Transei com dois mendigos

Olá, sou Caroline, peitos grandes, um pouco baixinha e o que vou contar, aconteceu a um tempo atras.

Era de madrugada, eu estava sem sono e sem nada para fazer, então eu decidi sair de casa e passear pela rua de noite. Eu vesti uma calça jeans apertada e continuei com minha camiseta, sem sutiã por baixo.


Depois de um tempo, ainda andando pelas ruas sem ver ninguém por perto, eu fico com vontade de urinar, mas como não havia banheiro por perto, eu decidi ir para baixo de uma árvore da calçada urinar, quando levanto minha calça, percebo que tem dois mendigos me observando de perto, eu finjo que não vejo mas eles me chamam:

-Ei menina, venha aqui
Eu vou até lá e falo que não tenho dinheiro para dar, mas eles dizem que querem que eu dê outra coisa para eles. Um deles tira o penis dele para fora da calça. Eu sinto um fedor de desmaiar ao sair daquela calça e quando eu vejo, o penis do senhor era enorme, aquilo era um jumento!
Ele diz: Seja uma boa menina e lave-o para mim com sua boca e seus peitos lindinha.

Por mais que aquele penis fosse fedorento, também era carnudo, eu fiquei com vontade chupa-lo todinho. Eu peguei e chupei seu penis gigante. Aquilo fedia pra cacete e tinha gosto de esgoto, mesmo assim, era um gosto novo, eu chupei e chupei aquilo enquanto eu balançava suas bolas com minha mão.
O outro mendigo aproveitou o momento e rasgou meu jeans e minha calcinha fio dental e começou a chupar minha buceta, ele chegou a dizer: Está toda molhadinha né safada?

Eu cheguei a esguichar na cara dele e o mendigo gozou toda sua porra dentro da minha boca. Eu quase vomitei com o gosto. Enquanto eu tentava me recompor, eu estava de quatro. Um dos mendigos dento em baixo de mim e penetrou com seu penis imenso dentro da mina buceta, o outro enfiou com tudo no meu cu. Eu chegava a gritar, mas não tinha ninguém por perto para ouvir, porém, eu estava sentindo prazer, seus paus fedorentos me davam tesão,o mendigo deitado debaixo de mim mordia minhas tetas de vaca, apertando-as tão forte enquanto arrombava minha buceta, já o outro mendigo, ele não parava de bombear dentro do meu cuzinho, eu gemia alto, latia, estava louca naquele momento, finalmente os dois gozaram dentro de mim, mas depois disso, os dois colocaram seus penis dentro do

meu cu juntos! E eu chegava a ficar louca. Aquilo doía muito, meu cu jamais sofreu tanto assim. eles empurravam seus jumentos enormes dentro do meu fiofó, eu beijei a boca de um deles, fedia, mas era excitante, eles empurravam com tanta força que chegava até meu estomago. Finalmente gozaram, não, eles jorraram litros e litros de esperma para dentro do meu cu, lavaram meu cu por dentro, após tirarem, saía seus litros de gozo do meu rego. Minha bunda tremia de ser tão fudida, eu dormi, quando

acordei, eu estava em um beco, ja era de manhã, eu estava sozinha e havia gravetos enfiados na minha vagina e no meu cu, eu mal conseguia andar ainda, e eu percebi que estava nua por baixo pois o maldito mendigo rasgou minha calça e minha calcinha. Quando olhei pelo beco, a rua estava cheia de pessoas! Tive que andar no meio daquela multidão, pelada, pingando gozo dos meus buracos preenchidos com gravetos, todos me olhavam estranho. Não foi só um dos fodas mais marcantes da minha vida, como também foi um dos maiores micos que eu tive de sofrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *