bucetinha.

O pau dele não era grande mais era bem grosso, logo eu me abaixei e comecei a lamber e chupar o pau dele eu tentei engolir o pau dele mais era bem grosso, e com muito esforço e abrindo a boca toda consegui engoli o pau dele, chupei bastante e sugava o pau dele, e ele enfiando o dedo na minha bucetinha e gemia e chupava, até que ele disse que ira gozar e começou a gemer e ai eu suguei e senti a porra quente dele na minha boca eu engoli a porra dele toda e mostrei para ele que não tinha mais nada na minha boca, ele disse que putinha gulosa.

Mesmo assim ele não parava de me tocar na bucetinha e eu gemendo gostoso e ele me disse calma que não acabou, eu olhei assustada.

Ele disse boa menina, agora acaba de tirar o short e senta encostada na janela de pernas abertas, eu na mesma hora obedeci eu sabia que ele iria me chupar, fiz e ele caiu de boca na minha bucetinha e me chupou bastante até que comecei a me contorcer e me fez gozar gostoso na boca dele.

Quando ele me fez gozar eu estava doida para fuder com ele ali mesmo, ele continuou me lambendo me deixando limpinha rsrs.

Fui ajeitando minha calcinha e ai ele pediu me chupa mais, eu na mesma hora obedeci e comecei a lamber o pau dele e chupar novamente estava nem muito duro e nem mole, fiquei chupando e ai foi ficando duro, e ele me disse tira a calcinha e senta no meu pau.

Eu não estava aguentando de vontade e tirei minha calcinha toda e fui sentando no colo dele que foi encaixando na minha bucetinha, fui sentindo entrar com jeitinho por que tenho a bucetinha muito apertada, foi entrando bem devagar e me senti toda preenchida pelo pau dele.

Comecei a subir e descer e o pau dele me penetrando gostoso, ele segurando nos meus seios e eu subindo e descendo da pica dele, eu gemia gostoso e ele falava putaria no meu ouvido.

Não demorou muito eu percebi que ele iria gozar, por que começou ficar ofegante e ai senti os jatos de porra na minha bucetinha, eu sentei gostoso e rebolei para ele gozar bem gostoso.

Foi perfeito aquela gozada dele na minha bucetinha, pois o medo de alguém ouvir ou ver era prazeroso demais.

Após isso pegou uma toalha da bolsa me deu e disse que era para eu me limpar, me limpei e ele também se limpou, coloquei minha calcinha, o short e a blusinha.

Ficamos conversando e o ônibus estava chegando em uma cidade próximo ao nosso destino.

Trocamos caricias e ai ele disse vamos chegar em Salvador já vai estar amanhecendo, vamos marcar para nos encontrar no final do dia, nisso ele me mandou mensagem e foi me buscar onde eu estava e fui p um motel com ele e fizemos sexo novamente por algumas horas.

Nos encontramos outros dias que fiquei em Salvador e de vez em quando a gente se encontra ainda quando ele vem na minha cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.