A prima dela… eu não queria mas aconteceu

Olá, sou o Jota! O que vou relatar hoje, aconteceu há pouco mais de um mês, e depois de ler vários contos nesse site, resolvi contar o que aconteceu comigo.
Namoro há 4 anos e meio com uma linda mulher, não há um só motivo para me queixar do nosso relacionamento, contudo, algo inusitado aconteceu, minha namorada, tem uma prima que é representante comercial, casada, tem 34 anos, morena, 1.68m de altura, uns 60 kgs, uma morena muito charmosa e deliciosa.
Devido à sua profissão, ela está sempre em visita à nossa cidade, e face aos constantes encontros, ficamos muito amigos… e muito íntimos também, e acho que isso foi a mola propulsora de tudo.

Há aproximadamente um mês, Nayara estava novamente em nossa cidade à trabalho, como de costume, e por vezes, quando ela está na cidade, acabo encontrando-a sem a presença de minha namorada, devido ao seu trabalho, porém, ela sempre soube desses encontros, até porque, jamais tivemos qualquer coisa, e pelo fato de Nayara ser casada. Porém, de uns tempos pra cá, toda vez que encontramos Nayara ela sempre se queixa do seu casamento, que segundo ela está muito ruim, pois Thiago, seu marido, anda com muito ciúmes do seu trabalho e de suas viagens.

Pois bem, no ultimo dia 12 de maio, Nayara chegou a cidade, e nos telefonou para um happy hour, como de costume, porém minha namorada, face ao seu trabalho não podia ir, insistindo para que eu fosse sozinho, o que aceitei, pois não víamos problema algum nisso, e já estávamos habituados, marquei então de pega-la no hotel em que estava hospedada, e lá chegando, solicitei ao atendente que lhe avisasse sobre minha chegada, quando então Nayara pediu para que eu subisse, pois acabava de se arrumar.

Subi, sem qualquer pretensão, porém ao abrir a porta, Nayara, com um lindo sorriso… ainda de cabelos molhados, apenas de toalha, porém já de salto alto, me recebeu em seu quarto, fiquei paralisado com a visão… mas entrei e procurava disfarçar minha curiosidade… conversamos um pouco… ela no banheiro se aprontando e eu sentado na cama … imaginando ela… se trocando… De repente, seu celular toca, era seu Marido, ela então disse que sairíamos pra comer uma pizza, não demorou muito e senti o clima pesar entre eles… Nayara então desligou o telefone muito chateada… perguntei o que havia ocorrido, ela sentou-se ao meu lado, e começou a reclamar… e a chorar, então dirigi a ela um abraço fraternal… ela ainda de toalha, salto alto e já de meia calça preta… confesso que fiquei loko de tesão…

mas… apenas queria ajudar-lhe… quando ela resolve se ajeitar um pouco nos meus braços, sua toalha abre… deixando semi nua…percebi que ela ficou muito sem graça… e correu para o banheiro… passado uns instantes, fui atrás e perguntei se ela estava bem… ela disse que sim… mas estava envergonhada…. então perguntei se podia entrar no banheiro.. ela disse que sim…
Abri a porta e abracei-a novamente… dizendo estar todo bem… que ela não precisava se preocupar com o que havia ocorrido… ela riu e disse que eu era um amor…

Nos abraçamos… e involuntáriamente….meu pau resolveu me denunciar…ficando muito duro… Nayara se afastou e perguntou o que estava acontecendo… encabulado disse que foi sem querer… e fui saindo…ela então me pegou pelo braço… e disse pra eu relaxar… afinal… eu tinha visto ela apenas de calcinha… e isso deveria ser o motivo…então saímos pra pizza… e depois de umas taças de vinhos estávamos… falando sobre seu casamento… quando ela me pediu pra ir embora… pedimos a conta e fomos… Nayara me convidou pra subir…pois ela estava meio ‘alta’ por causa do vinho… subi e ajudei-a a entrar no seu quarto… ela se deitou na cama… de

pernas entre abertas… não pude deixar de olhar sua calcinha preta…. marcando sua bucetinha… o tesão novamente me abateu… Nayara percebeu e riu… dizendo qeu há tempos seu marido não ficava excitado de ver sua calcinha… e levantou um pouco mais seu vestidinho… olhando nos meus olhos.. e dizendo…’ você gostou do que viu?!’… gaguejei e disse que sim…ela então perguntou – ‘ quer ver melhor?!?’ respondi que sim… ela ficou de pé… e levando a mão no meu pau… começou a tirar seu vestido… ficando apenas de calcinha…meia calça e salto alto…
Não resisti… ajoelhei na sua frente… e comecei a lamber sua barriguinha… e por cima de sua calcinha, comecei a lamber sua bucetinha… que exalava o cheiro de seu tesão… ela começou a gemer… arrancou sua roupa e a minha… e caiu de boca no meu pau… hum… que delicia de bokete… eu não fiz diferente… cai de boca naquela buceta.. peludinha…hum… lambia…chupava… escutava seus gemidos… quando passei a língua por seu cuzinho…Nayara então estremeceu num gozo… que lambuzou minha boca…
Me levantei… fiquei sobre ela… fiz uma ehola.. e depois meti bem devagar na sua buceta… Nayara gritava de tesão… pedindo pra eu fuder ela toda… pois a muito tempo não trepava com tesão… comecei a bombar em sua buceta… ela me agarrava..e falava que sua prima tinha sorte por ter um caralho tão gostoso à sua disposição… isso me deixou maluco… coloquei Nayara de 4…e meti forte… enfiava o dedo no seu rabinho…e ela gemia… rebolava… e anunciou seu segundo gozo… comecei então a bombar forte… e ela pedindo pra eu arregaçar sua xota… como se ela fosse a minha putinha…
Atendi prontamente seu pedido… estava quase gozando… quando anunciei meu tesão à Nayara… ela olhou nos meus olhos e disse:’ quero sentir tua porra na minha boca… no meu rosto… quero me embreagar com teu leite… ela se sentou à beira da cama… e começou a mamar meu cacete… e não demorou… estava gozando em sua boca… via minha porra inundar sua boquinha… que se esforçava pra engulir todo.. ela tirou meu pau de sua boca… e o bateu em seu rosto… extraindo dele as ultimas gotas de porra… Depois, me olhou nos olhos e me agradeceu por fazê-la se sentir viva… e que gostaria de repetir nossa foda sempre que possível…
Fomos para o banho…nos chupamos novamente… gozei mais uma vez no seu rostinho angelical… e depois fui embora…
Por hoje é só pessoal, grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *