Mais dois novinhos pra minha esposa

Olá, meu nome é R voltei para contar mais uma deliciosa aventura de quando eu era casado, lembrando que estamos separados há uns 3 anos.
Nos contos anteriores, relatei que algumas de nossas fantasias que realizamos juntos e agora mais uma brincadeira muito excitante.
Nosso primeiro novinho do nosso primeiro ménage, contou pra alguns amigos o que tínhamos feito, as vezes que ele veio aqui na nossa casa foder deliciosamente a minha esposa e dois desses amigos tiveram a cara de pau de vir aqui no nosso portão pra pedir coco (tem um coqueiro aqui e usaram como desculpa pra chamar aqui).

Aumento Peniano


Quem foi atender foi a minha esposa, ela demorou um pouco pra voltar e quando voltou, me disse que eu não ia acreditar no que tinha acabado de acontecer.
Os dois garotos pediram coco e ela falou que eles trouxessem uma escada pra poder pegar, aí um deles, vou chamá-lo de C, disse pra ela que sabia que ela gostava de dar pra dois e perguntou se ela não queria dar pra eles. Ela disse que na hora ficou espantada e perguntou que história era essa e ele falou que o amigo falou pra eles que vinha na nossa casa direto pra comer ela. Assustada ela desconversou e falou que ia falar comigo se eles insistissem mas o C deu um papel pra ela com o número do whatsapp dele.

Ela foi me contando e rindo pq ao mesmo tempo que estava assustada, tinha gostado da ousadia dos meninos (não preciso citar idades) e disse que ficou com tesão. Fomos pro quarto e fodemos gostoso imaginando o L (o primeiro novinho), o C e o D (os dois que vieram no portão) e eu comendo ela.
Depois da foda, ainda nua e com a buceta melada, ela pegou o celular, tirou umas fotos e mandou pro C que na mesma hora mandou foto da pica branquinha, grande (pra um garoto da idade dele) e depilada. Marcamos para o dia seguinte pra eles virem aqui apenas pra conversar.

No dia seguinte, vieram os dois, o C e o D, eles entraram e eu fiquei no quarto, até pq eles poderiam ficar nervosos com minha presença mas eles sabiam que eu estava em casa.
Os 3 conversaram um pouco e minha esposa falou que topava mas que eu tinha que participar e eles aceitaram e ela foi no quarto me chamar. Os cumprimentei e expliquei que o que ia acontecer, tinha que ficar entre a gente pq senão nós não íamos chamar eles de novo. Só que o D ainda era virgem e estava nervoso e ficou encostado na porta enquanto eu e o C abraçamos minha esposa (ela com uma saia curta e sem calcinha), C abraçando por trás e eu pela frente, ele beijando o pescoço dela e eu sua boca, enquanto ele apertava a bunda dela e eu já mexia na sua buceta e ela segurando nossas picas.

Ele abaixou e começou a lamber o cu e a buceta dela enquanto ela empinava e se abria com as duas mãos pra ele e eu chupava a língua dela descendo até os seios e mamando. Virei ela de costas pra mim e o C passou a fazer o que eu fazia, revezamos. Até que ela se ajoelhou e colocou nossos caralhos pra fora e começou a mamar nós dois, revezando, lambendo e babando, enquanto o D ainda parado na porta. Ela o chamou mas ele, coitado, estava nervoso e preferiu só ficar parado ale olhando.

Minha esposa estava louca pra sentir a pica do C, que era grande, e em pé mesmo, ficou de frente pra mim pra mamar meu cacete enquanto C empurrava a cabeça da pica pra dentro da buceta dela. Ele dava uns tapas na bunda dela enquanto ele falava pra mim que ela era gostosa, deu umas estocadas até eu querer comer ela tbm, ele tirou e virou de frente pra ele e eu soquei naquela buceta maravilhosa e já quentinha de ter levado rola do novinho. Ficamos em pé nesse revezamento até não aguentando mais de tesão ela começa a gozar no caralho do novinho e ele quase gozando ela vira de frente pra ele pra mamar e vira o rabo pra mim. Uma cena linda: C gozando na boca dela enquanto eu comia sua buceta, ela tomando o leite todinho do garoto, não desperdiçou uma gota e eu não conseguindo segurar mais, disse que ia goza e ela se virou pra mim e gozei farto enchendo sua boca com minha porra grossa.

Ela extasiada disse que tinha amado tomar leite de duas picas ao mesmo tempo e lamentou que o D estava nervoso e ficou tímido e não participou. C vestiu a roupa, minha esposa me deu um beijo gostoso na boca e depois na boca do novinho e ela foi pro banho e eu levei eles no portão, conversando e pedindo sigilo sobre o que tinha acontecido. Como era de dia e tinha movimento na rua, não demoramos muito mas combinamos de brincar novamente mas de noite, de preferência de madrugada, assim poderiam passar a noite aqui e ninguém ver eles entrando e saindo da nossa casa.

Foi o que fizemos mas isso fica para o próximo conto. Só de lembrar minha pica chega a pingar de tesão. Só tiramos uma foto dessa tarde.
Pena que não encontro mulheres que curtam uma brincadeira assim
Deixem suas mensagens, contatos pra compartilharmos melhos nossas experiências.
Um abraço a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *